Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h

Grupo de Teatro da UESPI realiza Seminário com debate de criação do curso de Artes Cênicas no Piauí

Por Arnaldo Alves

Aconteceu neste sábado (14), o I Seminário do Grupo de Teatro Kahuahan da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), no Centro de Formação Antonino Freire (CFAF).

O evento teve a presença de professores, alunos, Secretários Municipais e Estaduais de Cultura e de Educação, além de atores e demais participações. A programação do Seminário contou palestras e oficinas.

Mesa de debate do evento

Mesa de debate do evento

De acordo com o Diretor do grupo de teatro da UESPI, Moisés Chaves, o principal objetivo do Seminário foi debater a criação de um curso em  Licenciatura em Artes Cênicas no Estado do Piauí. “O saldo do evento foi extremamente positivo. Vamos encaminhar o projeto da implantação do curso para apreciação do Conselho e, pela demanda de mercado, esperamos que essa lacuna no nosso Estado possa ser preenchida”, apontou.

Para o Diretor do Departamento de Programas de Extensão da Pró-Reitoria de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários (PREX), Lucídio Silva, a extensão universitária faz uma ligação entre o conhecimento produzido na instituição com a comunidade. “Tem um caminho longo no processo pedagógico para criação do curso, mas estamos confiante que tudo possa ocorrer bem. Existe um interesse muito grande da nossa sociedade e essa é uma demanda que a nossa Uespi está atenta”, ressalta.

Personalidades presentes na cerimônia

Personalidades presentes na cerimônia

Cerca de 60 pessoas participaram do debate. Na oportunidade, também esteve presente o professor piauiense responsável pela implantação do curso de Artes Cênicas da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Arão Santana, assim como do Dramaturgo e Professor, Aci Campelo.

Inscrições do concurso da Polícia Militar encerram nesta terça-feira (27)

As inscrições do concurso da Polícia Militar encerram nesta terça-feira, 27 de junho. Ao todo são 690 vagas para os cargos de soldado e oficial.

O certame é ofertado sob responsabilidade da Secretaria de Estado da Administração e Previdência (SeadPrev) e do Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (Nucepe) da Universidade Estadual do Piauí (Uespi). Os soldados serão distribuídas em 188 municípios e os oficiais em 21 cidades.

Veja abaixo como se inscrever:

As inscrições são feitas através do preenchimento e envio de requerimento, disponível no site do Nucepe até o dia 27 de julho.

O valor da inscrição é de R$ 120 para oficial e R$ 90 para soldado, devendo ser recolhida junto ao Banco do Brasil ou nos seus correspondentes bancários, ou através de débito em conta corrente (na opção “CONVÊNIOS” nos caixas eletrônicos), exceto para candidatos que se enquadraram nos parâmetros de isenção ou desconto da taxa de pagamento, de acordo com o edital.

Para se inscrever o candidato deve ser brasileiro nato ou naturalizado (cargo de oficial somente nato), ter idade minina de 21 anos e máxima de 35 anos no momento da inscrição para o cargo de oficial (exceto se o interessado for da Praça da Polícia Militar do Piauí), ter idade mínima de 18 anos e máxima de 35 anos no momento da inscrição para o cargo de soldado, imprimir o boleto bancário e efetuar a quitação, de acordo com as regras estabelecidas no edital, além de fazer, obrigatoriamente, o upload de fotografia individual, colorida, recente, tamanho 3×4, respeitando o formato e tamanho estabelecidos na página de inscrição.

É de extrema importância que todos os concorrentes leiam atentamente os detalhes das etapas de inscrição descritas nos editais.

Provas

A prova escrita para o cargo de oficial será objetiva e dissertativa, realizada no dia 15 de agosto, de 8h e 30min às 13h e 30min (horário do Piauí).

A prova escrita do cargo de soldado também será objetiva e dissertativa, com realização prevista para o dia 29 de agosto, no horário de 8h e 30min às 13h e 30min (horário do Piauí).

Confira os editais no site do NUCEPE.

Pesquisadores da UESPI, UFPI e IFPI desenvolvem software sobre transplante de órgãos e são indicados para receber premiação internacional

Por Arnaldo Alves

Pesquisadores da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Universidade Federal do Piauí (UFPI) e Instituto Federal do Piauí (IFPI) foram indicados pelo Comitê Editorial do periódico científico Human Imunology, a sessão de prêmios do Congresso Anual Americano de Histocompatibilidade (ASHI) de 2021 em Orlando – Estados Unidos.

A indicação foi feita graças a importância e ao grande número de visualizações e citações de uma pesquisa sobre transplante de órgãos, publicada na revista científica Human Imunolog.

Entenda do que se trata a pesquisa:

Para que seja possível realizar um transplante de órgãos é necessário que antes seja feito uma série de exames, que demostram se determinado órgão será rejeitado ou não pela pessoa na fila de espera. O software criado por pesquisadores das três maiores instituições de Ensino Superior público do Piauí demonstra com mais precisão a compatibilidade entre doador e receptor.

O estudo consiste em um banco de dados gratuito de estruturas 3D de moléculas HLA classe I e classe II, que servem de auxílio para que a comunidade de imunologistas e imunogeneticistas tomem decisões com o intuito de diminuir o risco de rejeição no processo de transplante de órgãos.

A equipe de profissionais

A indicação é fruto da pesquisa desenvolvida por Deylane Menezes Teles, sob orientação dos professores Adalberto Socorro da Silva e Semiramis Jamil Hadad do Monte, do doutorado em Biotecnologia – RENORBIO da UFPI.

O coordenador do Grupo de Química Quântica Computacional e Planejamento de Fármacos da UESPI, Francisco das Chagas Alves Lima, é o representante da UESPI na pesquisa. Segundo ele, a equipe envolvida no trabalho conta com médicos, químicos, biólogos e cientistas da computação.

“Esse projeto é uma grande contribuição científica das três maiores instituições de Ensino Superior do Piauí. A equipe foi liderada pelo professor Adalberto e pela professora Serimaris, que nos convidaram para unir esforços e desenvolver esse importante trabalho para área de doação de órgãos, podendo dessa forma salvar várias vidas a espera de um transplante”, destacou o docente.

Professor do curso de Química da UESPI, Francisco das Chagas Alves Lima

Além do do Grupo de Química Quântica Computacional e Planejamento de Fármacos, participam da ação integrantes do Laboratório de Imunogenética e Biologia Molecular (LIB-UFPI) e do Laboratório de Pesquisa em Sistemas de Informação (LaPeSI-IFPI).

Publicação internacional: pesquisadores da UESPI e de mais 11 instituições desenvolvem estudo sobre turismo religioso na Pandemia

Por Arnaldo Alves

A rede de pesquisadores em Turismo Religioso do Nordeste, que inclui o Núcleo de Estudos, Pesquisas e Projetos em Turismo da Universidade Estadual do Piauí (NETUR/UESPI), publicou uma pesquisa na Editora Acadêmica Internacional Scientifc Research Publlishi.

A pesquisa traz uma análise sobre os principais destinos turísticos religiosos do Nordeste e seus diferentes cenários em meio à pandemia de Covid-19.

De acordo com a coordenadora do NETUR, professora Angélica Costa, no Piauí, o estudo aborda, especialmente, os destinos de Santa Cruz dos Milagres – com a Tríade da Festa do Santuários, Oeiras – com a Festa de Nosso Bom Senhor Jesus dos Passos da Cruz, além de outros pontos fundamentais para o turismo religioso do Piauí.

“Com uma nova onda da pandemia em 2021, as atividades religiosas ainda estão tendo que ser adaptadas, tendo ainda que considerar protocolos, decretos e regulamentos relativos às medidas de prevenção da COVID-19. Os calendários festivos não mantêm as mesmas expectativas de antes da pandemia, levando à incerteza na realização de eventos religiosos tradicionais e consequentemente afastando fiéis desses destinos turísticos”, aponta a docente.

Membros da rede

Membros da rede

Veja a pesquisa completa no site da Scientifc Research Publlishi.

12 instituições envolvidas

A rede de pesquisadores em Turismo Religioso do Nordeste foi criada durante a pandemia de Covid-19 e vem se fortalecendo através de publicações, pesquisas, eventos e projetos. Além da UESPI, participam da ação:

Universidade Federal do Ceará (UFC); Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN); Universidade Federal do Maranhão (UFMA); Universidade Federal de Alagoas (UFA); Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); Instituto Federal de Educação e Tecnologia de Pernambuco (IFPE); Instituto Federal de Educação e Tecnologia do Ceará (IFCE); Universidade Estadual da Bahia (UEB); Instituto Federal de Educação e Tecnologia do Piauí (IFPI); Universidade Federal de Sergipe (UFS); Universidade Federal da Paraíba (UFPR).

Segundo a professora Angélica Costa, a rede funciona através de reuniões sistemáticas com pelo menos 20 pesquisadores, que juntos produzem pesquisas técnicas e científicas sobre o turismo religioso do Nordeste.

“A rede é bastante ativa, estamos em constante movimento, realizando lives, palestras, eventos e produzem pesquisas que são publicadas em periódicos nacionais e internacionais. Assim também como em anais de eventos. Alguns dos pesquisadores, também são autores de pesquisas publicadas no Anais do Webinário Internacional de Turismo do Piauí, realizado em 2020, pelo NETUR/UESPI, fortalecendo assim um rico intercâmbio de experiências acadêmicas entre as IES envolvidas”, finaliza.