Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h

NETUR: pesquisa avalia aderência do público em eventos presenciais pós-vacina

Por Ana Raquel Costa

 

O Núcleo de Estudos, Pesquisas e Projetos em Turismo (NETUR) vinculado à Universidade Estadual do Piauí (UESPI), em parceria com Observatório Potiguar do Turismo (OPOTUR) e com a Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), publicou uma pesquisa que avalia a mensuração do nível de confiança dos turistas em eventos presenciais no período pós-vacina. O estudo teve entrevistados de vários estados do país e diversas idades.

O levantamento dos dados foi resultado da abordagem indireta junto aos participantes que estiveram presentes durante o VI Encontro da Rede Brasileira de Observatórios do Turismo/RBOT e o I Fórum Nacional ABBTUR, realizados no Centro de Convenções, na cidade de Natal/RN, durante os dias 06 a 08 de julho de 2022.

A professora Ana Angélica Costa explica como aconteceu a estruturação da pesquisa. De acordo com ela, utilizou-se o questionário semiestruturado como instrumento de coleta, auxiliado pela ferramenta de formulário digital, elaborado no Google Forms, cujo link foi disponibilizado durante todo o evento, através de QRCode, disponível nos totens eletrônicos, que foram acessados pelos participantes no saguão dos auditórios, em que se realizavam a programação do evento.

“Diante do cenário da pandemia de COVID-19, o retorno dos eventos coorporativos e científicos ainda trazia um certo receio. No entanto, após o período de vacinação, o mercado do viagens, turismo e eventos tornaram-se mais seguros para a saúde coletiva. Assim, o NETUR e OPOTUR observaram a oportunidade de identificar o nível de confiança dos turistas e participantes de eventos presenciais pós-vacinas do covid-19. Essa pesquisa faz parte de uma série de outras publicações que temos organizado em virtude dessa parceria com a UERN, firmada desde 2020, com o compromisso de troca de experiências científicas entre ambas IES, o que tem gerado grandes e valiosos resultados, com retorno para a sociedade que, através desses dados, conhecem de forma qualitativa a realidade do turismo pós-pandemia”, relata a professora.

Professora Ana Angélica Costa durante o evento que coletou os dados da pesquisa.

 

O professor Dr. Sidcley Alegrini, Coordenador do OPOTUR (UERN), relata que a pesquisa disponibiliza, de forma inédita, um material consultivo para empresas e entidades públicas do turismo, dados estratégicos a respeito de como os eventos turísticos estão ocorrendo no período pós-vacina. Além disso, o resultado das análises permite visualizar como os eventos devem ser pensados e entender os elementos basilares para sua execução.

“A referida pesquisa foi pensada através de uma demanda do mercado de eventos nacional. Neste contexto, o NETUR (UESPI) e o Observatório Potiguar de Turismo da UERN foram elencados pela Associação Brasileira de Turismólogos e Profissionais do Turismo e pela Rede Brasileira de Observatórios de Turismo para a realização do referido estudo, uma vez que já era sabido, por parte destas entidades, da cooperação técnica entre o NETUR e o OPOTUR, assim como suas capacidades de pesquisa no âmbito turístico e seus expertises para atender a solicitação demandada”, explica o Professor Sidcley Alegrini.

Os indicadores que foram analisados na pesquisa incluem a quantidade de doses tomadas pelos participantes; o uso de máscara, álcool em gel e demais cuidados preventivos em relação ao COVID-19; a realização ou não de viagens; o nível de confiança dos participantes em viajar e o nível de euforia em estar participando de um evento presencial. Além disso a pesquisa também perguntou aos participantes se já tiveram ou não COVID-19.

O resultado da pesquisa deu origem à publicação de um relatório que conta com detalhes sobre a análise dos resultados encontrados através da coleta de dados.

Publicação internacional: pesquisadores da UESPI e de mais 11 instituições desenvolvem estudo sobre turismo religioso na Pandemia

Por Arnaldo Alves

A rede de pesquisadores em Turismo Religioso do Nordeste, que inclui o Núcleo de Estudos, Pesquisas e Projetos em Turismo da Universidade Estadual do Piauí (NETUR/UESPI), publicou uma pesquisa na Editora Acadêmica Internacional Scientifc Research Publlishi.

A pesquisa traz uma análise sobre os principais destinos turísticos religiosos do Nordeste e seus diferentes cenários em meio à pandemia de Covid-19.

De acordo com a coordenadora do NETUR, professora Angélica Costa, no Piauí, o estudo aborda, especialmente, os destinos de Santa Cruz dos Milagres – com a Tríade da Festa do Santuários, Oeiras – com a Festa de Nosso Bom Senhor Jesus dos Passos da Cruz, além de outros pontos fundamentais para o turismo religioso do Piauí.

“Com uma nova onda da pandemia em 2021, as atividades religiosas ainda estão tendo que ser adaptadas, tendo ainda que considerar protocolos, decretos e regulamentos relativos às medidas de prevenção da COVID-19. Os calendários festivos não mantêm as mesmas expectativas de antes da pandemia, levando à incerteza na realização de eventos religiosos tradicionais e consequentemente afastando fiéis desses destinos turísticos”, aponta a docente.

Membros da rede

Membros da rede

Veja a pesquisa completa no site da Scientifc Research Publlishi.

12 instituições envolvidas

A rede de pesquisadores em Turismo Religioso do Nordeste foi criada durante a pandemia de Covid-19 e vem se fortalecendo através de publicações, pesquisas, eventos e projetos. Além da UESPI, participam da ação:

Universidade Federal do Ceará (UFC); Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN); Universidade Federal do Maranhão (UFMA); Universidade Federal de Alagoas (UFA); Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); Instituto Federal de Educação e Tecnologia de Pernambuco (IFPE); Instituto Federal de Educação e Tecnologia do Ceará (IFCE); Universidade Estadual da Bahia (UEB); Instituto Federal de Educação e Tecnologia do Piauí (IFPI); Universidade Federal de Sergipe (UFS); Universidade Federal da Paraíba (UFPR).

Segundo a professora Angélica Costa, a rede funciona através de reuniões sistemáticas com pelo menos 20 pesquisadores, que juntos produzem pesquisas técnicas e científicas sobre o turismo religioso do Nordeste.

“A rede é bastante ativa, estamos em constante movimento, realizando lives, palestras, eventos e produzem pesquisas que são publicadas em periódicos nacionais e internacionais. Assim também como em anais de eventos. Alguns dos pesquisadores, também são autores de pesquisas publicadas no Anais do Webinário Internacional de Turismo do Piauí, realizado em 2020, pelo NETUR/UESPI, fortalecendo assim um rico intercâmbio de experiências acadêmicas entre as IES envolvidas”, finaliza.