Arnaldo Alves – Uespi

Inscrições abertas: UESPI divulga submissão de ideias do Programa Centelha do Piauí

Por Arnaldo Alves

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI) divulga que as inscrições para para submissão de ideias do Programa Centelha do Piauí encerram na próxima  quinta-feira (09), às 18h.

De acordo com o professor do curso de Administração e diretor do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), Tales Antão, a iniciativa é promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEPI), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP), e Fundação CERTI e, no Piauí, é executada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI).

“O Programa Centelha visa estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora no Piauí. O programa vai oferecer capacitações, recursos financeiros e suporte para transformar ideias em negócios de sucesso”, explica o docente.

O objetivo é fomentar o empreendedorismo inovador por meio de capacitações para o desenvolvimento de produtos (bens e/ou serviços) ou de processos inovadores e, apoiar por meio da concessão de recursos de subvenção econômica (recursos não reembolsáveis) e Bolsas de Fomento Tecnológico Extensão Inovadora, a geração de empresas de base tecnológicas a partir da transformação de ideias inovadoras em empreendimentos que incorporem novas tecnologias aos setores econômicos estratégicos do estado do Piauí.

Os interessados devem preencher o formulário de inscrição e conferir os detalhes do edital, disponível no site do Programa Centelha, até o dia 09 de junho.

Evento

Com o intuito de apresentar a oportunidade do edital Centelha, acontece nesta segunda-feira (06), a oficina “Mão na Massa”, no auditório do Centro de Ciências da Saúde – CCS, a partir das 16h.

O Encontro vai contar com a presença dos professores da UESPI, Bringel Filho e Vanessa Alencar, além do diretor de inovação da FAPEPI, Ciro Gonçalves de Sá.

Segundo a professora da UESPI e cientista empreendedora, Vanessa Alencar, a importância do edital é que pode se conseguir recursos econômicos para colocar uma ideia em prática em forma de um produto, serviço ou processo de uma patente.

“Nós vamos apresentar as tendências de mercado e estudo sobre os problemas que precisam ser resolvidos e que as ideias dos pesquisadores em conjunto com os projetos dos alunos podem desenvolver para área de saúde, além de mostrar o formulário de inscrição do Programa, bem como descrever a régua de avaliação dos projetos”, finaliza a palestrante.

Inscrições abertas para I Ciclo de Debates sobre Sociedades de Controle, Big Tech e Neoliberalismo

Por Arnaldo Alves

O Grupo de Pesquisa NECTAR (Núcleo de Estudos Críticos do Discurso e a Teoria Ator-Rede) e o Grupo de Estudos Interinstitucional Neoliberalismo e subjetividade: discursos e práticas da gestão de si realizam o I Ciclo de Debates sobre Sociedades de Controle, Big Tech e Neoliberalismo: a conexão entre tecnobiocapitalismo e as práticas fascistas de consumo, a partir da próxima quarta-feira (08), através do Google Meet.

O objetivo do evento é incitar alunos e professores, assim como as comunidades acadêmicas envolvidas, a compreenderem e debaterem as várias nuances e facetas da morfologia social, econômica, política e cultural do capitalismo contemporâneo.

Para isso a programação debate de obras de filósofos e pesquisadores de diversas áreas das ciências humanas (linguística, artes, filosofia, ciência política, teoria queer etc.) que tenham trabalhado com o diagnóstico do surgimento de uma nova racionalidade subjetiva, moral e política – o neoliberalismo –, dentro de uma conjuntura de nova modulação do capital, pautado pela economia da atenção, pelo consumo desenfreado e pela coleta indiscriminada e vigilante de dados pessoais nas interações via internet e aplicativos tecnológicos.

A palestra de abertura do evento tem como tema “Das sociedades disciplinares às sociedade de controle: uma introdução”, ministrada pelo professor da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Emanoel Pedro Martins. O Ciclo também conta com mais cinco debates, realizados entre os meses de junho e agosto, com temáticas relacionadas ao nascimento do biopoder e as tecnologias regulatórias da vida; o fascismo de consumo e a produção do homem unidimensional; a mediação tecnológica da vida, pós-capitalismo digital e a morte da política; psicopolítica e as novas técnicas de poder, tecnobiopoder e o sequestro da potencia gaudendi.

O evento é realizado pelo projeto de extensão da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), campus Prof. Barros Araújo (Picos-PI), em parceria com o Instituto Federal do Ceará (IFCE), dos campi Camocim e Tabuleiro do Norte.

Inscrições

As inscrições estão abertas. O Ciclo possui certificado de 60h e os interessados devem preencher o formulário de inscrição no site do evento.

Confira a programação completa

Aluno da UESPI desenvolve pesquisa sobre identidade LGBTQ+ e Capitalismo

Por Arnaldo Alves

O estudante Wullisses Oliveira, do curso de Direito da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), campus Antônio Giovanne Alves de Sousa – Piripiri, desenvolve uma pesquisa com o tema “Identidade LGBTQ+ e Capitalismo: uma análise histórico dialética sobre a cultura homofóbica nos espaços de poder”.

Sob orientação do professor Thiago Anastácio, o estudo do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Cientifica (PIBIC) consiste em analisar a origem e os fundamentos do pensamento homofóbico e suas consequências na vida de quem sofre homofobia.

Aluno Wullisses Oliveira

Aluno Wullisses Oliveira

De acordo com o autor da pesquisa, Wullisses Oliveira, discutir homofobia como um problema plural (que se perpetua de diversas formas) e enraizado na cultura brasileira é essencial para que possa pensar formas mais didáticas de combatê-la. Para o estudante, a luta contra a dominação do patriarcalismo está intrinsecamente ligada aos movimentos políticos de conquistas de direitos das últimas décadas e o movimento LGBTQ+ é um importante vetor de conquistas de direitos para as pessoas que se identificam com a sigla.

“Até o momento foi possível constatar que são numerosos os trabalhos acadêmicos que tratam dessa temática e que muitas pesquisas já foram realizadas. Em primeiro momento, no âmbito da pesquisa teórica sobre os mais variados temas ligados a temática LGBTQ+, questões como a adoção por casais homoafetivos, homofobia na escola e homofobia no trabalho, por exemplo, são temas bastante abordados. Também é possível constatar a existência de trabalhos quantitativos de entrevistas pessoais feitas a partir da pesquisa de campo. Por meio do desenvolvimento da pesquisa é possível também verificar que o discurso homofóbico no Brasil está enraizado culturalmente e se reverbera nos mais variados espaços sociais como um discurso normativo, onde as pessoas acham comum e se sentem confortáveis em verbalizar práticas homofóbicas”, ressalta o discente.

O estudo está em andamento, na fase de leituras que partem da pesquisa teórica, com destaque para a natureza qualitativa da pesquisa.

Apresentação do artigo no 1° Congresso Internacional de Direitos Culturais de Oeiras e publicação como capítulo de um livro pelos anais do congresso

Apresentação do artigo no 1° Congresso Internacional de Direitos Culturais de Oeiras e publicação como capítulo de um livro pelos anais do congresso

Inscrições abertas: Projeto da UESPI realiza II Seminário de Atenção à Saúde da Mulher Surda entre os dias 21 e 23 de junho

Por Arnaldo Alves

O Projeto do Programa Institucional de Bolsas em Extensão Universitária (PIBEU) “Libras: Saúde da Mulher Surda nas UBS”, da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), realiza o II Seminário de Atenção à Saúde da Mulher Surda (SEAMS), entre os dias 21 e 23 de junho, de forma online através do YouTube.

A programação do evento conta com palestras, roda de conversa e minicurso sobre a luta por direitos e conquistas da comunidade surda; assistência ao pré-natal na UBS; contribuição do pilates para a saúde da mulher; o reflexo da violência obstétrica na saúde da mulher; primeiros passos para a comunicação com o paciente surdo; saúde mental de gestantes e puérperas.

De acordo com a estudante do 8° período do curso de Enfermagem e coordenadora discente do projeto, Brenda Melo, o objetivo do II SEAMS é disseminar a reflexão sobre a saúde da mulher surda para acadêmicos e toda comunidade em geral, assim como quebrar a barreira da comunicação entre o surdo e profissional de saúde.

“Estamos na 2° edição do evento e temos muitas expectativas. Ano passado foi um sucesso com mais de mil inscritos. Em 2022 traremos palestrantes surdos e ouvintes e contaremos com o apoio do Conselho de Enfermagem e Ligas acadêmicas”, explica.

A proposta do encontro está pautada no decreto 5.626/2005, que regulamenta a lei 10.436/2002: garante ao surdo ou pessoa com deficiência auditiva o direito à saúde nos diversos níveis de complexidade. O evento tem como público-alvo acadêmicos, profissionais de saúde e toda comunidade surda.

Inscrições

De forma gratuita e com entrega de certificado para os participantes, as inscrições estão abertas até o dia 21 de junho. Os interessados devem preencher o formulário de inscrição disponível no site do evento. 

Para mais informações acesse a rede social do projeto.

Inscrições abertas: Liga de Enfermagem em Obstetrícia da UESPI lança edital para novos ligantes

Por Arnaldo Alves

A Diretoria da Liga Acadêmica de Enfermagem em Obstetrícia da Universidade Estadual do Piauí (LAEO-UESPI) torna publico a abertura de vagas para a seleção de acadêmicos que desejam atuar como ligantes da LAEO.

Ao todo estão sendo disponibilizadas 12 vagas para alunos do curso de Enfermagem, sendo 7 vagas para estudantes da UESPI e 5 vagas para estudantes de outras instituições de ensino superior da cidade de Teresina-PI.

De acordo com a coordenadora discente da LAEO e acadêmica do 8° período de enfermagem da UESPI, Yara Sousa, as atividades desenvolvidas pelos ligantes serão de forma quinzenal às segundas-feiras com encontros on-line e presenciais.

“A liga acadêmica de Enfermagem Obstétrica além de todo conhecimento adquirido durante o ano vigente irá promover eventos, artigos, encontros, palestras, aulas teóricas quinzenais, além de aulas práticas na Maternidade Dona Evangelina Rosa, uma das instituições hospitalocêntrica de referência do estado do Piauí. Lembrando que o edital está aberto com vagas para acadêmicos de Enfermagem da Uespi e outras instituições de ensino superior de Teresina”, explica.

Inscrições

Para se inscrever o candidato deve enviar uma mensagem para o e-mail (uespilaeo@gmail.com), até às 18h desta sexta-feira (03), contendo às seguintes informações:

Nome completo;
Curso e período;
IES;
E-mail:
Telefone para contato;
Anexo A: comprovante de matrícula atualizado no formato PDF;
Anexo B: histórico acadêmico com o Índice de Rendimento Acadêmico (IRA) ou Coeficiente de Rendimento Acadêmico (CRA), no formato PDF;
Anexo C: Carta de Intenção para a sua entrada na Liga e suas percepções sobre a temática.

Poderão realizar a inscrição acadêmicos de Instituição de Ensino Superior (IES) reconhecida pelo Ministério da Educação, regularmente matriculados nos cursos presenciais de Enfermagem, ter cursado a disciplina de Saúde da Mulher ou correspondentes curriculares.

Confira o edital completo.

Para mais informações acesse o instagram da Liga (@laeo_uespi).

Coordenação de Pedagogia realiza II Seminário dos Programas de Iniciação a Docência e Residência Pedagógica

Por Arnaldo Alves

A coordenação do curso de Pedagogia em parceria com coordenação local dos Programas Residência Pedagógica e de Iniciação a Docência da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), campus Prof. Alexandre Alves de Oliveira – Parnaíba, promoveram o II Seminário dos Programas de Iniciação a Docência e Residência Pedagógica.

A programação do evento contou com palestras, apresentação de trabalhos e relatos de experiência nas escolas de educação infantil e das serieis iniciais do ensino Fundamental da rede pública municipal de Parnaíba. O objetivo foi disseminar os saberes construídos nas experiências do desenvolvimento dos programas no curso e ampliar o diálogo sobre essas experiências com a comunidade acadêmica e externa.

De acordo com a coordenadora do curso de Pedagogia de Parnaíba, Samara de Oliveira, participaram do Seminário cerca de 200 discentes do curso,  pessoas das escolas campo e a comunidade educacional.

“Destaca-se nessa conferência a importância da educação como formação humana e sua grande importância para o contexto atual, sendo necessário avançar no desenvolvimento de um projeto educativo que priorize as diferentes concepções de ensino e educação com vistas ao desenvolvimento pleno dos educandos’, ressaltou.

Isabela Moreira foi uma das participantes do evento. Segundo a estudante, esses momentos de diálogo e de compartilhamento é muito importante para o aprendizado e para a formação do Pedagogo. Para ela, é na troca de experiências que se constroem um ensino mais condizente com a realidade escolar e principalmente aprimorar a prática docente.

“Participar do evento evidenciou a necessidade de haver ainda mais momentos como esses, onde nós podemos aprender uns com os outros, tanto com as dificuldades quanto com as boas experiências. E comprovou também que participar de programas como o Residência Pedagógica e o PIBID são essenciais na construção inicial do futuro educador. O evento foi incrível, foi uma excelente maneira de finalizar dois programas tão importantes para a formação docente. Tive a oportunidade de participar do Residência Pedagógica e poder compartilhar como foi essa experiência para a comunidade é muito gratificante”, destacou.

Realizado na última quinta-feira (26), o evento também teve a palestra do doutor em educação e egresso da UESPI, campus de Parnaíba, Dr. Francisco Antônio M. Araújo, com a palestra “Educação e Formação Humana: diálogos e reflexões para a formação docente”.

Outro momento do evento contou com o lançamento do livro “Residência Pedagógica e alfabetização: relatos de experiências do Curso de Pedagogia do Campus de Parnaíba em tempos de Pandemia”, organizado pelas docentes do curso a prova. Dra. Fabricia Pereira Teles e profa. Dra. Maria Ozita de Araujo. O livro é composto de artigos produzidos a partir das experiências dos/as residentes, preceptoras de ensino e as docentes coordenadoras do programa no curso.

Especialização em Estomaterapia realiza I Encontro Pós Pandemia de Pessoas com Estomias

Por Arnaldo Alves

A Coordenação da Especialização em Estomaterapia da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) promoveu I Encontro Pós Pandemia de Pessoas com Estomias, nesta quarta-feira (25), no auditório do Lineu Araújo – Teresina.

Participantes do evento

Participantes do evento

De acordo com a Coordenadora da Especialização em Estomaterapia e Professora da UESPI, Sandra Marina, 40 pessoas estiveram presentes no Encontro.

“Esse momento foi importante para estimular a reativação da Associação de Pessoas com Estomias. Hoje, nós temos cerca de 700 pacientes que necessitam de politicas publicas para realizar seus procedimentos. Desde setembro de 2021, a pós-graduação em Estomaterapia e o curso de Enfermagem da UESPI estão realizando o recadastramento destes pacientes, seguindo a portaria municipal”, aponta.

Equipe responsável pela recadastramento

Equipe responsável pela recadastramento

O evento teve a participação de pacientes, professores, alunos e profissionais da área. A programação contou com apresentação cultural, dinâmicas, palestras e troca de experiências.

Isabel Cristina, aluna da especialização em Estomaterapia, disse que o Encontro oportunizou uma maior aproximação entre pacientes e profissionais que realizam os atendimentos. “Esses depoimentos nos mostram a importância do especialista estomaterapeuta na vida dessas pessoas, tanto no acolhimento como nas orientações. Aprendemos que não é apenas trocar um equipamento coletor (bolsa), mas que damos qualidade de vida. A cada atendimento aprimoramos nosso aprendizado”, ressalta.

Eliezer da Silva Soares é um dos pacientes e estava no Encontro. Para ele, o evento se tornou um centro de condicionamento e encorajamento pra pessoas com Estomias.

“O evento pra mim além de uma demonstração de amor e inclusão, foi um ponto de partida pra eu continuar evoluindo, me aceitando e exercitando a mim mesmo em como ser melhor e buscar o bem coletivo. Sobre o acompanhamento, faltam palavras para expressar minha gratidão. Nunca tinha recebido tamanha segurança, empatia e um tratamento tão delicado e preciso como a coordenadora e sua leal equipe fazem. Nos dando atenção e cuidados clínicos, com paciência e educação. Isso faz com que o processo de reversão da colostomia ocorra com celeridade e confiança e aos que são em caráter definitivo se torne mais leve e com mais qualidade de vida”, destaca.

Roda de conversa do Encontro

Roda de conversa do Encontro

Para a professora da UESPI, Ana Lívia, esse tipo de encontro é de extrema importância para que as pessoas entendam que não estão sozinhas durante o processo de tratamento. “Fui convidada  para realizar uma palestra sobre promoção de saúde mental de pessoas com estomias, adotamos a musicoterapia como metodologia e os alunos também participaram desse momento. Pude entender a beleza que é esse projeto de assistência gratuito ofertado no Liceu e como os profissionais que trabalham com isso tem verdadeira paixão pelo o que estão fazendo”, ressalta.

Além da Especialização em Estomaterapia, o evento foi realizado pela Fundação Municipal de Saúde de Teresina, Residência em Coloproctologia da UESPI e Centro Integrado der Saúde Lineu Araújo.

Professoras Sandra Marina e Ana Livia

Professoras Sandra Marina (camisa rosa) e Ana Livia

Curso de Pedagogia realiza ação lúdica para alunos

Por Arnaldo Alves

A professora Airan Rocha, do curso de Pedagogia da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), campus Heróis do Jenipapo – Campo Maior, realizou uma ação com os estudantes da disciplina de Lúdico e Educação.

Alunos do curso de Pedagogia

Alunos do curso de Pedagogia

A atividade foi idealizada em alusão ao dia do pedagogo (a), comemorado na última sexta-feira (20). A programação do encontro contou com confecção de materiais infantis, palestras, entre outras dinâmicas.

De acordo com a professora responsável pela ação, Airan Rocha, o objetivo da ação foi refletir a importância do pedagogo para a formação humana e valorizar a pedagogia enquanto epistemologia formativa.

“Após seminário temático da disciplina, refletimos sobre a importância desse profissional para a educação e para a sociedade. Também analisamos os seus diferentes campos de atuação, através de roda de conversa e para finalizar foi disponibilizado um material para confecção de cartazes que representasse o dia do Pedagogo”, explica a docente.

Discente durante a realidade das atividades

Discente durante a realidade das atividades

Para o estudante do 2° período do curso de Pedagogia, Matheus Araújo, a dinâmica realizada em sala de aula foi de grande importância.

“A atividade foi bem interessante pois na confecção dos cartazes podemos refletir sobre como a atuação do pedagogo é fundamental para a construção de uma sociedade, e que apesar de todos os ataques que a educação sofre diariamente, serviu para nos dar força por quê como diz Paulo freire, a educação é um ato de coragem”, ressalta.

Ações

Essa não é a primeira atividade do período desenvolvida pelo curso de Pedagogia do campus Heróis do Jenipapo. No mês de abril, a coordenação fez uma acolhida para os calouros e veteranos do curso, que contou com apresentações do PIBID e do Residência Pedagógica, dinâmicas organizadas pelos estudantes, sorteio de livros e tour no campus.

A atividade também contou com a presença do projeto Biblioteca Móvel, organizado pela docente, Drª Ana Gabriela Nunes. conta com um acervo de quase 400 obras literárias adquiridas através de doações e levados para escolas, praças e várias regiões do Piauí por meio de uma Kombi.

Professor da UESPI lança livro Programação para Todos: do ZERO ao Básico

Por Arnaldo Alves

O professor Danilo Borges, do curso de Ciência da Computação da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), campus Dra. Josefina Demes – Floriano, publica o livro “Programação para Todos: do ZERO ao Básico”, no site da Editora da Uespi.

Com linguagem acessível, exercícios resolvidos, práticas com Java Script e tutoriais com replit, o e-book é dividido em três capítulos: Pensando de Forma Computacional (Parte I), Conhecendo os Comandos Básicos (Parte II) e Alterando o Fluxo do Programa (Parte III).

O livro é idealizado com base no material didático fornecido no curso de extensão da UESPI “Programação para Todos: do ZERO ao básico”. Este curso teve como objetivo ensinar a comunidade em geral e acadêmicos a programar, através de uma linguagem de fácil entendimento e apresentação dos conceitos utilizando temáticas do dia a dia do leitor.

De acordo com o professor de Ciência da Computação da UESPI e autor do livro, Danilo Borges, o curso de extensão mostrou que qualquer pessoa pode aprender a programar e a ideia do livro surgiu após o feedback positivo de alunos e docentes.

“Foram duas edições com sucesso em número de inscrições. O ambiente virtual agregou um público que eu só pude alcançar desta forma. A primeira edição trouxe experiência e feedbacks para melhorar tanto no aspecto didático quanto na abordagem das aulas. Na segunda edição do curso, estando eu mais amadurecido, decidi começar um rascunho do que se tornaria este e-book para que os alunos pudessem acompanhar melhor curso. A ideia deste material de apoio foi influenciado, em parte, por vários feedbacks positivos e construtivos feitos por alguns alunos. E com a aceitação positiva dos alunos da segunda edição decidi seguir em frente e formatar o rascunho neste e-book”, destaca.

Além dos exercícios e soluções, a obra também conta com videoaulas do curso. O e-book completo pode ser baixado de forma gratuita no site da Eduespi.

Inscrições abertas: CFAF realiza evento sobre Inovação na Gestão Escolar entre os dias 24 e 26 de maio

Por Arnaldo Alves

O Centro de Formação dos Servidores Antonino Freire – CFAF, vinculado a Universidade Estadual do Piauí (UESPI), realiza IV Encontro de Gestores Caminhos da Inovação na Gestão Escolar, entre os dias 24 e 26 de maio, de forma online. O objetivo do evento é oportunizar a discussão quanto à inserção de ferramentas tecnológicas, ações e experiências no âmbito escolar, conforme as mudanças sociais e tecnológicas que impactam na gestão escolar no contexto atual.

A programação do Encontro conta com  apresentação cultural e palestras sobre novas demandas tecnológicas e transformações sociais na gestão escolar no contexto atual, implementação de tecnologias de informação e a otimização do trabalho da gestão em todos os segmentos da escola, gestão de pessoas na educação: o cuidado com a saúde emocional de sua equipe, relatos de experiências: a gestão e os impactos da pandemia na transformação digital na educação, educação híbrida, entre outros assuntos.

De acordo com a Professora do curso de Pedagogia da UESPI e uma das organizadoras da ação, Eliene Pierote, o Encontro de gestores do CFAF/UESPI já acontece há quatro anos e vem se consolidando na área educacional por trazer, anualmente, temáticas pertinentes ao cenário atual, promovendo a reflexão crítica acerca dos caminhos a serem percorridos frente às novas demandas tecnológicas e transformações sociais na gestão escolar.

“As expectativas são muito positivas, uma vez que para esse ano, apresenta como tema geral o ‘Caminhos da inovação na gestão escolar’. A programação está bem diversificada, uma vez que trazemos palestrantes nacionais, que desenvolvem pesquisas sobre a gestão escolar, como Vítor Paro, com várias publicações na área da gestão, e também Lílian Bacich, que realiza estudos acerca do ensino híbrido, bem como rodas de conversa com gestores do nosso Estado que atuam desde a Educação Infantil ao Ensino Superior. Vamos trazer também  temáticas relativas à saúde mental das pessoas que fazem a escola, em função do período de pandemia pelo qual passamos”, destaca.

Inscrições

As inscrições estão abertas. De forma gratuita, os interessados devem preencher o formulário de inscrição no site do evento. O público-alvo do Encontro são gestores, gerentes, professores, supervisores, coordenadores pedagógicos, estudantes e pesquisadores da área. Na oportunidade, também serão entregues certificados para os participantes do evento.

Confira a programação completa do evento.

Grupo de Teatro da UESPI realiza Seminário com debate de criação do curso de Artes Cênicas no Piauí

Por Arnaldo Alves

Aconteceu neste sábado (14), o I Seminário do Grupo de Teatro Kahuahan da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), no Centro de Formação Antonino Freire (CFAF).

O evento teve a presença de professores, alunos, Secretários Municipais e Estaduais de Cultura e de Educação, além de atores e demais participações. A programação do Seminário contou palestras e oficinas.

Mesa de debate do evento

Mesa de debate do evento

De acordo com o Diretor do grupo de teatro da UESPI, Moisés Chaves, o principal objetivo do Seminário foi debater a criação de um curso em  Licenciatura em Artes Cênicas no Estado do Piauí. “O saldo do evento foi extremamente positivo. Vamos encaminhar o projeto da implantação do curso para apreciação do Conselho e, pela demanda de mercado, esperamos que essa lacuna no nosso Estado possa ser preenchida”, apontou.

Para o Diretor do Departamento de Programas de Extensão da Pró-Reitoria de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários (PREX), Lucídio Silva, a extensão universitária faz uma ligação entre o conhecimento produzido na instituição com a comunidade. “Tem um caminho longo no processo pedagógico para criação do curso, mas estamos confiante que tudo possa ocorrer bem. Existe um interesse muito grande da nossa sociedade e essa é uma demanda que a nossa Uespi está atenta”, ressalta.

Personalidades presentes na cerimônia

Personalidades presentes na cerimônia

Cerca de 60 pessoas participaram do debate. Na oportunidade, também esteve presente o professor piauiense responsável pela implantação do curso de Artes Cênicas da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Arão Santana, assim como do Dramaturgo e Professor, Aci Campelo.

Matrícula Institucional: prazo para aprovados na quinta chamada do Sisu 2021.2 encerra nesta terça-feira (17)

Atenção, calouro da Universidade Estadual do Piauí (UESPI). Encerra nesta terça-feira (17), o prazo para realizar a Matrícula Institucional para os candidatos aprovados na quinta chamada do Sistema de Seleção Unificada – Sisu 2021.2.

Para realizar a Matrícula Institucional os candidatos aprovados devem acessar o endereço eletrônico, no campo “Solicitar Matrícula” e preencher os formulários eletrônicos e inserir as documentações solicitadas de acordo com a forma de concorrência do candidato (AMPLA CONCORRÊNCIA E AÇÕES AFIRMATIVAS AF1, AF2 E AF3).

Confira a seguir o nome de todos os aprovados na quinta chamada da Lista de Espera do SISU e também o edital com todas as informações necessárias para realizar sua matrícula:

Convocação da Quinta Chamada da Lista de Espera Sisu

EDITAL 023.2022 QUINTA CHAMADA DA LISTA DE ESPERA SISU 2021.2

Projeto Zooday: curso de Zootecnia realiza debate com profissionais da área

Por Arnaldo Alves

O curso de Zootecnia da Universidade da Estadual do Piauí (UESPI), campus Poeta Torquato Neto, realizou, nesta manhã (14), o projeto Zooday, no auditório do Núcleo de Ensino a Distância (NEAD).

A programação do evento contou com palestras e debates com professores e profissionais zootecnista e de áreas afins, em alusão ao dia do Zootecnista, comemorado nesta sexta-feira.

De acordo com a professora do curso de Zootecnia e coordenadora da ação, Dinara Sousa, o projeto Zooday veio para mostrar a importância da Zootecnia para o agronegócio do Piauí.

“Nós saímos de dois anos de aulas remotas e esse contato presencial acabou sendo perdido um pouco. Esse momento de juntarmos todo mundo é de suma importância para o aluno ingressante no curso ter esse contato com os profissionais da área”, ressalta.

Professora Dinara (camisa branca) com a palestrante do evento

Professora Dinara (camisa branca) com a palestrante do evento

Para a estudante do 5° período do curso de Zootecnia e organização do evento, Michele Morais, o projeto Zooday aproxima a comunidade acadêmica dos profissionais do mercado de trabalho.

“O nosso evento reúne professores, profissionais e estudantes de Zootecnia e Agronomia. A gente enxerga isso como um momento importantíssimo de debate e confraternização entre toda comunidade acadêmica”, ressalta.

Estudante Michele Morais (camisa azul) ao lado da professora Dinara e amigos de sala de aula

Estudante Gabriela Carvalho (camisa azul) ao lado da professora Dinara e amigos de sala de aula

O evento também contou com a participação da egressa Michele Morais, além do professor e diretor estadual da Associação Brasileira de Zootecnia (ABZ), Daniel Biagiotti.

Público presente no evento

Público presente no evento

Programa PRIL: Uespi recebe visita de monitoramento de representantes do MEC

Por Arnaldo Alves

A Administração Superior da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) recebeu, na manhã desta quarta-feira (11), na sede da reitoria do Palácio do Pirajá, representantes do Ministério da Educação (MEC).

A reunião tratou sobre o primeiro monitoramento do Programa Institucional de Fomento e Indução da Inovação da Formação Inicial Continuada de Professores e Diretores Escolares ‒ PRIL, implantado na Uespi neste ano.

Estiveram presentes na reunião, o Reitor da UESPI, Prof. Doutor Evandro Alberto; o Vice-reitor, Prof. Jesus Abreu; a Coordenadora Institucional do PRIL, Profa. Márcia Percília; as Coordenadores pedagógicas de Biologia, Roselis Machado e Fátima Veras; os Coordenadores pedagógicos de Matemática, professores Arnaldo Brito e Anderson Silva, além dos Pró-reitores Paulo Henrique, Rauirys Alencar, Lucídio Beserra e Mônica Maria.

O MEC foi representado pelo Coordenador Geral de Formação de Professores da Educação Básica, Prof. Alexandre Guilherme, a especialista em OEI, Profa. Eliane Santos e o Técnico do MEC, Prof. Edinaldo Paiva. Também esteve presente na reunião a Coordenadora Geral da rede PRIL da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Lívia Fernanda Silva.

De acordo com o reitor, Professor Evandro Alberto, a intenção é que o PRIL seja ampliado para mais municípios do Piauí com o apoio da Uespi.”Estamos felizes com essa parceria do MEC que proporcionou a realização do Programa PRIL na nossa instituição e também em outras universidades do Piauí. A nossa Uespi possui uma capilaridade muito grande no território piauiense e o PRIL veio para somar na educação do Estado, especialmenteC em municípios do interior do Piauí”, ressalta.

O coordenador Geral de Formação de Professores da Educação Básica, Alexandre Guilherme, agradeceu o empenho da Uespi com a realização do Programa.”Essa é uma visita de monitoramento do Programa para saber como está o andamento das atividades e se existe algum problema para resolvermos. Essa parceria com universidades é importantíssima e um dos focos do Programa é realmente ter centros de excelência integrados ao Pril para termos os melhores índices de educação no Programa.”, explica.

Reitor Evandro Alberto e representante do MEC Alexandre Guilherme

Reitor Evandro Alberto e representante do MEC Alexandre Guilherme

PRIL

O Programa Institucional de Fomento e Indução da Inovação da Formação Inicial Continuada de Professores e Diretores Escolares (PRIL) oferta o curso de Biologia nos campus de Piripiri, Oeiras, Bom Jesus e um polo em Simões. Em breve, o Programa também vai ofertar o curso de Matemática para as cidades de Parnaíba, Barras, Picos e Santa Cruz do Piauí.

O objetivo expandir o programa para todo o território piauiense tenha educação de qualidade por meio de parcerias com as instituições de ensino superior.

Professora Márcia Percília no momento de sua fala com

Professora Márcia Percília no momento de sua fala com Lívia Fernanda (à direita) e Eliane Santos (à esquerda)

NUCEPE, PARFOR e Departamentos de Línguas tem novas gestoras

Por Arnaldo Alves

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI) está com novas gestoras a frente do Nucepe, Departamento de Línguas e PARFOR. A cerimônia de acolhimento do cargo aconteceu no palácio do Pirajá com a presença do reitor da UESPI, Evandro Alberto e do vice-reitor, Jesus de Abreu.

Posse das professoras ao lado do reitor e vice-reitor da UESPI

Posse das professoras ao lado do reitor e vice-reitor da UESPI

A professora Barbara Olímpia assumiu a Diretoria do Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (NUCEPE), a docente Francisca Cunha é a nova Coordenadora Institucional do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica da UESPI (PARFOR). A professora Sheila Borges assumiu o cargo de Coordenadora do Departamento de Línguas da Pró-Reitoria de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários (PREX).

De acordo com a nova Coordenadora institucional do PARFOR, Francisca Cunha, sua gestão será pautada na base da coletividade, diálogo e ética. “Cheguei na Uespi há uns anos atrás com o desafio de contribuir com a instituição na qual sou egressa. Recebi o convite com muita alegria de poder estar a frente de um Programa que tem ao longo dos anos contribuído para a formação de professores de todo o Piauí”, ressalta.

A professora Barbara Olímpia agradeceu o convite feito pela reitoria e vice-reitoria da UESPI. “É um desafio diferente das minhas outras missões na Uespi. Estou saindo da coordenação do Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL) e agora vamos com muita disposição para o Nucepe, que possui um viés muito mais administrativo e operacional”, disse.

Segundo a nova Coordenadora do Departamento de Línguas, professora Sheila Borges, já foram feitas algumas seleções de intérpretes e a intenção é que o número de intérpretes na instituição seja ampliado. “É um sentimento de valorização e reconhecimento dos meus serviços prestados. Já estou no Departamento desde agosto do ano passado, acompanhava as ações realizadas sempre engajada na melhoria dos nossos serviços. Fico grata pelo convite feito pelo reitor da UESPI e do professor Josinaldo” finaliza.

“Era o sonho dela ver suas filhas no caminho dos estudos”

Por Arnaldo Alves

Para comemorarmos o Dia das Mães, que foi ontem, dia 08 de Maio, a Assessoria de Comunicação da Universidade Estadual do Piauí (Ascom-UESPI) traz, a partir de hoje, algumas histórias de mães uespianas.  São histórias reais que servem de  inspiração para toda comunidade.

Maria Felix dos Santos, de 60 anos de idade, é a nova caloura do curso de Física da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), campus Poeta Torquato Neto – Teresina.

Nascida no interior de Balsas do Maranhão, Dona Maria teve uma infância de trabalho na roça e, durante a adolescência, decidiu morar na capital do Piauí. Em Teresina, criou seus três filhos e teve que se afastar dos estudos para cuidar da família e trabalhar como costureira.

Maria nos primeiros dias de aula na Uespi

Maria nos primeiros dias de aula na Uespi

Após décadas sem estudar, dona Maria concluiu o Ensino Médio através do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) e conseguiu sua aprovação no curso de Física da Uespi por meio do Enem.

“Minha falecida mãe era analfabeta e, na roça, a gente não tinha tantas oportunidades. De certa forma, voltar a estudar me faz lembrar da minha mãe. Era o sonho dela ver suas filhas no caminho dos estudos”, ressaltou.

Dona Maria é só felicidade com o início das aulas na Uespi

Dona Maria é só felicidade com o início das aulas na Uespi

Para a professora do curso de Física da UESPI, Janete Brito, a história da sua nova aluna serve de motivação para todo o quadro discente e docente.

“Ela é bastante extrovertida, tem demostrado curiosidade, é pontual e a relação dela comigo como professora e com alunos tem sido uma relação de alguém que quer muito aprender”, ressalta a docente.

Dona Maria mora atualmente no bairro Saci, zona Sul de Teresina. Com o início das aulas presenciais na Uespi, a rotina da ex-costureira mudou: todo dia vai para o campus Poeta Torquato Neto para compartilhar sua experiência e aprender com a turma e professores do curso.

“Eu chego em casa e já vou contando as novidades das aulas para os meus filhos. Tá sendo bem legal voltar para a sala de aula. Já tive muitos problemas de saúde e voltar a caminhar da minha casa para Uespi tem sido bom pra mim. Estou feliz demais com essa nova etapa e, após terminar o curso de Física, pretendo fazer um curso de Engenharia pois gosto muito de área de exatas”, finaliza.

Dona Maria atenta às aulas de Física do primeiro período

Dona Maria atenta às aulas de Física do primeiro

Ligas da UESPI e da UFPI realizam a Semana do Bordô

Por Arnaldo Alves

A Liga Acadêmica de Estudos Neurológicos e Neurocirúrgicos da Universidade Estadual do Piauí (LAENN-UESPI) em conjunto com a Liga Acadêmica de Estudos em Neurologia e Neurociência da Universidade Federal do Piauí (LAENN-UFPI) realiza a Semana do Bordô, entre os dias 23 à 28 de maio, de forma online.

O evento que tem como objetivo conscientizar e orientar a respeito das dores na região da cabeça. A Semana conta com aulas ministradas por grandes nomes da cefaliatria no Brasil de maneira gratuita e com o certificação para os participantes.

O projeto é coordenado pelo neurologista e membro associado da Sociedade Brasileira de Cefaleias (SBCe), Dr. Raimundo Feitosa Neto.

A iniciativa faz parte da campanha de conscientização e combate às cefaleias criada pela Sociedade Brasileira de Cefaleias (SBCe) e desenvolvida todos os anos em todo o Brasil, resgatando também a importância do Dia Nacional de Combate à Cefaleia (19/05).

 

De acordo com o representante acadêmico do evento e estudante de Medicina da UESPI, Anderson Gustavo Santos, a importância se deve principalmente ao fato da Cefaleia ser um dos sintomas mais característicos dos processos patológicos.

“A expectativa sobre a realização do evento é muito boa, estaremos recebendo grandes nomes da neurologia nacional que irão poder compartilhar uma série de informações sobre o manejo dos vários tipos de cefaleia. Além do mais, por ser um evento gratuito, esperando conseguir um bom público acadêmico”, explica.

Inscrições

As inscrições estão abertas. Os interessados devem preencher o formulário de inscrição no evento de forma gratuita.

Para mais informações acesse as redes sociais das ligas acadêmicas: @laennuespi e laennufpi e confira.

Prefeitura Universitária da UESPI: reformas em todas as salas do Campus Torquato Neto

A Administração Superior da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) vem trabalhando para atender as demandas da comunidade acadêmica em todos os campi.

Por exemplo, no campus Poeta Torquato Neto (Teresina) foram feitas reformas em todos os setores, incluindo salas de aulas e de leitura, laboratórios, áreas de convivência, banheiros, entre outros. Além do Torquato Neto e Clóvis Moura, em 2021, Novembro, e em janeiro deste ano, a UESPI, por meio da Pró-reitoria de Administração (PRAD) e a Prefeitura da Universidade demandaram serviços de sanitização.

Para o Magnífico Reitor, Prof. Doutor Evandro Alberto, a dedicação à Universidade é diária e toda a equipe está empenhada em realizar as ações que engrandeçam “nossa UESPI e nossa comunidade”.

 

Entrada do campus

Entrada do campus Torquato Neto, em Teresina

De acordo com a Prefeitura da Cidade Universitária da UESPI, comandada por Antônio Renato de Aragão, todo o trabalho desenvolvido tem o objetivo de melhorar a infraestrutura da Uespi para que os estudantes, professores e técnicos possam ter plenas condições de estudo e trabalho.

“Em função das fortes chuvas nesse ano, estamos dando muita atenção para o trabalho de recuperação, troca e reforma dos tetos das salas e laboratórios. Aqui no Torquato Neto, nós temos muitas árvores que embelezam o local, ameniza a temperatura e deixa o campus mais aconchegante, por isso, realizamos um trabalho constante de poda e outras cuidados para que elas fiquem sempre saudáveis. Mas, por outro lado, quando temos ventos fortes aqui em Teresina como aconteceu recentemente, muitas folhas são jogadas ao chão, nos tetos das salas, por isso, realizamos constantemente o trabalho de limpeza de todos os ambientes externos aqui no campus. Sempre estou circulando pelos campi para identificar as ações que a Prefeitura da UESPI precisa tomar. Também somos demandados pelos Diretores de cada Centro e precisamos desse apoio para identificarmos o problema e resolvermos com agilidade”, explicou.

O trabalho de cuidados das plantas e árvores é constante e a limpeza dos ambientes externos é diária

Recentemente, a Adm Superior recebeu a visita do Min. Público Estadual no campus Torquato Neto e de acordo com o Prefeito, foi uma oportunidade para mostrar a situação das salas de aula, que foram pintadas, estão com climatização e boa parte também já está com data show instalado. O Prefeito ainda informa que o trabalho especializado também aconteceu nas portas e janelas das salas. Todas as 61 salas do Torquato Neto foram reformadas.

“Não paramos de trabalhar nem durante o período mais crítico da pandemia, nos últimos dois anos. Apesar de não termos alunos aqui quando estávamos no período de isolamento, mas entendíamos que o trabalho precisava continuar para que o retorno, que aconteceu no último dia 18 de abril, fosse com tranquilidade e segurança. A Administração Superior e os demais envolvidos tem feito o máximo possível para que todos possam utilizar a Uespi com o máximo de conforto, segurança e dedicação possível”, explica.

Os laboratórios também receberam pintura e reforma nos telhados

 

O Diretor do CCN (Centro de Ciência da Natureza), Prof. Manoel Gabriel Rodrigues Filho, confirma que o trabalho de recuperação das salas, laboratórios e ambientes externos  foram feitos, mas que deve ser ainda mais intensificado agora com o retorno das atividades presenciais. ” Estamos recebendo nossos alunos e professores 100% presencial, então, vamos intensificar as demandas junto a Adm Superior e à Prefeitura para que nosso ambiente seja sempre propício para o ensino, pesquisa e extensão”, finalizou.

Confira algumas fotos do campus Poeta Torquato Neto:

 

Curso de Computação: professores ofertam curso de matemática básica

Por Arnaldo Alves

Professores do curso de Ciência da Computação da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), campus Dra. Josefina Demes – Floriano, realizam um curso de Matemática Básica, de forma online com 60 vagas. O curso de extensão será realizado aos sábados, de 9h às 10h30, com início previsto para o dia 14 de maio até o dia 16 de Julho, destinado a todos os ingressantes ou que em breve entrarão em um curso de graduação em qualquer área, principalmente associadas a exatas e licenciaturas. As inscrições acontecem entre os dias 5 e 7 de maio, online. 

Ao todo serão 10 encontros. A programação conta com aulas e atividades sobre números reais, expressões matemáticas, inequações, sistemas de coordenadas, funções lineares, funções quadráticas, trigonometria, funções trigonométricas, funções exponenciais, funções logarítmicas, entre outros.

De acordo com um dos coordenadores do curso de extensão, professor Danilo Borges, o objetivo é fortalecer a base necessária para desenvolver bem um curso superior e demais atividades.

“Temos observado uma certa dificuldade em boa parte do alunado nas primeiras disciplinas de exatas em vários cursos, principalmente da área de exatas e licenciatura. Isso se deve, na maioria das vezes, a uma base matemática deficiente que provoca como efeito colateral a falta de entendimento ao que é ensinado no ensino superior. Como tentativa de contornar o problema e oferecer um melhor curso de graduação o professor Diego Cardoso teve a ideia de promover o curso Matemática Básica para Ingressantes”, explica.

As inscrições começam nesta quinta-feira (05) e seguem o dia 07 de maio, no site do evento.

Curso de Pedagogia da UESPI promove acolhida para alunos do campus de Campo Maior

Por Arnaldo Alves

O curso de Pedagogia fez uma acolhida para os alunos da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), campus Heróis do Jenipapo – Campo Maior.

A atividade foi idealizada sob coordenação da professora Lucineide Soares. A programação contou com apresentações do PIBID e do Residência Pedagógica, dinâmicas organizadas pelos estudantes, sorteio de livros e tour no campus.

Outra parte da ação envolveu o projeto Biblioteca Móvel, que tem por objetivo levar a leitura para espaços internos e externos da instituição.

O Biblioteca Móvel conta com um acervo de quase 400 obras literárias adquiridas através de doações e levados para escolas, praças e várias regiões do Piauí por meio de uma Kombi.

Acolhimento dos alunos

Acolhimento dos alunos

De acordo com a Coordenadora do Programa, Profa. Drª Ana Gabriela Nunes, a atividade de acolhimento fez alusão a semana nacional do livro.”Fizemos uma acolhida aos alunos nesse retorno ao ensino presencial, apresentando o projeto e oportunizando reflexões sobre a importância da leitura na formação acadêmica e humana deles. Após um momento mais formal no auditório com os alunos de Pedagogia, a Kombi ficou exposta juntamente com o acervo do projeto para que os demais alunos do campus pudessem conhecer e participar do sorteio de livros”, explica a docente.

 

Kombi utilizada no projeto

Kombi utilizada no projeto

O projeto é destinado para toda comunidade educacional, em especial o público infantil com livros infantis, gibis e infanto juvenis.

Conheça outros projetos literários da UESPI.

Professores e alunos da Uespi produzem vídeos e materiais sobre os Direitos Humanos

Por Arnaldo Alves

Professores e alunos do curso de Direito da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), campus Poeta Torquato Neto, produzem vídeos, cartilha e demais materiais educativos.

A ação faz parte da disciplina de Direitos Humanos, ministrada pela professora da UESPI e diretora do Núcleo Permanente Interdisciplinar em Direitos Humanos (NUPIDH), Esther Gomes.

De acordo com a docente, Esther Gomes, as atividades na disciplina giram em torno da produção de pesquisas e materiais lúdicos para fácil compressão do público.

“Além de estimular a criatividade do aluno, nós temos um aumento na produção de mídias no NUPIDH. Isso faz com que o aluno pesquise, produza um material e uma série de informações sobre os Direitos Humanos que serão fundamentais para a vida acadêmica e profissional”, ressalta.

Você pode assistir todos os materiais educativos no Instagram oficial do Nupidh.

ContaPraGente: aluna da Uespi mostra detalhes de livro sobre práticas de linguagem

Por Arnaldo Alves

Na manhã desta quarta-feira (06), aconteceu mais uma live do projeto Conta Pra Gente, no canal do YouTube da Uespioficial.

Nesta edição, a estudante Ana Beatriz Sobrinho, do 8° período do curso de Letras Português, da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), campus de Parnaíba, contou os detalhes do e-book “A (des) articulação das práticas de linguagem no livro didático de Língua Portuguesa”.

Live no canal da Uespioficial

Live no canal da Uespioficial

Segundo a discente Ana Beatriz, o livro reúne uma série de artigos produzidos por cada aluno da turma com orientação do professor Jailson Almeida.

“Percebi que ao longo da produção existia uma importância muito grande de debatermos o livro didático. No e-book em si, nós produzimos artigos com aporte teórico para análise de materiais didáticos utilizados na educação básica. Com o livro conseguimos observar e analisar várias práticas de linguagem: oralidade, produção textual, análise semiótica, linguística, escrita e também a leitura”, explica.

Você pode assistir a Live completa no canal do YouTube da Uespioficial. O livro foi lançando recentemente, na editora diálogos.

Inscrições abertas: curso de Biologia da UESPI realiza Simpósio de Botânica sobre a Serra da Capivara

Por Arnaldo Alves

Professora e alunas do curso de Biologia da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), campus de São Raimundo Nonato, realizam I Simpósio de Botânica da Região da Serra da Capivara, entre os dias 13 e 14 de abril, de forma online.

A programação do evento conta palestras sobre diversos temas. Por exemplo: técnicas de coleta e herborizacão, ecologia da polinização na Catinga, briófitas, orquídeas ornamentais, defesa das plantas contra vírus, taxonomia vegetal, entre outros assuntos.

O I Simpósio de Botânica da Região da Serra da Capivara é idealizado pela professora de Biologia, Janilde de Melo, em conjunto com as alunas do curso de Biologia, Isabela Bastos, Loiane Lima e Luiza Bastos.

De acordo com uma das organizadoras da ação, Loiane Lima, o evento é promovido em alusão ao Dia Nacional da Botânica e surge como uma forma de despertar a importância do conhecimento botânico na comunidade acadêmica.

“O Parque Nacional Serra da Capivara apresenta uma grande diversidade de espécies floristícas o evento tem como objetivo apresentar essas espécies e abordar diversos conteúdos relacionado a temática em comemoração ao Dia Nacional da Botânica”, destaca a discente.

Inscrições

As inscrições estão abertas até o dia 14 de abril. De forma gratuita, os interessados devem acessar formulário de inscrição no site do evento.

Uespi realiza aula inaugural do PROFHISTÓRIA em Parnaíba

Por Arnaldo Alves

Novidade! Agora o campus da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), professor Alexandre Alves de Oliveira, localizado em Parnaíba, integra a Rede Nacional do Programa de Mestrado Profissional em História (PROFHISTÓRIA).

A aula inaugural do PROFHISTÓRIA em Parnaíba aconteceu na última sexta-feira (01) e contou com a presença do reitor da UESPI, Evandro Alberto, do diretor do campus, Eyder Rios, do coordenador do PROFHISTÓRIA, Felipe Ribeiro, além de professores e alunos da UESPI.

Aula inaugural do PROFHISTÓRIA

Aula inaugural do PROFHISTÓRIA

De acordo com o reitor da UESPI, professor Evandro Alberto, o PROFHISTÓRIA é o primeiro Mestrado a ser ofertado fora da capital Teresina.

“Nós queremos externar os nossos agradecimentos a todos os professores e ingressantes que fazem parte do Programa e desejar muito sucesso com o Mestrado. Essa é mais uma ação da UESPI para ampliar a qualidade da formação no nosso Estado”, ressalta o reitor.

Segundo o diretor do campus de Parnaíba, Eyder Rios, a intenção de trazer o Programa para o campus surgiu após conversas com o corpo docente de História.

“Quando o PROFHISTÓRIA finalmente foi aprovado e aceito nós tivemos uma surpresa maravilhosa na época das inscrições, sendo o curso de Parnaíba com o segundo maior número de inscritos em todo país. Para todos nós é um grande orgulho e desejamos boas-vindas sucesso para todos”, destaca.

O coordenador do PROFHISTÓRIA da UESPI, professor Felipe Ribeiro, destacou o perfil dos alunos que fazem parte do Programa. “São professores e professoras que conhecem a educação básica e hoje estão no Mestrado Profissional de História refletindo, discutindo e propondo ações e intervenções para transformação da escola”, aponta.

Público presente na aula inaugural

Público presente na aula inaugural

Programa Nacional

O ProfHistória é um programa de pós-graduação stricto sensu reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) do Ministério da Educação (MEC), oferecimento em Rede Nacional.

Liderado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o Programa tem como objetivo proporcionar formação continuada aos docentes de História da Educação Básica, com o objetivo de dar qualificação certificada para o exercício da profissão, contribuindo para a melhoria da qualidade do ensino.

Inscrições abertas: Empresa Jurídica Júnior de Direito da Uespi realiza II Simpósio de Direito das Famílias

Por Arnaldo Alves

A Empresa Jurídica Júnior do curso de Direito da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), campus Poeta Torquato Neto – Teresina, realiza II Simpósio de Direito das Famílias, entre os dias 09 e 10 de dezembro, no canal do YouTube da Conectjus.

A programação do evento conta com palestras de professores e profissionais renomados da área. Entre os temas destacam-se: o papel do afeto na definição dos novos arranjos familiares no Direito, a auto inseminação e o estabelecimento da filiação no ordenamento jurídico brasileiro, adoção e diversidade, atuação do advogado familiarista nas serventias extrajudiciais, análise do caso Britney Spears, os aspectos processuais nas ações de família, herança digital, além de uma discussão sobre a falta de afeto.

De acordo com uma das idealizadoras do Simpósio e presidente da Conectjus, Isabelly Machado, o evento conta com apoio do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM-PI) e da ONG Unidos Pelo Bem.

“O evento visa celebrar o dia Nacional da Família, comemorado em 08 de dezembro. O Simpósio conta com a participação de professoras da Uespi e também vamos receber palestrantes com teses incríveis, reconhecidos por seus trabalhos em outros países”, destaca a docente.

Inscrições

As inscrições estão abertas até o dia 08 de dezembro. De forma gratuita, os interessados devem preencher o formulário de inscrição no site do evento.

A organização do evento também está coletando doações para ONG Unidos Pelo Bem. Você pode contribuir com roupas, brinquedos e alimentos, a ser combinado a forma de entrega através do WhatsApp 086 98163-1020 (Isabelly Machado) ou transferindo qualquer valor para chave-pix CPF (131.387.456-60) e mandar o comprovante de inscrição no Instagram @conectjus.the.

Confira a programação completa:

 

Uespi conquista cessão de terreno do Centro de Tecnologia e Urbanismo (CTU)

Por Arnaldo Alves

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI) conseguiu a cessão de terreno do Centro de Tecnologia e Urbanismo (CTU), do campus Poeta Torquato Neto – Teresina, através da Superintendência do Patrimônio da União (SPU) no Piauí.

O Centro de Tecnologia e Urbanismo conta com cerca de 300 alunos matriculados nos cursos de Engenharia Civil, Engenharia Elétrica e Ciência da Computação.

Fachada do CentroFachada do Centro

De acordo com a diretora do CTU, Artemaria Coelho de Andrade, para que sejam feitas intervenções com o dinheiro público é necessário a cessão de posse do terreno.

“A cessão de terreno do Centro vai possibilitar que possam ser feitas intervenções oriundas de recursos proveniente de emendas parlamentares. Outro motivo que justifica a importância dessa cessão é que estávamos na eminência de perder um verba para construção de salas de aula e banheiro por causa desse motivo, mas agora com essa cessão de terreno vai ser possível construir e com isso temos a intenção de trazer todos os cursos ligados ao Centro para o mesmo prédio”, explica.

Com apoio do advogado e superintendente do Patrimônio da União (SPU), Marcelo Barbosa de Morais, o espaço onde hoje se encontra localizado o CTU foi cedido pela Superintendência por um período de 20 anos.

O termo de cessão de posse de terreno entre UESPI e SPU foi publicado no Diário Oficial da União na última quinta-feira, 18 de novembro.

UESPI e Secretaria de Desenvolvimento Econômico firmam acordo para realização de estágios supervisionados em empresas

Por Arnaldo Alves

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI) firmou um acordo de Cooperação Técnica com a Secretária do Desenvolvimento Econômico no Estado, neste mês de novembro. A parceria visa a mútua cooperação técnica, científica e acadêmica para realização de estágio supervisionados obrigatórios.

Representado a Uespi, estiveram presentes na reunião que selou o acordo as professora da UESPI Roselis Machado e Conceição Mendes (chefe da Divisão de Estágio do Departamento de Assuntos Pedagógicos – DAP), com o superintendente de Desenvolvimento Econômico, Tiago Ribeiro.

Encontro entre os gestores na última quinta-feira (18) na sede da SDE

Segundo a docente da UESPI, Roselis Machado, no termo de cooperação técnica também estão pautadas ações de planejamento de negócio para empresas femininas, através do curso de Administração da Universidade Aberta do Piauí (UAPI/UESPI), além das empresas Júnior’s dos estudantes da UESPI e um projeto de aproximação do mercado de trabalho com a academia em empresas particulares.

“Essa tratativa na reunião se deu mais especificamente no sentido de ampliarmos a abertura e visibilidade de vagas para estágio supervisionado obrigatório de cada curso por semestre, com intuito de colocar os nossos alunos em estágio supervisionado e a SDE nos auxiliar com a divulgação dessa oferta em diferentes empresas interessadas em receber nossos estudantes”, explica a professora.

Ainda segundo a professora Roselis Machado, a ideia é que seja criado uma espécie de painel online, antes do início de cada semestre, com a prospecção de alunos que precisam de estágio supervisionado. O objetivo da ação é facilitar o acesso dos alunos no mercado de trabalho.

Floriano em Movimento: cerca de 300 pessoas são atendidas por ação social da UESPI e CTA

Por Arnaldo Alves

Alunos e professora do curso de Enfermagem da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), campus Dra. Josefina Demes e o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) realizaram ação social “Floriano em Movimento”, em pontos estratégicos da cidade e na rede privada de saúde.

O evento contou com o atendimento de 300 pessoas durante três atividades, nos meses de julho e agosto, que visaram a testagem de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s), bem como o aconselhamento e a vacinação contra Hepatite B e Influenza.

De acordo com a coordenadora do curso de Enfermagem, Maria Luzinete Rodrigues, o mês de julho é conhecido por ser o mês de combate as hepatites. “Sempre realizamos essa parceria a partir do Julho Amarelo. Os objetivos foram alcançados, desenvolvemos ações com profissionais de saúde de um hospital privado, empresas e a população em geral foi atendida com imunização, testes rápidos e distribuição de preservativos”, apontou.

Participantes do Floriano em Movimento

Participantes do Floriano em Movimento

Joana Beatriz de Lima foi uma das estudantes que participou das atividades. Segundo ela, ações como estas são importantes para a formação acadêmica e para a população em geral. “Foi maravilhoso participar do Floriano em Movimento. Além de fazer parte da promoção da saúde, algo essencial para a qualidade de vida das pessoas, adquiri mais conhecimento em relação a imunização e a prevenção de doenças”, destacou.

Acadêmica do 6° período do curso de Enfermagem, Maria Eduarda Constâncio, também participou do Floriano em Movimento. Para ela, o evento trouxe grandes contribuições para seu crescimento pessoal e profissional. “Tivemos o apoio da professora Maria Luzineide, que esteve conosco o tempo todo, auxiliando e ensinando com dicas valiosas que só aprendemos na prática. Sua experiência como enfermeira e coordenadora do curso foi primordial para nos manter calmos e cientes que somos capazes de atender nossos pacientes de forma humanizada e competente, para que possamos fazer aquilo que tanto amamos que é cuidar do próximo”, ressaltou.

Aluna da UESPI durante atendimento à população

Maria Eduarda Constâncio durante atendimento à população

Uespi divulga resultado preliminar da homologação das inscrições do Grupo Esperança Garcia

Por Arnaldo Alves

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI) divulga o resultado preliminar da homologação das inscrições do Grupo de Estudos, Pesquisas e Extensões Esperança Garcia (GEPEG), campus Prof. Barros Araújo – Picos.

O resultado é referente ao edital de seleção para novos membros do GEPEG.

Para os candidatos não homologados caberá recurso, que deve ser interposto por meio de preenchimento do Anexo V do Edital, e seu respectivo envio, em formato doc. ou docx., via formulário eletrônico, neste sábado (21).

O resultado definitivo das homologações das inscrições será divulgado através do site da UESPI no dia 23 de agosto.

Confira o resultado preliminar.

Veja também o edital e a errata com todas as etapas de seleção.