UESPI

Brasao_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Governo-do-Piauí-2023_300X129

Evento CITER POP UESPI Promove Discussões sobre Energias Renováveis

Por Cássio Sousa

No próximo dia 22 de maio, das 14h às 17h30, o Auditório do NEAD, no campus Poeta Torquato Neto da Universidade Estadual do Piauí será palco do evento CITER POP UESPI. A iniciativa visa divulgar a Conferência Internacional de Tecnologias das Energias Renováveis (CITER) para a comunidade acadêmica, profissionais e sociedade civil organizada.

O CITER POP UESPI tem como objetivo difundir o conhecimento científico sobre energias renováveis entre o público jovem e demais interessados. O evento será um preparatório para a Conferência Internacional de Tecnologias das Energias Renováveis (CITER), que ocorrerá de 3 a 5 de junho, no Centro de Convenções de Teresina.

O Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) está envolvido na organização do evento. O núcleo tem como objetivo apoiar todas as ações que envolvem tecnologia e inovação para a instituição, levando discussões para a comunidade acadêmica e para a comunidade civil. O diretor do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), Prof. Tales Antão de Alencar Carvalho, destaca que o evento é de vasta importância, visto que é um momento crucial para que a instituição possa alavancar essas discussões devido ao potencial que o estado tem na transição energética atual.

“O evento foi moldado para que pudéssemos discutir as tecnologias das energias renováveis dentro de nossa instituição. Porém, ele também foi planejado para que pudéssemos divulgar a Conferência Internacional de Tecnologias das Energias Renováveis e levar esta comunidade para a discussão no Centro de Convenções, porque entendemos que o Piauí tem um potencial energético e é um dos estados pioneiros na transição energética. Como instituição, precisamos estar à frente dessas discussões”.

O professor ainda enfatiza que os debates sobre energias renováveis possuem uma visão multidisciplinar, proporcionando que diversas áreas do conhecimento coexistam dentro da discussão e contribuam entre si.

“É uma temática bastante multidisciplinar e queremos trazer essa discussão para que possamos também visualizar a aceitação, a abertura, a disponibilidade e a possibilidade de interação com essas outras áreas de conhecimento dentro dessa perspectiva multidisciplinar.”

Por fim, o diretor do NIT compartilhou suas expectativas acerca do evento e do pós CITER POP UESPI.

“Essas discussões que serão promovidas pelo CITER POP UESPI, sem dúvida, gerarão muitos bons frutos. Serão discussões que nós também levaremos para a CITER. São discussões que, dentro deste evento, poderão gerar novas parcerias interdisciplinares com outras áreas de conhecimento, a partir das redes estabelecidas. Existe a possibilidade de novas pesquisas e projetos de extensão a partir das demandas que serão levantadas. Portanto, há muitas boas perspectivas para continuar esse trabalho depois do CITER.” finalizou Tales Antão.

O professor Juan Aguiar, coordenador do Núcleo de Formação e Pesquisa em Energias Renováveis e Telecomunicações do Piauí (NUFPERPI), conta que o papel do NUFPERPI na promoção das discussões sobre energias renováveis na conferência é socializar as tecnologias e a ciência.

“Socializar as expertises, não só as diretamente relacionadas a energias renováveis, como também as associadas de forma indireta, é essencial, até porque o estudo das energias renováveis é uma ciência interdisciplinar. Ou seja, todas as áreas podem ser envolvidas, desde as tecnológicas, como engenharia, matemática, química e física, até direito e administração. Todas essas áreas estão, com certeza, associadas direta ou indiretamente à temática da Conferência Internacional de Tecnologia e Energias Inováveis. E o NUFPERPI vem exatamente para agregar essas contribuições.”

Ainda segundo o coordenador, o NUFPERPI vem agregando à comunidade acadêmica ao possibilitar a participação de alunos, professores e demais interessados em mesas redondas, como, por exemplo, a da CITER POP.

“Consideramos aqueles alunos que querem trazer e divulgar suas pesquisas, mas também aqueles que querem entender um pouco mais sobre energias. E não só a comunidade acadêmica, mas também a comunidade externa, incluindo alunos de escolas, de ensino técnico e ensino médio, assim como a sociedade civil, que possam agregar valor a esse evento.” finalizou Juan.

Link de inscrição para o CITER POP UESPI abaixo.
INSCRIÇÕES CITER POP

Programação: 

Com o intuito de discutir temáticas relevantes e aderentes à área, o evento é aberto ao público e contará com uma programação diversificada que inclui palestras e mesa redonda com renomados especialistas.

A abertura solene, marcada para as 14h, contará com a presença da mesa de honra composta por representantes da Reitoria, Investe-Piauí, SEMARH, Centro de Tecnologia e Urbanismo (CTU) e Núcleo de Formação e Pesquisa em Energias Renováveis do Piauí (NUFPERPI).

Às 14h30, será  a palestra magna “Piauí: Energias renováveis e a nova fronteira para a transição energética“, ministrada pelo Me. Juan de Aguiar Gonçalves, proporcionando insights valiosos sobre o potencial energético renovável da região.

Em seguida, às 15h, as Dras. Lilane de Araújo Mendes Brandão e Carla Ledi Korndôrfer conduzirão a palestra “Transformando o Mundo: Explorando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e a interdisciplinaridade“, destacando a importância da interdisciplinaridade na promoção do desenvolvimento sustentável.

Após um breve intervalo para coffee break às 15h30, a partir das 16h, teremos uma mesa redonda sobre “As tecnologias na transição energética, pesquisas, formação, oportunidades sociais e econômicas no Piauí“, com a participação das Doutoras Artemária Coêlho de Andrade e Reginaldo da Silva Santos, juntamente com o Me. Atos Apollo Silva Borges, com o objetivo de explorar as perspectivas futuras e os desafios da transição energética no estado.

UESPI de São Raimundo Nonato promoveu mesa-redonda na Semana Nacional de Museus

Por Roger Cunha

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI) – Campus São Raimundo Nonato, se destacou na celebração da Semana Nacional de Museus ao promover uma mesa-redonda com o tema “Museu e Ensino no Território Serra da Capivara”. Este evento integra uma série de atividades promovidas anualmente pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), com o objetivo de aproximar os museus da sociedade e fomentar o conhecimento sobre o patrimônio cultural brasileiro.

Realizada em maio, a Semana Nacional de Museus reúne instituições de todo o país, que organizam exposições, palestras, oficinas, visitas guiadas, entre outras atividades. Em São Raimundo Nonato, a UESPI reuniu professores de diversos cursos do campus para discutir a integração entre os museus e o ensino, focando na rica herança cultural da região da Serra da Capivara.

Programação do evento “Museus e ensino no território Serra da Capivara”.

A mesa-redonda destacou a importância dos museus como espaços educativos e culturais, enfatizando a relevância do Território Serra da Capivara como um valioso recurso pedagógico.

A professora e coordenadora Maria Fernanda enfatizou a relevância do evento para a comunidade acadêmica e a sociedade em geral. “A mesa-redonda foi organizada com o objetivo de mostrar justamente a importância e a necessidade de trabalharmos os museus e de que maneira nossos cursos e professores estão integrando esses espaços em suas disciplinas,” explicou a docente e ainda completou dizendo que “que o museu é um local de educação científica e de divulgação científica, que vai além de ser apenas uma coleção. Os museus surgem dos resultados das pesquisas realizadas na região, e é crucial que a gente conheça e divulgue isso.”

Ela também sublinhou o papel dos museus, em particular, na vida acadêmica dos alunos. “É importante levar nossos alunos da universidade para os museus, para que eles possam conhecer esses espaços. Muitas vezes, o primeiro contato que eles têm com um museu é durante uma aula de campo. Além disso, queremos estimular que, no futuro, como professores, eles também levem seus alunos da educação básica para esses espaços,” afirmou. 

A mesa-redonda, parte da programação nacional promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), reforçou a importância de fortalecer os laços entre a academia e os museus locais, incentivando a valorização e a visitação desses espaços de preservação cultural. 

“Nos museus locais, como o Museu da Natureza e o Museu do Homem Americano, os estudantes podem compreender a biodiversidade local, desde as plantas até os animais, proporcionando uma aula mais dinâmica e lúdica, que constrói memórias e experiências”, finalizou.

UESPI Campo Maior: curso de biologia promove jornada acadêmica

Por Danilo Kelvin

A III Jornada de Ensino de Ciências e Biologia na Universidade Estadual do Piauí, campus Heróis do Jenipapo em Campo Maior, prepara mais uma jornada de debates e inovação educacional. A última edição aconteceu em 2019 e um dos coordenadores, Prof. Hermeson Cassiano, relembrou o sucesso daquela edição. “A edição anterior, ocorrida em 2019, foi marcada por uma programação diversificada e sucesso de público. Contamos com a participação de palestrantes renomados e um ambiente rico em aprendizado e troca de experiências. Esse sucesso serviu como motivação para o retorno da Jornada em sua terceira edição, agora presencial, no período de 28 a 31 de outubro de 2024”.

As inscrições estão disponíveis no endereço eletrônico: https://www.even3.com.br/3jecb com valores promocionais do 1º lote e que se encontram disponíveis até 14 de julho, onde será divulgada a programação completa de todos os dias.

Print do endereço eletrônico de inscrições

O evento já faz parte do calendário acadêmico do campus e movimenta a pesquisa, extensão e a inovação na formação de discentes da área.

“A Jornada tem como intuito promover um amplo espaço de debates sobre as ações e perspectivas relacionadas ao Ensino de Ciências e Biologia, bem como as interações entre as mais diversas áreas científicas. Objetiva-se a discussão e atualização de aspectos teóricos e metodológicos na formação de professores”, relata o coordenador.

A III Jornada de Ensino de Ciências e Biologia vai proporcionar aos inscritos debates, mesas-redondas, oficinas, minicursos e palestras voltados para os desafios enfrentados na pesquisa e no ensino da ciência e biologia, um espaço para atualizar novos processos de aprendizagem destaca o Prof. Hermeson Cassiano. “Os conteúdos ministrados na área muitas vezes são considerados complexos e desconectados da realidade do ambiente de ensino. Esses obstáculos acabam dificultando o processo de ensino e aprendizagem e precisam ser superados com novas e modernas metodologias de ensino, visando um maior engajamento e interesse por parte dos estudantes”.

Submissão de trabalho , modalidade e temáticas:

O prazo para submissão de trabalho já está disponível no mesmo site de endereço eletrônico: https://www.even3.com.br/3jecb, e o tempo para o envio de trabalhos é de 13/05 a 15/08. Os pesquisadores podem submeter suas pesquisas na modalidade de resumo com as seguintes temáticas: Educação Ambiental, Ensino de Ciências da Natureza, Ensino de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Saúde e Bem-Estar Escolar.

print do site do evento

“A escolha das áreas temáticas não foi ao acaso. Os dois primeiros temas estão ligados com a distribuição de acordo com a BNCC. Já a Educação Ambiental, e a Saúde e bem-estar escolar são temas recorrentes nos resumos anteriormente encaminhados. Nos eventos anteriores, inclusive, contamos com a premiação dos melhores trabalhos, e este ano continuaremos com essa proposta. A avaliação será feita por professores renomados da área, fora do círculo dos organizadores a fim de uma maior transparência na seleção. Estamos muito animados com o retorno do evento após um hiato de 5 anos. Entendemos a importância das práticas online, especialmente após o período pandêmico, mas a perspectiva de um evento 100% presencial nos deixa mais confiantes que os debates que vamos trazer serão mais proveitosos para a nossa comunidade”, afirma a coordenadora professora Thais Shinya.

1° Simpósio em Jornalismo e Alternativas de Comunicação Promoverá Reflexões e Debates em Teresina

Por Roger Cunha

Nos dias 22 e 23 de maio, a Universidade Estadual do Piauí, através do Grupo de Pesquisa em Jornalismo Trabalho e Mídia: Teoria e Práxis Noticiosa (TRAMPO), sediará o primeiro Simpósio em Jornalismo e Alternativas de Comunicação. O evento, organizado pelos alunos do 4° período do curso de jornalismo, ocorrerá no auditório do Palácio Pirajá, no Campus Poeta Torquato Neto, em Teresina.

Sob a coordenação dos Professores Samária Andrade e Daniel Solon, o Simpósio vai debater o jornalismo e a comunicação no momento atual. 

Simpósio de jornalismo acontece nos dias os dias 22 e 23 de maio.

“Aproximar a academia e iniciativas de comunicação e jornalismo num momento de muitas mudanças na comunicação e no jornalismo. Vamos refletir juntos sobre o que isso tem permitido, que significados podem ter e desdobramentos, tentando refletir criticamente também sobre o campo de trabalho dos jornalistas em um cenário em transformação”, afirmou a Professora Samária Andrade.

Com palestras, mesas-redondas e oficinas distribuídas ao longo de dois dias, o Simpósio oferece uma oportunidade única de aprendizado e reflexão. No primeiro dia, em 22 de maio, o evento terá início às 14:30 com a apresentação da pesquisa “Experiências Alternativas nas Margens: Iniciativas Comunicativas Contra-Hegemônicas em Teresina (PI)” e será conduzida pelo grupo Trampo Pesquisa. Em seguida, uma mesa-redonda reunirá representantes de algumas das principais mídias contra-hegemônicas da região, prometendo oferecer insights valiosos sobre os desafios e as conquistas enfrentadas no jornalismo comprometido com a verdade e a inclusão.

Já no segundo dia, em 23 de maio, às 14h30, a oficina “O Mercado das Agências” proporcionará uma abordagem prática e dinâmica sobre os desafios e oportunidades presentes no universo das agências de comunicação, ministrada por profissionais experientes da Panda Comunicação.

“Pela possibilidade de abrir espaço na academia para discutir o campo de trabalho e suas mudanças, discutindo junto a agentes que participam desse momento, acredito que esse evento seja muito positivo para nossos estudantes. Precisamos unir reflexão crítica e experiências práticas”, disse a Profa. Samária Andrade

O tema do Simpósio reflete os desafios e oportunidades enfrentados pelo jornalismo e comunicação alternativa na atualidade. “O maior desafio da atualidade para as experiências alternativas em comunicação é operarem dependentes de plataformas digitais que são poderosas e operam desreguladas. Isso também tem que fazer parte das discussões”, disse a professora

O professor Daniel Solon destaca a relevância de discutir o jornalismo e as alternativas de comunicação na atualidade, ressaltando o papel fundamental da universidade e do curso de jornalismo nesse contexto. “A nossa universidade tem um papel importante e o curso de jornalismo nesse sentido de discutir os fenômenos da comunicação, os processos comunicativos, os agentes envolvidos no jornalismo, seja o jornalismo dito tradicional, seja o jornalismo alternativo”.

Ele também reforça a importância da comunicação alternativa. “O evento reforça essa importância da comunicação alternativa no Piauí, que praticamente tem um oligopólio das empresas privadas de comunicação, que já estão alinhadas a determinados projetos políticos e econômicos no Estado. E por outro lado existem outras opções de comunicação, no caso os coletivos de comunicação alternativa, que tem um perfil mais crítico, uma leitura mais crítica da sociedade, da realidade e que isso é muito importante para garantir, portanto, mais debate sobre temas importantes que os grandes meios de comunicação se recusam a tratar.”

Ainda de acordo com os organizadores do evento, espera-se que, ao final do simpósio, os participantes estejam mais conscientes da importância das alternativas de comunicação no contexto atual, capacitados para enfrentar os desafios do jornalismo comprometido com a verdade e a inclusão e inspirados a colaborarem ativamente na construção de um cenário midiático mais diverso e democrático. 

Link de Inscrição (vagas limitadas)

Confira a Programação:

Programa do simpósio de jornalismo.

UESPI Piripiri: Técnicos desenvolvem projeto de extensão sobre a capacitação das rotinas administrativas

Por Giovana Andrade

Os técnicos do campus de Piripiri estão desenvolvendo o projeto intitulado “BOLSISTAS UESPI PIRIPIRI EM AÇÃO: CAPACITAÇÃO SOBRE ROTINAS ADMINISTRATIVAS”. A cerimônia de abertura do projeto ocorreu neste mês de maio e foi conduzida por Moisés Pinhão Sobrinho, estudante do curso de Bacharelado em Computação. Moisés destacou a importância do projeto para a formação acadêmica dos alunos bolsistas.

O objetivo geral do projeto é capacitar os estudantes para desempenharem atividades administrativas de maneira ética, profissional e eficiente, promovendo seu desenvolvimento acadêmico e profissional.

Participaram da cerimônia do evento o  Professor Doutor Mike Melo do Vale – Diretor da UESPI em Piripiri; Assistente Social Sara Alves Henrique – Chefe do Setor de Assistência Estudantil (SAE), Teresina; Técnica Administrativa Carla Gabryela, Resende-Idealizadora e Coordenadora do projeto; a Técnica Administrativa Kalinka Carvalho – Idealizadora e Coordenadora do projeto; a Técnica Administrativa Marily Brito – Colaboradora do projeto; Técnica Administrativa Safira Cunha – Colaboradora do projeto; Sandra Roberta- Colaboradora do projeto, e o apoio dos técnicos: Lívia Pereira, Adoniran Carvalho, Joaquim Oliveira e Socorro Mamede.

Carla Gabryela Resende, uma das idealizadoras e coordenadora do projeto, relatou que o evento contou com a presença dos bolsistas participantes do programa Bolsa Trabalho, demonstrando grande interesse e engajamento na iniciativa. O público presente consistiu em aproximadamente 28 bolsistas.

“Salientamos que o projeto foi concebido a partir da identificação da lacuna na formação dos estudantes bolsistas da UESPI Piripiri, visando prepará-los para os desafios do ambiente profissional, especialmente no âmbito das atividades administrativas, a idealização e aplicação do projeto está na responsabilidade dos Técnicos da Uespi de Piripiri”.

O projeto contará com certificado de 60h e os encontros acontecerão mensalmente.

Programação:
Módulo 1  (Maio) – Ética e Postura Profissional (12h): Abordagem de princípios éticos, comportamento profissional e responsabilidade no ambiente de trabalho.
Módulo 2 (Junho) – Relações Interpessoais e Comunicação (12h): Desenvolvimento de habilidades de comunicação eficaz e gestão de relações interpessoais.
Módulo 3 (Julho) – Rotinas Administrativas (12h): Exploração das principais rotinas e processos administrativos.
Módulo 4 (Agosto) – Procedimentos Institucionais (12h): Foco nos procedimentos específicos da instituição, alinhados
à sua missão e valores.
Encontro Presencial de Encerramento (6h) (Setembro): Sessão presencial para consolidar aprendizados, esclarecer dúvida se proporcionar um momento de integração.

Inscrições abertas: I encontro acadêmico de emergências médicas em odontologia e cuidados especiais

Por Clara Monte

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI), por meio da comunidade acadêmica de Odontologia do Campus de Parnaíba, promoverá o I Encontro Acadêmico de Emergências Médicas em Odontologia e Cuidados Especiais. O evento será híbrido e começará no dia 25 de maio.

O encontro contará com um ciclo de palestras organizado pelo Projeto de Extensão “Sorrisos Especiais”, vinculado ao curso de Odontologia e coordenado pela Professora Ângela Ferraz. O projeto foca na inclusão de pacientes com necessidades especiais no acompanhamento odontológico, orientando alunos e profissionais da área para atuarem de forma mais inclusiva e humanizada.

De acordo com a coordenadora, o tema do encontro foi escolhido devido à dificuldade em realizar diagnósticos corretos, que podem ser sanadas com protocolos claros e precisos de anamnese, além de exames clínicos e laboratoriais adequados para cada caso. Para ela, é necessária a constante capacitação de acadêmicos e profissionais no cuidado da saúde e bem-estar do paciente.

“O objetivo do evento é promover a conscientização e o conhecimento dos acadêmicos e profissionais sobre situações emergenciais nos atendimentos clínicos, apresentando cuidados especializados para pacientes com necessidades especiais. Para isso, o evento incluirá palestras online e presenciais, além de um minicurso prático sobre suporte básico de vida, com a participação de alunos de medicina da Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPar)”, afirmou a Professora Ângela Ferraz.

Os links de inscrição serão todos divulgados no Instagram do Projeto @sorrisoss_especiais. Ao final do evento, será oferecida certificação de 14 horas.

Formulário para a palestra 

Formulário para o minicurso 

 

Piauí será sede da Conferência Internacional de Energias Renováveis em junho; inscrições para o evento já estão abertas

Fonte: CCOM

O Piauí sedia, entre os dias 3 a 5 de junho, no Centro de Convenções de Teresina (CCT), a Conferência Internacional de Tecnologia das Energias Renováveis (Citer). O evento será realizado em formato híbrido com tradução simultânea e ao vivo. O evento é 100% gratuito e é uma realização do Instituto de Cooperação Internacional para o Meio Ambiente (Icima).

A conferência conta com uma ampla programação com dezenas de painéis de discussão, feira de negócios de energias renováveis, networking, atividades de educação ambiental, popularização da ciência e apresentações culturais. O foco são os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 30 da ONU, além das metas do acordo de Paris.

A proposta é reunir especialistas, pesquisadores, empresários, representantes governamentais, da sociedade civil e organismos internacionais para debater e promover soluções que contribuam para uma transição energética justa e sustentável. A Citer busca elevar a conscientização da sociedade sobre as consequências do avanço das mudanças climáticas.

As inscrições para o evento estão abertas até o dia 2 de junho, sem custos, e podem ser realizadas pelo site oficial do evento,  www.citer.com.br. Os interessados podem participar tanto de forma presencial, no Centro de Convenções de Teresina, ou ainda on-line, acompanhando os principais painéis de discussão.

Revista Clóvis Moura de Humanidades inicia hoje lives de apresentação de artigos

Por Giovana Andrade

Hoje, a Revista Clóvis Moura de Humanidades tem como entrevistados o professor Cicero João Costa Filho, que irá apresentar seu artigo “Imaginário selvagem, mas brasileiro: a construção do Brasil na ótica dos letrados do século XVI”. A live acontece no canal do youtube da professora Marcia Adriana, às 19h30.

A Revista Clóvis Moura de Humanidades é um periódico anual que tem como objetivo a publicação de artigos, textos, relatos de experiências docentes e discentes, resenhas, poesias, contos, crônicas. Produções ligadas a uma das respectivas áreas: Pedagogia, Sociologia, Antropologia, Ciência Política, Filosofia, Letras, História e Geografia, nas suas mais amplas subdivisões.

A Profª Marcia Adriana, uma das preceptoras do projeto, destaca que a Revista Clóvis Moura de Humanidades está completando 9 anos agora no final do semestre 2023.2 (calendário acadêmico). Em 2024, a revista celebrará 10 anos. Ela explica que todos os trabalhos publicados na revista, desde o volume 01 até o volume 08, assim como as futuras publicações, serão apresentados em lives. Essas lives começarão hoje (15) e continuarão todas as quartas-feiras, às 19h30, no canal Marcia Adriana L. Oliveira.

“Decidimos realizar lives para apresentar os trabalhos publicados na Revista Clóvis Moura de Humanidades para aumentar sua visibilidade. A primeira live contará com o Prof. Cicero João Costa Filho, que apresentará seu artigo do volume 8, número 1, de 2022. A edição v.9, n.1, de 2023 será lançada em 1º de julho de 2024. Cada live terá um autor apresentando seu trabalho, de acordo com sua disponibilidade. Em breve, criaremos um canal da própria revista, que será divulgado nas próximas Lives“.

Sobre o artigo do Prof. Cicero, a Profª Marcia Adriana explica que ele convida à reflexão sobre as perspectivas da História do Brasil a partir da visão etnocêntrica do colonizador, que alternava entre uma visão proveitosa da terra recém-descoberta e um pessimismo que reforçava a missão civilizadora com seus valores. “Ligada aos interesses políticos e econômicos, a imagem do Brasil construída pelos primeiros historiadores mostra uma terra habitada por seres selvagens e bárbaros, sem as mínimas condições de chegarem ao rol das sociedades civilizadas. Para compreender melhor os aspectos raciais e mesológicos presentes na construção da identidade nacional, leiam o artigo com muita atenção. Boa leitura e venham conferir mais sobre o artigo “Imaginário Selvagem, mas Brasileiro: a construção do Brasil na Ótica dos Letrados do Século XVI” na nossa live”.

A revista é composta por autores de diversas regiões do Brasil e do mundo. A avaliação é duplo-cega: os autores não sabem quem os avalia e os avaliadores não conhecem a identidade e as titulações dos autores. Os autores incluem graduandos, graduados, especialistas, mestres, mestrandos, doutores, doutorandos, pós-doutores, profissionais liberais e pesquisadores autônomos. Todos podem submeter seus trabalhos para avaliação. Os trabalhos são avaliados e, se aptos para publicação, são publicados. Caso necessitem de alterações, estas são solicitadas e um prazo é dado para que os autores façam as revisões. Se tudo estiver em ordem, a publicação ocorre no mesmo volume ou em volumes posteriores. O processo pode demorar anos, e qualquer feedback só é possível após a conclusão da avaliação.

 

A página da Revista Clóvis Moura de Humanidades em que você pode encontrar todas as Revistas publicadas é: https://revista.clovismoura.uespi.br/index.php/rcmh . Pode entrar também pelo Portal de Periódicos da UESPI: https://revista.clovismoura.uespi.br/.

UESPI PICOS: II Seminário de Diversidade Sexual e de Gênero: Discriminação, Desigualdade e Resistência

Por Danilo Kelvin 

A Universidade Estadual do Piauí, no campus Prof. Barros Araújo em Picos, está organizando o II Seminário de Diversidade Sexual e de Gênero programado para acontecer entre os dias 20 e 24 de maio de 2024, no auditório da UESPI. Sob a coordenação dos discentes de Pedagogia, em parceria com a professora Édna Moura, este evento representa um espaço significativo de reflexão e diálogo sobre questões cruciais para a construção de uma sociedade mais inclusiva e justa.

O Seminário tem como objetivo primordial promover a formação de uma sociedade e de pedagogos conscientes, abordando de maneira integral e sensível a temática de gênero e orientação sexual, vinculada à educação em Direitos Humanos. “Nós pontuamos várias discussões, entre elas falar sobre a contribuição do pedagogo na formação dos sujeitos, temas como transgeneridades, acesso da população LBGTQIAPN+ aos serviços públicos de saúde, exposições fotográficas considerando a diversidade e vamos também discutir a organização do movimento sanitário”, afirma a professora Édna Moura.

Durante cinco dias, acadêmicos, pesquisadores, ativistas e interessados poderão participar de palestras, mesas-redondas, oficinas e debates visando não apenas compreender as nuances da diversidade sexual e de gênero, como também discutir estratégias para combater a discriminação e a desigualdade, além de fortalecer os movimentos de resistência.

“A criação de espaços dentro do seminário para a inclusão da população LBGTQIAPN+ ocorre desde a concepção do evento, que é aberto ao público em geral, com inscrições gratuitas”, explica Édna Moura.

As inscrições podem ser feitas através de um formulário disponível para o II Seminário de Diversidade Sexual e de Gênero.

Inscreva-se gratuitamente

“Inclusive, nós vamos disponibilizar um transporte para assegurar a participação de pessoas que têm interesse em participar, mas não têm condições de se dirigir até a universidade”, complementa Édna Moura.

Além da apresentação artística que abre o evento, o II Seminário conta com uma mesa-redonda com a temática: “Contribuição do(a) pedagogo(a) na formação do sujeito na perspectiva da diversidade”, tendo o Prof. Igor Mendonça como um dos palestrantes. Este seminário reforça a importância do pedagogo estar atualizado dentro destas temáticas em sua formação, conforme afirmou o profissional:

“Inicialmente, é válido ressaltar que o pedagogo é um preceptor, sendo responsável pelo ensino, especialmente nas primeiras etapas da escolaridade. Nos dias atuais, o pedagogo lida com os meios intelectuais que possibilitam o ensino. Dessa forma, quando me refiro aos meios, quero enfatizar que não há apenas uma forma de se praticar a pedagogia. Existem diferentes abordagens pedagógicas, e a corrente que defendo é aquela alicerçada na defesa da diversidade. O que isso implica em nossa atuação? Implica em uma abordagem contemporânea, na qual a promoção de debates é fundamental para a formação cidadã. Uma formação que não tolera a discriminação, a desigualdade, nem discursos de intolerância e ódio.”

Num contexto em que os direitos das minorias sexuais e de gênero são frequentemente violados e contestados, o Seminário surge como um espaço crucial para o fortalecimento do diálogo e da solidariedade entre diferentes grupos sociais.

“Acreditamos que somente através da educação e da sensibilização podemos construir uma sociedade mais inclusiva, na qual todas as pessoas possam viver livremente, sem medo de discriminação ou preconceito”prof. Édna Moura.

Concurso Fotográfico:

Ao se inscrever, o participante já está apto a participar do concurso fotográfico, cujo objetivo é obter uma variedade de fotos que expressem a compreensão e percepção do corpo LBGTQIAPN+ .

O formulário se encontra disponível também na bio do Instagram do evento: @seminariodiversidadeuespi

“Esse momento é de muita importância, pois vai proporcionar um espaço viável para a troca dessas experiências. Destaco o concurso fotográfico, no qual incentivaremos com premiações. Depende da contribuição de todos para garantir que seja um grande seminário”, afirma Édna Moura.

Além das palestras e painéis, o II Seminário de Diversidade Sexual e de Gênero: Discriminação, Desigualdade e Resistência realizará atividades práticas para reflexão sobre a discriminação, a desigualdade e a resistência, dentro do contexto do enfrentamento à LGBTFOBIA.

“O evento tem um foco específico no último dia, quando iremos socializar e aprovar diretrizes para políticas de enfrentamento à LGBTFOBIA, baseadas nas discussões anteriores realizadas nos minicursos e grupos. Temos certeza de que este seminário contribuirá para visibilizar essas políticas dentro e fora da universidade, voltadas para toda a população do Piauí e do Brasil”, conclui a Prof. Édna Moura.

XI Semana de Enfermagem: Reflexões sobre os Desafios e Conquistas da Profissão

Por: Cássio Sousa e Giovana Andrade

O Curso de Enfermagem da Universidade Estadual do Piauí promoveu, nesta terça-feira (14), o primeiro dia da XI Semana de Enfermagem sob o tema “Desafios, conquistas e diversidades do ser enfermeiro no mundo atual”. As atividades estão sendo realizadas em homenagem ao Dia Internacional do Enfermeiro e da Enfermagem.

A organização do evento está sob a coordenação das professoras Dra. Aline Amaral e Dra. Eliane Martins, contando com a colaboração tanto de docentes quanto de alunos do curso de Enfermagem. O auditório do Centro de Ciências da Saúde na FACIME está sendo o palco das atividades, que ocorrem nos turnos da manhã e tarde.

O cronograma da Semana inclui uma variedade de atividades visando enriquecer o conhecimento dos participantes e promover reflexões sobre a prática da enfermagem. Entre as principais atividades programadas estão palestras, mesa redonda, talk show, sessões de cine pipoca e apresentação de trabalhos científicos.

“Nós buscamos trabalhar conforme o tema da semana sugere, os desafios, conquistas e diversidades do ser enfermeiro no mundo atual, os quais são muitos. Então, o tema central foi o nosso guia para que construíssemos todas as nossas palestras”, relatou a Profª.Dra. Eliane Martins.

II Exposição de História da Enfermagem

O evento ainda contou com a II Exposição de História da Enfermagem: Da Prática às Teorias de Enfermagem e o Cuidado Científico, a qual apresenta banners que aprofundam sobre a história da enfermagem e do campus da FACIME. “É um objetivo também estimular o conhecimento sobre os aspectos da história da enfermagem e também oferecer palestras, minicursos, e talk shows para que enriqueçam o seu aprendizado”, afirmou a Professora  Eliane Martins.

A exposição é um projeto de extensão que envolve dois períodos do curso de Enfermagem: o primeiro e o quarto. O primeiro período, juntamente com a disciplina de História da Enfermagem, está apresentando banners que narram a trajetória desde Florence Nightingale, patrona da enfermagem moderna, até Anna Nery, pioneira da enfermagem brasileira. Além disso, os alunos do primeiro período destacam a história da Irmã Abrahíde Alvarenga, que atuou como enfermeira no HGV, hospital-escola da UESPI, e sua contribuição para a enfermagem da UESPI e para a FACIME. Já a exposição do quarto período está associada à disciplina de Metodologia da Assistência de Enfermagem.

Victor Augusto, discente de enfermagem do terceiro período e monitor da exposição, explica que conhecer a história da enfermagem é mais do que simplesmente olhar para o passado, mas é compreender as raízes profundas que sustentam a prática contemporânea. “A II Exposição de História da Enfermagem é uma oportunidade para mergulhar nesse rico legado, relembrando as pioneiras, as mudanças significativas e os desafios superados ao longo do tempo. Ao entender de onde viemos, ganhamos uma perspectiva mais clara sobre para onde estamos indo. Valorizar o nosso trabalho não é apenas reconhecer o presente, mas também honrar aqueles que vieram antes de nós, moldando e inspirando a os acadêmicos e futuros enfermeiros da UESPI. E essa exposição se articula com o tema da nossa XI Semana de enfermagem do CCS/FACIME: desafios, conquistas e diversidades do ser enfermeiro no mundo atual”.

Abaixo o FOLDER oficial do evento contendo a programação da XI Semana de Enfermagem:
PROGRAMAÇÃO DA XI SEMANA DE ENFERMAGEM

Comunidade acadêmica realiza a I Semana de Enfermagem em Floriano

Por João Fernandes

O curso de Enfermagem do Campus Dra. Josefina Demes está organizando a I Semana de Enfermagem Unificada de Floriano com o tema “O Impacto das Tecnologias para o Futuro da Enfermagem, formação, ética e cuidado”. O evento será realizado entre os dias 20 a 23 de Maio, em homenagem ao Dia Internacional do Enfermeiro e da Enfermagem.

A Semana de Enfermagem é uma iniciativa do Conselho Regional de Enfermagem (COREN – PI) e pretende reunir todas as instituições de ensino da região para juntos debaterem as atualizações e os principais temas relacionados à enfermagem na atualidade. O evento contará com palestras, mesas redondas, atividades presenciais e minicursos

A organização do evento está sendo coordenada pela profa. Me Maria Madalena Gomes Pereira Maximo, com colaboração com outros professores e discentes do curso. Ela explica que o evento objetiva expor tecnologias que o mercado oferece para melhorar a qualidade da assistência de enfermagem em diferentes áreas de atuação. 

“Esperamos proporcionar com a realização do evento debates que estimulem o pensamento crítico-reflexivo, bem como a compreensão de conceitos essenciais para a assistência, o ensino e a produção científica, sobretudo através do compartilhamento de experiências de forma efetiva  e  colaborativa”, destaca.
Ainda de acordo com a organizadora, a Semana congrega tanto acadêmicos quanto profissionais de todas as instituições que oferecem o curso de Enfermagem em Floriano. A participação nos minicursos oferece aos indivíduos a oportunidade de adquirir habilidades relacionadas às práticas avançadas de enfermagem. Até agora o evento recebeu mais de 500 inscrições.

Confira a Programação

 Palestras: O impacto das tecnologias para o futuro da enfermagem, formação, ética e cuidado; – Perfusão e ECMO

Mesa redonda: – Sindicato dos enfermeiros/ Aben e Coren

Mini cursos: Atuação da Enfermagem na linha de cuidado do AVC e IAM e Suporte Avançado de Vida. – Feridas, Curativos e Ostomias: a importância do cuidado de enfermagem, Anatomia Forense-investigação de traumas e identificação de vitimas. -Atualização sobre Imunização; – Primeiros Socorros.

Conectando academia e mercado: segunda edição do evento “Made in Piauí”

Por: Cássio Sousa 

O curso de Administração, campus poeta Torquato Neto, promoverá nos próximos dias 04, 05 e 06 de junho a segunda edição do  evento “MADE IN PIAUÍ”, que é organizado pelos alunos da disciplina de Gestão de Produção II, ministrada pelo Professor Márcio Pessoa. O objetivo é propiciar e munir de conhecimentos os futuros administradores, principalmente sobre alguns segmentos produtivos que ocorrem no Estado do Piauí.

O evento surge da necessidade de estreitar os laços entre a universidade e as empresas locais, além de promover o conhecimento das práticas adotadas por essas instituições nos pilares de produção, trabalho e tecnologia. Segundo o Professor Márcio Pessoa, coordenador do evento, “as palestras irão agregar um rico conhecimento sobre Gestão tanto para quem irá adentrar ao mercado de trabalho, quanto para quem já está atuando”.

O Professor ainda ressalta que o evento é de suma importância na formação acadêmica dos discentes, tendo em vista que eles poderão se preparar para atuar dentro de empresas de diversos segmentos, proporcionando assim um maior entendimento do processo produtivo.

“Por conhecer os desafios que existem para os profissionais que atuam no segmento, por conhecer a relação com fornecedores, a relação com o mercado, ao conhecer essas experiências de quem já atua no mercado, esses administradores irão sair melhores preparados em seu conhecimento, tendo um diferencial de quem atua no mercado. O impacto é justamente numa formação diferenciada, aprendendo com quem faz a produção na prática”, pontuou o docente.

A escolha dos convidados está relacionada à disciplina e ao conteúdo ministrado em sala de aula, nas áreas de Trabalho, Produção e Negocios. Segundo o discente Luciano damasceno, o evento contribui para a formação dos futuros administradores.  “Está sendo importante para integrar a turma bem como para ganhar experiência prática na gestão de eventos”, relatou.

Os interessados podem adquirir seus ingressos através do seguinte link: https://www.sympla.com.br/evento/made-in-piaui-2024/2462497?share_id=copiarlink

SEGUE ABAIXO AS PALESTRAS E OS CONVIDADOS:

Grupo de Teatro da UESPI Estreia o Espetáculo “Tambores da Liberdade” em Homenagem ao Poeta Elio Ferreira

Por: Danilo Kelvin

O Grupo de Teatro da Universidade Estadual do Piauí  prepara-se para encantar o público com a estreia do espetáculo “Tambores da Liberdade”, uma comovente homenagem ao poeta e professor Elio Ferreira, destacado nome da cultura afro-brasileira.

Sob a direção de Norma Soely Guimarães,  diretora de teatro, a peça será apresentada no Clube dos Diários, no dia 17 de maio, às 19h, e no Campus Torquato Neto, Palácio Pirajá, durante o encerramento da Semana de Letras da UESPI, no dia 23 de maio, a partir das 21h.

“Quando o professor Silvino de Letras fez o convite para a PREX, imediatamente peguei o livro ‘América Negra’ e começamos a criar cenas com o grupo”, compartilhou a  professora Norma Soely.
“A ideia foi pegar poemas que retratassem as várias faces de Hélio, como negro, como pessoa. Ele era filho do ferreiro e essa ligação com a ancestralidade e os tambores é muito forte.Então, pegamos a sonoridade dos poemas e a origem dele, o filho do Ferreiro, a ligação com a ancestralidade. Pegamos o poema do verbo ‘negra’, o da origem dele, o que ele fala sobre o som ‘negra’. Cada pessoa do elenco não vai só declamar o poema dele, vai criar a imagem corporal, uma cena de interpretação daquele poema”, explicou Soely.

Ela também explicou que a apresentação irá trazer o lado universitário do professor.

“A essência dele é preservada e trazemos esse caminhar de Hélio nessa construção, nessa verbalização, nessa visibilidade do ser negro. O ser negro na universidade, o ser negro escrevendo, o ser negro descobrindo a negritude que ele escreve sobre os quilombos. Ele não é só poeta, também faz capoeira. A gente traz também a capoeira, uma dança com música de capoeira que será cantada pelo grupo. E o boi da cara branca, que ele dá essa interpretação para aquela música que ninou tantas crianças, mas que ela é muito racista, que é aquela que fala o boi da cara preta”, concluiu.

Professora Norma Soely junto com os atores da peça de teatro, ensaiando. (Arquivo Pessoal)

 

 

 

 

 

 

 

A sonoplastia, a cargo de Chico Borges, e a trilha sonora, composta por tambores, música de capoeira e Boi da Cara Branca, prometem ambientar o público em um universo onde a cultura e a resistência se entrelaçam.

Ensaio da peça: “Tambores da Liberdade”. (Arquivo Pessoal)

 

 

 

 

 

 

O elenco:

Anderson Reis, Cairo Brunno, Carlos Taylan, Chico Borges, Ewerton Moraes, Kallyandro Sávio, Róger Stranger, Josy Mascarenhas e a atriz convidada Carol Henrique.

Uma das características marcantes desta produção é a inclusão, contando com tradução em LIBRAS, realizada por William Cardoso, garantindo acessibilidade a todos os espectadores.

“A mensagem que ‘Tambores da Liberdade’ transmite é que o tambor é um símbolo de alegria, de africanidade, é um símbolo nosso, da negritude, do brasileiro”, contextualizou a professora Norma Soely, diretora do Grupo de Teatro da UESPI. “Vamos levar isso junto com os poemas do Elio, porque quando ele diz ‘eu sou negro, da cor de noite escura’, ele não está falando só dele, está falando para todos nós. ‘Eu sou Esperança Garcia’, que ele pesquisou e reforçou essa pesquisa, também é muito importante. É essa essência que estamos trazendo, essa mensagem para o público. Finaliza.

Comunidade de enfermagem de Parnaíba promove a Semana de Enfermagem 2024: Minicursos Chave Mestra

Por Clara Monte 

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI), por meio da comunidade do curso de Enfermagem, campus de Parnaíba, promove a Semana de Enfermagem da UESPI 2024: Minicursos Chave Mestra. O projeto acontece nos dias 13, 14, 16 e 17 de maio.

A ação visa promover a valorização da profissão e cultivar um senso de pertencimento e apreço tanto entre os acadêmicos quanto nos profissionais. Nágila Ribeiro, vice-presidente da comissão organizadora, destaca que os minicursos selecionados este ano foram cuidadosamente escolhidos para proporcionar uma maior qualificação aos estudantes em áreas menos abordadas durante sua formação.

“Apesar da extensão do curso, totalizando mais de 5 mil horas, sempre surgem dúvidas em certos temas que merecem ser reforçados. Levando isso em consideração e atendendo a pedidos sobre os temas mais demandados, optamos por nos aprofundar em áreas como Gasometria Arterial: Coleta e Interpretação, Desvendando o Eletrocardiograma: Fundamentos e Aplicações na Prática de Enfermagem, Práticas Avançadas em Cuidados de Traqueostomia em Diferentes Contextos (Ambulatorial, Hospitalar e Domiciliar), Abordagem Avançada em Feridas: Avaliação, Cuidados Específicos e Intervenções de Enfermagem, e Dominando a Técnica de Punção Venosa: Abordagem Teórica e Prática”.

Para Aline Miranda de Abreu, presidente da organização, a Semana de Enfermagem da UESPI desempenha um papel fundamental no desenvolvimento tanto profissional quanto acadêmico dos participantes. “Isso se dá não apenas pela oportunidade de compartilhamento de conhecimento entre profissionais e participantes, como também pela chance de expandir a rede de contatos na área. A semana congrega tanto acadêmicos quanto profissionais de todas as instituições que oferecem o curso de Enfermagem em Parnaíba. Além disso, a participação nos minicursos oferece aos indivíduos a oportunidade de adquirir habilidades relacionadas às práticas avançadas de enfermagem, o que pode significativamente enriquecer seus currículos profissionais”.

Os estudantes e profissionais de enfermagem podem se inscrever por meio do link, de forma individual ou em grupos.

INSCRIÇÃO INDIVIDUAL 

INSCRIÇÕES EM GRUPO

 

Todo amor tem um História: evento na UESPI traz celebração e homenagem as mães.

Por: Cássio Sousa 

A campanha “Todo amor tem uma história” está sendo desenvolvida pela Assessoria de Comunicação da Universidade Estadual do Piauí e, hoje (10), foi realizado o evento oficial no mezanino do Palácio Pirajá, no Campus Poeta Torquato Neto.

A celebração foi recheada de momentos marcantes e emocionantes, que encantaram todas as mães presentes no evento. O coral da Universidade Aberta à Terceira Idade (UNATI) deu início à programação especial dedicada às mães trazendo em sua apresentação um repertório de canções regidas pelo maestro Ailton Carneiro.

Apresentação do Coral da UNATI

“A gente faz questão de participar e, nesse momento, a apresentação das mães é ainda mais especial porque o nosso grupo é formado por mães e avós. Então, elas estarem participando desse momento e transmitindo essa emoção através da música para outras mães é muito prazeroso para nós”, relatou o maestro.

Em seguida, a Assessoria de Comunicação da UESPI apresentou um vídeo em homenagem às mães e discorreu sobre a campanha, que tem como objetivo central homenagear as mães de toda a comunidade Uespiana através de um E-book, que contará com as histórias enviadas por meio do formulário https://forms.gle/qk2XzivHvByToQhW6 até o dia 20 de maio.

Equipe da ASCOM UESPI

“Este ano, nós da ASCOM pensamos não só em homenagear as mães da nossa comunidade, mas também em permitir que vocês possam homenagear suas mães. É por isso que lançamos a campanha, para que as pessoas possam contar histórias de relações e momentos marcantes com suas mães. Diante disso, estamos recebendo histórias, vídeos e fotos que marcam momentos de alunos, professores e colaboradores”, enfatizou o repórter da ASCOM, João Fernandes.

A Pró-Reitora Adjunta da PROPLAN, Joseane Leão, e a diretora do DPPE, Samaira Souza

A Pró-Reitora Adjunta da PROPLAN, Joseane Leão, e a diretora do DPPE, Samaira Souza, também participaram do momento de celebração e deixaram sua mensagem em homenagem a todas as mães.

“É importante refletirmos que a criança que cuidamos nunca deixa de existir dentro de nós e com as mães também é da mesma forma. Hoje, nossas mães têm uma criança dentro de si que precisa ser cuidada e agraciada. Levá-las para sair, para se divertir, para se sentir bem é a melhor forma de demonstrarmos gratidão pelas nossas mães”, destacou a Professora Joseane Leão.

“Nos momentos mais difíceis, na angústia, na tristeza e, principalmente na felicidade, devemos ter gratidão, principalmente às nossas mães”, pontuou a Professora Samaira.

O vice-reitor destacou o amor e o acolhimento das mães

O vice-reitor, Prof. Dr. Jesus Abreu, destacou o mês de maio como sendo o mês de homenagens as mulheres e as mães. “Mãe é amor. Faço minhas homenagens às mães que estão nesse plano fisicamente e as mães que estão no plano espiritual e também nas nossas lembranças e coração. Mãe é acolhimento e com ela tudo se resolve”, afirmou.

 

O Reitor Prof. Dr. Evandro Alberto esteve presente na solenidade e ressaltou o momento proporcionado pela ASCOM através da campanha e proferiu palavras em homenagem às mães. “Toda honra às mães, sempre com sua dedicação e carinho em todas as situações. Valorize sua mãe, aproveite para abraçar, para conversar, faça com que ela também tenha esse prazer. Nosso desejo através dessa campanha é que vocês possam olhar para a mãe de vocês e ver toda a essência, dedicação e amor que ela transmite”.

A ASCOM ainda preparou uma dinâmica de sorteio de brindes para todas as mães presentes no Palácio Pirajá. Após isso, a equipe de residência multiprofissional em saúde da família preparou uma atividade relaxante para todas as mães, sob o comando da Professora Andréa Lima. O momento alinhou práticas integrativas complementares com um momento de descontração. O evento foi finalizado com a participação do cantor e compositor, Marcelo Ferreira, que trouxe em seu repertório um cover do cantor Reginaldo Rossi cantando os maiores sucessos do artista.

Marcelo Ferreira em sua apresentação.


MAIS REGISTROS DO EVENTO


 

 

 

 

 

 

Ultima etapa do Programa Saúde Mental do Trabalhador explora equilíbrio entre vida pessoal e trabalho

Por Cássio Sousa

Alunos do curso de Psicologia do campus Poeta Torquato Neto em parceria com a Pró-Reitoria de Administração (PRAD) promoveram, nesta quinta-feira (11), no auditório do Palácio Pirajá, a última etapa da roda de conversas proporcionada pelo Programa Saúde Mental do Trabalhador. O tema final foi  “Equilíbrio entre vida pessoal e trabalho”.

O encontro foi conduzido pela Professora Liliane Moreira e pelas alunas do 8° bloco, Dara Almeida e Maria Eduarda Araújo, trazendo uma dinâmica de roda de conversa com aportes teóricos apresentados durante o evento.

A Professora Zeneide Resende de Sousa participou da roda de conversa e destacou os papeis sociais exercidos no ambiente de trabalho e no âmbito pessoal.

“Quando entendemos que uma pessoa pode desempenhar o papel de sujeito, entendemos que elas tem várias vozes, seja no papel de dona de casa, papel de professora, papel de estudante, entendemos que sim, há a possibilidade de buscar o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal”.  relatou.

A discente palestrante Dara almeida traçou um paralelo com a ótica da “Piramide de Maslow” do Psicologo norte-americano Abraham Maslow, um conceito que organiza as necessidades humanas de forma hierárquica.

“Ele faz entender que quando encontramos realizações pessoais, nos sentimos mais úteis e realizados, traz também o desenvolvimento de habilidades, então questões como liderança, confiança e comunicação fazem com que cada vez mais nos sentimos bem no ambiente de trabalho e na vida pessoal”, enfatizou a discente.

O Programa Saúde Mental do Trabalhador proporcionou aos estudantes da área da saúde a oportunidade de informar e auxiliar os servidores da UESPI por meio de discussões de temas focados na relação entre saúde mental e trabalho, além de oferecer atendimento psicológico individual online àqueles que necessitam e desejam ser acolhidos.

PET Química está com vagas abertas para minicurso online

Por Giovana Andrade

O Programa de Educação Tutorial (PET) – Química está com 100 vagas abertas para o minicurso online: Transformação de resíduos agroindústrias em produtos de valor agregado: Uma abordagem sobre os métodos de tratamento e obtenção de filmes Biopoliméricos. O evento será aberto para todos e acontecerá no dia 22 deste mês às 19h30 pela plataforma Google Meet.

Este minicurso tem como objetivo ensinar métodos de tratamento e obtenção de filmes biopoliméricos a partir de resíduos. O ministrante será o Ms. Maciel Lima Barbosa, Doutorando da UFSCar, e ele explica que hoje os principais desafios para transformação desses resíduos em produtos de valor agregado residem na complexidade da composição dos resíduos, o que leva uma necessidade de tecnologias adequadas, a viabilidade econômica e os aspectos regulatórios e de segurança.

“O objetivo principal do minicurso reside em conscientizar a comunidade acadêmica sobre a geração de resíduos agroindustriais no Brasil e despertar o interesse dessa comunidade em reaproveitar-los transformando-os em produto de valor agregado. No minicurso será apresentado métodos físicos, químicos e enzimáticos de transformação desses resíduos em filmes biopoliméricos”.

Link de inscrição

Inscrições abertas para novos membros do Projeto Murais de Poesia

Por João Fernandes

O projeto “Murais de Poesia” está com inscrições abertas para novos membros. A oficina promete proporcionar aos participantes a vivência de todos os estágios da vida de um Poeta. As inscrições ficam abertas até o dia 12 de Maio e podem ser feitas de forma online, através do Formulário Eletrônico. Podem se inscrever docentes, discentes, servidores e técnicos da Universidade Estadual do Piauí – UESPI que se interessem por poesias.

De acordo com o coordenador do projeto, Nilson Moura, ao longo dos encontros a oficina oferece aos participantes um abrangente conhecimento sobre os processos que envolvem a escrita e reescrita de textos.  “Serão 15 encontros, sempre aos sábados. Ao longo da oficina, vamos trabalhar todas as fases que envolvem a preparação do texto para a publicação, os desafios financeiros para entregar o texto ao leitor até a fase de declamação dos poemas e as sessões de lançamento”, comenta.

Ainda de acordo com o coordenador do projeto, ao final da oficina de produção, serão publicados murais e pôsteres com poemas e imagens, espalhados pelo campus Poeta Torquato Neto. “Ao longo desse projeto, vamos espalhar os trabalhos pelo Campus. A ideia é que isso possa aproximar a comunidade acadêmica ao trabalhos que forem produzidos”, pontua.

Ao final todos os participantes receberão certificados de participação, podendo ser utilizados como atividades acadêmicas curriculares e complementares. Link de Inscrição

Diretor Executivo do “Campus Party” apresentou o evento para a comunidade acadêmica da UESPI

Por Clara Monte 

Nesta terça-feira (7), a Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Campus Poeta Torquato, em Teresina, recebeu o executivo, Ricardo Queiroz, diretor de uma das maiores feiras de empreendedorismo e tecnologia do Brasil: a “Campus Party”. Na oportunidade, ele destacou a importância do evento a todos os interessados em tecnologia, empreendedorismo e ciência.

Diretor Executivo da Campus Party, Ricardo Queiroz

De acordo com o Diretor Ricardo Queiroz o encontro na UESPI é muito importante tendo em vista que a Campus Party é um evento que visa conectar a academia, o setor privado e a comunidade em um ambiente de experimentação e inovação.

“Apresentamos aos estudantes a importância de participar dos espaços de exposição e dar visibilidade ao que está sendo produzido na academia para todo o ecossistema, para sociedade de um modo geral. Na Feira há uma série de atividades que acontecem, com investidores, com rodadas de negócios e com mentorias. Esse ano, teremos uma batalha de startups ali, que serão aportados mais de 2 milhões de reais”, comentou.

Diretor Executivo da Campus Party, Ricardo Queiroz

O diretor complementa que o evento oferece palestras, programas acadêmicos, oportunidades para empreendedores, atividades de entretenimento e incentiva a prática do conhecimento adquirido na academia.

“A Campus Party anda ao lado do desenvolvimento acadêmico porque a gente entende que é uma plataforma complementar, porque lá é um ambiente muito prático e de muita experimentação. Então, todo o conhecimento que a academia traz para o aluno é importante que na Feira ele possa colocar isso em prática de diversas formas. E também mostra todas as outras áreas de entretenimento de modo geral”, pontua.

Diretor do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), Prof. Tales Antão de Alencar Carvalho

Presente no momento, o Diretor do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), Prof. Tales Antão de Alencar Carvalho, considera o evento um incentivo à inovação, à pesquisa científica e tecnológica, além da proteção da propriedade intelectual.

“Este festival é grandioso e internacional, proporcionando inúmeras oportunidades de aprendizado para os alunos da Uespi. Este momento serviu para incentivá-los a buscar mais conhecimento nos segmentos da tecnologia e inovação.”

Alguns dos alunos que participaram da palestra, como o caso do Saymon Victor Lima, do curso de Jornalismo e do João Victor Martins, do curso de Engenharia Civil, expressaram que não conheciam o evento ‘Campus Party‘ e manifestaram contentamento pela oportunidade de um responsável envolver a comunidade acadêmica no assunto.

Comunidade acadêmica presente

“É interessante haver investimento em tecnologia, pois estamos constantemente conectados, utilizando-a em nossos dispositivos móveis e até mesmo em projetos que envolvem inteligência artificial, especialmente dentro do meio de comunicação. Por isso, meu objetivo ao participar desta palestra foi entender mais sobre essas tecnologias, seus benefícios e os futuros projetos que podemos desenvolver e adotar”, afirmou Saymon Victor Lima.

“Quando vi no Instagram da UESPI que haveria essa palestra hoje, achei muito interessante e minha professora também me incentivou a estar presente para entender mais sobre o que se tratava. Eu sabia que era um evento sobre o futuro e tecnologia, mas até então nunca tinha ouvido falar profundamente desse evento. Com a palestra de hoje, pretendo sim ir ao evento e me aprofundar nessas questões que são focos em ciência, tecnologia e empreendedorismo, o que tenho certeza que me ajudará bastante na minha vida acadêmica e profissional”, finalizou o João Victor Martins.

 

 

PRAD promove quarta roda de conversa voltado ao equilíbrio no trabalho

Nesta quinta-feira (09), a Pró-Reitoria de Administração (PRAD), em parceria com o Curso de Psicologia da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), realizará a quarta edição da roda de conversas do Programa Saúde Mental do Trabalhador, no auditório do Palácio Pirajá. Debaterá a temática “Equilíbrio entre vida pessoal e trabalho”, os discentes promoverão uma discussão sobre a importância do equilíbrio entre vida pessoal e trabalho para a saúde mental dos participantes.

O Programa Saúde Mental do Trabalhador proporcionará aos estudantes da área da saúde a oportunidade de informar e auxiliar os servidores da UESPI por meio de discussões de temas focados na relação entre saúde mental e trabalho, além de oferecer atendimento psicológico individual online àqueles que necessitam e desejam ser acolhidos.

A Pró-Reitora da PRAD, Rosineide Candeia, destaca que esta é a última edição desta etapa de rodas de conversa, que tem contribuído para ajudar as pessoas a entenderem que precisam conversar e expressar seus sentimentos, principalmente no ambiente de trabalho. “Este encontro já será o último, o encerramento desta etapa. E tem sido um sucesso, muitas pessoas agradecendo, porque as informações que estão sendo compartilhadas estão trazendo muitos benefícios para a vida de cada um”, enfatizou a docente.

Para a discente do Curso de Psicologia, Maria Eduarda Araújo, buscar equilíbrio entre vida pessoal e trabalho é fundamental para garantir qualidade de vida, saúde mental e felicidade, pois permite que as pessoas tenham tempo para cuidar de si mesmas, de seus relacionamentos e também para se dedicarem ao trabalho de forma mais eficaz e produtiva.

“A falta de equilíbrio entre vida pessoal e trabalho pode levar a diversos problemas, como estresse, ansiedade, esgotamento, problemas de saúde física e mental, conflitos nos relacionamentos, falta de produtividade e até mesmo insatisfação profissional”, pontuou a aluna.

NEVIM: Promovendo um ambiente acadêmica mais seguro e inclusivo na UESPI

Por: Danilo Kelvin

“Estamos começando por cursos que, às vezes, têm menos acesso aos conteúdos de direitos e discussões sociais, como os de tecnologia e ciências da natureza,” explicou Vitória Rosa, uma das psicólogas do NEVIM.

O Núcleo de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher da UESPI (NEVIM) está dando início a uma série de encontros direcionados aos estudantes e professores e começaram pelo curso de Física. A iniciativa visa discutir estratégias de prevenção e identificação das diversas formas de violência contra a mulher no ambiente universitário. Essa abordagem inicial busca alcançar cursos que muitas vezes têm menos acesso a conteúdos sobre direitos e discussões sociais. O NEVIM tem como objetivo abordar os impactos dessas violências e fornecer ferramentas para reconhecê-las e combatê-las, visando à construção de um ambiente acadêmico mais seguro e inclusivo.

Com seis meses de funcionamento, o Núcleo de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher da UESPI (NEVIM) já alcançou significativos objetivos, como ressaltou Vitória Rosa. “Apesar de ser um projeto ainda embrionário, os resultados têm sido progressivamente alcançados, refletindo o planejamento e a estruturação cuidadosa do núcleo. Desde o lançamento do protocolo de enfrentamento à violência contra a mulher até a implementação do atendimento psicossocial as bases foram estabelecidas”.

Para o Coordenador do curso de Física, Prof. Macedo Filho, a ação é muito positiva para uma cultura de paz dentro e fora da universidade. “Eu vejo com uma coisa positiva pelo setor de psicologia. É uma iniciativa deles e eu acertei aqui, como coordenação, de bom grado, porque eu acho que isso vai ter um impacto positivo para os estudantes e eu diria também que para os professores, porque é um tema importante, violência, especialmente contra a mulher”.

Malena Alves, coordenadora do NEVIM, comentou a importância da parceria entre a Secretaria de Segurança Pública do Estado e a Universidade Estadual do Piauí, afirmando que essa união visa formar cidadãos capazes de enfrentar a violência contra a mulher. “O NEVIM ajuda a criar um ambiente mais seguro e inclusivo, além da aplicação do formulário diagnóstico na universidade, que serve como base para relatórios a serem apresentados às autoridades públicas, demonstrando nosso compromisso com políticas públicas eficazes de combate à violência de gênero.”

Coordenadora do NEVIM, Malena Alves reforçando as importância desses momentos do núcleo dentro das salas.

Alex Fonseca, aluno do sétimo período de Física, compartilhou sua visão sobre a palestra do NEVIM e a importância do núcleo permanente na instituição. “A palestra foi esclarecedora e serviu para alertar os participantes sobre questões relevantes da sociedade. Além da importância do núcleo como um espaço de apoio e empoderamento para as mulheres, contribui para o desenvolvimento dos alunos como docentes mais conscientes e sensíveis às questões de gênero”.

“A existência desse núcleo é fundamental para oferecer suporte às mulheres que podem enfrentar situações constrangedoras, tanto dentro quanto fora da instituição. Ter esse espaço de diálogo e apoio é crucial para o desenvolvimento acadêmico das estudantes e contribui para a construção de um ambiente mais inclusivo e seguro dentro da universidade,” complementou Maria Ruthy, aluna do sétimo período de Física.

O NEVIM entregou folhetos ao final da palestra.

 

 

 

 

 

 

O planejamento teve início no campus Torquato Neto, em Teresina, mas a demanda não ficará somente na capital. O núcleo de enfrentamento já tem iniciativas de viajar aos campi do interior da UESPI. “Além disso, estamos organizado estender essa iniciativa para outros campi da universidade, garantindo que mais cursos e comunidades acadêmicas sejam contemplados e tenham acesso a essas discussões tão importantes,” concluiu a psicóloga Vitória.

A psicóloga Vitoria já mencionou que existe um planejamento em conjunto com a diretoria para expandir para outros campi da UESPI.

UESPI realiza solenidade em homenagem ao dia das mães

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI) convida toda a comunidade acadêmica para comemorar o Dia das Mães em um evento especial que acontecerá na sexta-feira, 10 de maio, às 8h, no Palácio Pirajá, campus Poeta Torquato Neto, em Teresina. O evento faz parte da campanha “Todo amor tem uma história e tem como objetivo valorizar e destacar as histórias da comunidade uespiana com a figura materna em suas vidas.

 

Convite oficial para solenidade de homenagem.

O evento, que será transmitido pelo canal da UESPI OFICIAL no Youtube, vai contar com diversas atividades, incluindo apresentação do coral da UNATI, brindes especiais e uma atração surpresa.

Em alusão ao Dia das Mães, a UESPI aproveita para parabenizar todas as mães piauienses, em especial as mães que fazem parte da comunidade acadêmica da instituição, que dedicam seu tempo e esforço para construir um futuro melhor para seus filhos através da Educação.

Diretor Executivo do “Campus Party” fará a apresentação do evento para a comunidade acadêmica da UESPI

Por Clara Monte 

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI) irá receber o Diretor Executivo do “Campus Party”,  Ricardo Queiroz, para um dialogo com a comunidade acadêmica sobre o evento. No Campus Torquato Neto será às 10:30h, e na Facime, às 15h, para mostrar a importância do evento a todos os interessados em tecnologia, empreendedorismo e ciência.

O Diretor do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), Prof. Tales Antão de Alencar Carvalho, fala que, como diretor do núcleo responsável por gerir a Política de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, de Inovação e Empreendedorismo no âmbito da UESPI, considera muito importante o incentivo à inovação, à pesquisa científica e tecnológica, além da proteção da propriedade intelectual.

“O maior festival de ciência, tecnologia e empreendedorismo com participação internacional está chegando ao nosso Piauí nos dias 29, 30 e 31 de maio. O programa social oferece qualificação a jovens de 12 a 20 anos, tornando-os protagonistas de suas próprias vidas e preparando-os para o mercado de trabalho. E para incentivar nossos estudantes a participarem desse evento, estaremos recebendo o Diretor do programa para explicar com mais detalhes tudo sobre o evento. Fica o convite para toda nossa comunidade acadêmica interessada no assunto”.

                 

Campus Party 

A Campus Party é um festival mundial de tecnologia, empreendedorismo, ciência e disruptividade com mais de 70 edições realizadas em 30 países. É um ambiente imersivo de disrupção, educação e criatividade, onde as comunidades são parte essencial da experiência, mobilizando a transformação.

O evento oferece conteúdos transformadores, incluindo palestras, workshops, hackathons e desafios diversos. É o lugar ideal para aperfeiçoamento profissional, descobrimento de interesses e busca de novas conexões.

 

Semana de Letras da UESPI prorroga inscrições

Por Clara Monte 

As inscrições para a Semana de Letras da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) foram prorrogadas até o dia 16 de maio.

O evento, marcado para os dias 22 e 23 de maio, é coordenado pela Comunidade acadêmica do Curso de Licenciatura Plena em Letras Português, do Centro de Ciências Humanas e Letras da UESPI, campus Poeta Torquato Neto, com o apoio do Núcleo de Estudos e Pesquisas Afro/NEPA-UESPI.

De acordo com um dos professores organizadores, Dr. Raimundo Silvino do Carmo Filho, “esta é a 12ª edição do evento e tem como principal objetivo reunir pesquisadores, docentes, estudantes da Universidade Estadual do Piauí, bem como das outras IEs e se concentra, principalmente, no protagonismo da pesquisa, buscando trazê-la para o centro das discussões. O encontro vai ser online, possibilitando assim mais facilidade no acesso desse evento”.

Todas as informações do evento.

LINK DE INSCRIÇÃO

4ª edição do programa: Ciclo de Palestras para Produção Científica do Curso de Administração da UESPI CCM/UAPI

Por Cássio Sousa 

Entre os dias 16 de maio e 07 de junho, irá acontecer  a 4ª Edição do Ciclo de Palestras para Produção Científica do Curso de Administração. Os interessados terão a oportunidade de participar de uma série de palestras e minicursos conduzidos por especialistas em suas respectivas áreas. Além disso, os participantes terão direito a um certificado de 30 horas expedido pela Pró-Reitoria de Extensão (PREX) da UESPI, reconhecendo seu engajamento e participação no evento.

O evento oferecerá um programa diversificado, abordando temas pertinentes ao campo da administração, com o objetivo de enriquecer o conhecimento dos participantes.

Os responsáveis pela coordenação do evento são os Professores Mestre Alainy Rosado Leitão e Doutor Fabrício Brito do Amaral. Com temas que abrangem desde a elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) até dicas para a defesa em banca, o evento visa fornecer recursos práticos para o avanço acadêmico e profissional dos participantes.

O Professor Doutor Fabrício Brito do Amaral ressalta que o evento desempenhará um papel crucial na formação acadêmica e profissional dos participantes ao oferecer orientação especializada sobre os padrões e requisitos para publicações científicas. “Através de palestras ministradas por especialistas e workshops práticos, os participantes serão capacitados a conduzir pesquisas rigorosas, escrever de forma clara e concisa e navegar pelo processo de revisão e publicação de artigos e monografias, preparando-os para contribuir de maneira significativa para o avanço do conhecimento em administração”.

O coordenador do evento ainda destaca a importância do evento para a comunidade acadêmica, uma vez que promove o desenvolvimento e a disseminação do conhecimento científico em administração. “Ao capacitar os participantes na produção de artigos e monografias de qualidade, o ciclo de palestras contribui não apenas para o crescimento acadêmico individual, mas também para o enriquecimento do corpus de conhecimento na área, beneficiando a comunidade acadêmica como um todo e potencialmente influenciando políticas e práticas no campo da administração”, pontuou o docente.

As inscrições para o evento estão abertas até o dia 13 de maio, sendo feitas por meio do formulário eletrônico disponibilizado abaixo:

Confira abaixo as datas e a programação completa do evento:

16/05 – 16:00 Minicurso: “Plataforma Escritha: TCC Não é Obrigatório, é Transformador” Ministrante: Marcos Aurélio Ayres da Silva

21/05 – 16:00 Palestra: “Metodologia Científica: Regras e Normas Acadêmicas” Ministrante: Franklin Oliveira Silva

29/05 – 18:00 Palestra: “Uma Introdução à Pesquisa Científica” Ministrante: Macell Cunha Leitão

06/06 – 16:00 Palestra: “Defesa em Banca: Dicas e Sugestões” Ministrante: Aurélia Rodrigues de Alencar

07/06 – 16:00 Palestra: “Considerações das Abordagens do IV Ciclo de Palestras – Resumo Holístico” Ministrante: Alainy Rosado Leitão

“Todo amor tem uma história”: campanha em alusão ao dia das mães na UESPI

Em alusão à data comemorativa do “Dia das Mães”, a Assessoria de Comunicação da UESPI lança a campanha “Todo amor tem uma história” que tem como objetivo valorizar e destacar as histórias da comunidade uespiana com a figura materna em suas vidas.

Para participar da ação, o(a) interessado(a) deve enviar sua história em até uma lauda, além de fotos, e um vídeo de até dois minutos sobre a história escrita até o dia 20 de maio de 2024. A ASCOM selecionará algumas histórias para compor uma publicação em e-book através da Editora da UESPI. Esses materiais são essenciais para a produção do e-book. Podem participar discentes, docentes, técnicos e colaboradores da universidade.

A Diretora da ASCOM, Prof. Sammara Jericó, explica como a campanha pretende fazer com que as histórias da nossa comunidade interna façam parte da história da universidade.

“O objetivo desta ação é reunir histórias emocionantes que os nossos discentes, docentes e colaboradores possuem com uma figura materna em suas vidas. Esta é uma data importante no calendário sazonal e a UESPI, através da ASCOM, conta com a participação de toda comunidade uespiana para promover uma grande homenagem às mães”, enfatiza a professora.

Campanha do Dias das Mães da UESPI.

De acordo com Danilo Kelvin, repórter da ASCOM, a ideia por trás do texto da campanha surge para incentivar nossa comunidade a participar da ação contribuindo com suas histórias.

“Sabemos que o amor é um sentimento e uma ação central em nossas vidas e, ao pensarmos em ‘mãe’, associamos cuidado, dedicação, atenção, luta e afeto. Assim, tanto o amor quanto a mãe têm significado no entendimento final. Em resumo, todo amor tem uma história, assim como toda mãe tem uma história”, destaca.
O envio do texto, das fotos e do vídeo deve ser feito através de formulário específico. Ao acessar o formulário, o candidato deve aceitar o Termo de Autorização de Uso de Imagem na primeira página do documento.

Acesse formulário: https://forms.gle/qk2XzivHvByToQhW6

Curso de Letras inglês promove a II Semana de Shakespeare

Por: Cássio Sousa

O curso de Letras Inglês do campus Poeta Torquato Neto promoveu, nesta semana, a II Semana de Shakespeare: “O Mundo é um Palco e os Homens e Mulheres são Apenas Autores”. O evento reuniu discentes do curso no auditório Pirajá, proporcionando momentos de leitura e reflexão de poemas do histórico autor.

II Semana de Shakespeare: o mundo é um palco e os homens e mulheres são apenas autores.

Durante o evento, a professora doutora Socorro Reis e a professora Mestra Sharmilla O’hana palestraram sobre a vida e obra do ator, escritor e dramaturgo inglês que, há 4 séculos, vem influenciando o conceito de literatura, cultura e arte. Para o desenvolvimento desse evento, os discentes do bloco 3 de Inglês, coordenados pela professora Mestra Luand Bezerra, planejaram e organizaram cada momento, auxiliando no cadastramento dos inscritos, nas palestras das convidadas e na apresentação cultural, que foi pensada, escrita e encenada pelos próprios alunos.

Profª. Lisiane Ribeiro Caminha Vilanova; Profª. Sharmilla O’hana Rodrigues da Silva; Profª. Maria do Socorro Reis Cosme; Profª. Maria Luand Bezerra Campelo

 

Para a professora Luand Bezerra o evento permitiu que os alunos do curso pudessem vivenciar, aprofundar e ressignificar conceitos discutidos em sala de aula, além de contribuir para sua carreira profissional. “O contato com a cultura e literatura em Língua Inglesa fomentará o desenvolvimento profissional destes estudantes, capacitando-os a aplicar os conhecimentos vivenciados na universidade nos mais variados contextos de ensino e aprendizagem”, enfatizou a docente.

A escolha da data do evento se deve ao reconhecimento de que Shakespeare nasceu em 23 de abril, com base no documento de batismo datado de 26 de abril, quando os ingleses, à época, batizavam as crianças três dias após o nascimento.

“A participação dos alunos no evento foi muito gratificante. Vimos a empolgação e a desenvoltura deles ao recitarem poemas, atuarem em cena e expressarem seu conhecimento literário e talentos artisticos”, finalizou a coordenadora do curso de inglês, Professora Lisiane Ribeiro Caminha Vilanova.

 

UESPI destaca impacto dos programas PIBID e Residência Pedagógica na educação pública do Piauí

Por: Danilo Kelvin

Na manhã desta quarta-feira, 24 de abril, o auditório do NEAD foi palco do evento “Perspectiva PIBID/RP/UESPI: Ações e Impactos na Educação Pública do Piauí”. Na ocasião, a Universidade Estadual do Piauí (UESPI) reuniu educadores, coordenadores e alunos para discutir os resultados e impactos dos programas PIBID (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência) e Residência Pedagógica. Essas iniciativas, iniciadas em 2022, têm sido cruciais para a formação inicial de professores e para aprimorar a qualidade do ensino público no estado.

O objetivo principal desses programas é promover a inserção dos estudantes de licenciatura nas escolas de educação básica, permitindo que eles vivenciem o ambiente escolar desde cedo, contribuindo assim para uma formação mais completa e alinhada com as demandas reais da sala de aula.

Durante 18 meses de atividades intensas, os participantes dos programas PIBID e Residência Pedagógica desenvolveram diversas ações educacionais em nove municípios do Piauí. Metodologias ativas, projetos integradores e abordagens de temas como respeito às diferenças culturais e sociais, descoberta de talentos, cuidados com a saúde, escrita e leitura foram implementados, demonstrando o compromisso com uma educação mais inclusiva e abrangente.

“Essa experiência foi fundamental para nossa formação. Estar presente nas escolas desde a graduação nos proporcionou uma visão real do que é ser professor e como podemos contribuir para a educação de qualidade”, destacou Ana Clara, residente Pedagógica.

A Coordenadora Institucional do PIBID na UESPI, Professora Doutora Kelly Polyana Pereira dos Santos, também enfatizou o impacto do programa, afirmando que “com mais de 1.200 alunos envolvidos entre bolsistas e voluntários, o PIBID demonstrou seu impacto significativo na formação de futuros educadores. Estamos ansiosos para continuar esse trabalho e expandir ainda mais as oportunidades para nossos estudantes”.

A Coordenadora Institucional da RP (Residência Pedagógica) na UESPI,  a Professora Doutora Kátia Magaly Pires Ricarte, destacou que “com mais de 500 alunos envolvidos ao longo desses 18 meses, a Residência Pedagógica foi uma oportunidade única para os estudantes vivenciarem a prática docente e integrarem teoria e prática de forma efetiva. Estamos orgulhosos do trabalho realizado”.

fotos: Danilo Kelvin

Ao longo desses 18 meses, foram realizado atividades muito intensas, contemplando todas as ações educacionais no “chão da escola”. “Os residentes tiveram a oportunidade de desenvolver as elaborações docentes na prática, aliando teoria e prática”, acrescentou a coordenadora de Residências Pedagógicas, Professora Kátia Magaly .

A Pró-reitora de Ensino de Graduação, Professora Mônica Gentil, expressou seu contentamento com os resultados alcançados. “É um momento de parabenizar todos os envolvidos nesse processo. Os pibidianos, os residentes, os preceptores, coordenadores e todos que contribuíram para o sucesso desses programas. Aguardamos com expectativa as próximas edições e continuaremos apoiando iniciativas que fortaleçam a formação de nossos futuros educadores.”

O Reitor da UESPI, Professor Evandro Alberto, reforçou o compromisso da instituição com a qualidade da educação no Estado: “Esses programas são essenciais para a formação de professores qualificados e para a melhoria da educação pública. Agradecemos a todos os envolvidos e reiteramos nosso compromisso em continuar investindo em iniciativas que promovam a excelência no ensino.”

Ao todo, mais de 1700 alunos estiveram envolvidos nos programas e isso demonstrou o alcance e a relevância dessas iniciativas para a comunidade acadêmica e escolar.

O evento, que contou com transmissão pelo Canal Educação, representou um momento de reflexão e celebração dos avanços alcançados até o momento. A UESPI reafirma seu compromisso com a formação de professores qualificados e com a melhoria.

 

UESPI sediará o I Congresso Nacional de Letramentos – COLES

Por Clara Monte 

Nos dias 16, 17 e 18 de outubro, a Universidade Estadual do Piauí (UESPI) sediará o I Congresso Nacional de Letramentos – COLES.  A iniciativa visa ser o ponto de encontro para estudantes, pesquisadores e professores de todos os níveis educacionais do Brasil na promoção de um espaço de troca rica e diversificada de experiências e saberes.

O projeto tem como foco promover a integração entre comunidades acadêmicas de diversas regiões do país, disseminando conhecimentos atuais e relevantes sobre os estudos de gêneros e letramentos. Além de fomentar discussões sobre práticas inovadoras de leitura e produção textual, incentivando a pesquisa e a produção científica na área.

A UESPI, por meio do Laboratório de Leitura e Escrita Acadêmica – LEIA e do Programa de Pós-graduação em Letras – PPGL serão os protagonistas do evento, assumindo toda a organização. De acordo com Professora organizadora, Bárbara Melo, há docentes da UESPI envolvidos nas diversas modalidades de participação, além da contribuição com a expertise de seus professores, alunos e técnicos, bem como aspectos relativos ao apoio material necessário para o evento.

“É um momento impactante para a UESPI sediar este evento que, na sua primeira edição, acontecerá em nossa instituição. O evento tem eixos temáticos atuais e necessários para educação superior e básica.  Esses temas incluem o contexto da literatura, das tecnologias e da inteligência artificial, bem como a formação de professores e o papel dos espaços não institucionais no processo de letramento.”

As inscrições para o evento iniciarão ainda no mês de maio e será divulgado pelo site da instituição e do próprio evento.

Convidados confirmados nas diferentes regiões do Brasil

 

Região nordeste

  • Dr. Benedito Gomes Bezerra (UPE/UNICAP) – estado de Pernambuco.
  • Drª. Amanda Cavalcante de Oliveira Lêdo (UPE) – estado de Pernambuco.
  • Drª. Iveuta de Abreu Lopes Prado (UFPI) – estado do Piauí.
  • Dr. Francisco Alves Filho (UFPI) – estado do Piauí.
  • Dr. José Ribamar Lopes Batista Júnior (UFPI) – estado do Piauí.
  • Dr. Héberton Mendes Cassiano (UFRN) – estado do Rio Grande do Norte.
  • Drª. Raquel Meister Ko Freitag (UFS) – estado de Sergipe.

Região norte

  • Dr. Wagner Rodrigues Silva (UFT) – estado do Tocantins.
  • Dr. Francisco Neto Pereira Pinto (UFNT/Araguaína) – estado do Tocantins

Região sudeste

  • Drª. Tânia Guedes Magalhães (UFJF) – estado de Minas Gerais.
  • Drª. Eliane Gouvêa Lousada (USP) – estado de São Paulo.
  • Drª. Eliana Lucia Madureira Yunes (UFRJ) – estado do Rio de Janeiro.
  • Drª. Ana Elisa Ribeiro (CEFET/MG) – estado de Minas Gerais.

Região sul

  • Drª. Vera Lúcia Lopes Cristóvão (UEL) – estado do Paraná.

 

Além destes já confirmados, outros distinguidos acadêmicos contribuirão com suas valiosas perspectivas e pesquisas.

Divulgação: Piauí sediará conferência internacional de energias renováveis em junho

Divulgação ICIMA

O Estado do Piauí dará um importante passo rumo às discussões que envolvem a transição energética. Isto porque entre os dias 03 e 05 de junho de 2024 acontece em Teresina, a Conferência Internacional de Tecnologias das Energias Renováveis – CITER. A conferência foi lançada nesta quinta-feira (18), em solenidade no Palácio de Karnak, sede do governo do Estado do Piauí.

A CITER será múltipla e contará com 45 grandes painéis de discussões à nível local, regional e internacional. O evento é correalizado pelo Instituto de Cooperação Internacional para o Meio Ambiente – ICIMA, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e Governo do Estado através da Agência de Atração de Investimentos Estratégicos do Piauí (Investe Piauí), que assinaram o memorando de entendimento comprometendo-nos com uma transição energética justa e sustentável.

Entre os dias 03 e 05 de junho, no Centro de Convenções de Teresina, será realizada a CITER.

O Representante Residente do PNUD no Brasil, Claudio Providas, destacou durante o lançamento a grandiosidade que a CITER representa para as discussões sobre as mais recentes tecnologias e inovações, com ênfase especial no papel do hidrogênio verde na transição energética global. “Piauí está tomando uma liderança muito importante com esta conferência. O hidrogênio verde se apresenta no mundo inteiro como uma promessa de um recurso muito mais sustentável e que pode gerar os empregos. Todo o nosso apoio para garantir que esta conferência, que é a primeira, seja um êxito mundial e traga resultados para todas as instituições que estarão presentes e para todos a população do estado do Piauí”, destacou Providas.

O governador Rafael Fonteles foi enfático em sua fala durante a solenidade. “O Piauí tem plena de condições de está na vanguarda. Não tenho dúvidas que Teresina será a capital do futuro. Eventos como a CITER corroboram com tudo que estamos construindo. A vocação do Piauí para a transição energética é mais do que óbvia. Temos que trazer isso para a realidade para a transformar a vida do nosso povo”, frisou o governador.
Hoje, o Piauí possui um dos maiores projetos de hidrogênio verde no mundo. São investimentos do Governo do Estado e Companhias Europeias na ordem de R$ 200 bilhões ao longo dos próximos 10 anos, com geração de mais de 20 mil empregos em diversos projetos. Serão mais de 20GW de potência gerados. “A CITER é uma conferência para o mundo, mas que os benefícios dela estarão acontecendo aqui e, com certeza, serão muito bem aproveitadas pelas nossas universidades, empresas e pelo Governo do Estado”, completou Rafael Fonteles. Piauí sediará conferência internacional de energias renováveis em junho.

A Investe Piauí é a pasta responsável pelas ações do governo do Estado do Piauí com foco nessa transição energética. “Será um momento importante para propiciar a apresentação do maior evento relacionado a energias renováveis, hidrogênio verde e meio ambiente que ocorrerá no Piauí, e contará com a presença de diversos agentes e representantes de todo o país e do exterior. Será um evento de importantes discussões sobre o tema e as grandes oportunidades que o Piauí tem nessas áreas específicas”, falou o vice-presidente de Energias Renováveis e Hidrogênio Verde da Investe Piauí, Ricardo Castelo.

A presidente da ICIMA, Ana Paula Rodrigues, ressaltou que a realização dessa conferência em Teresina é fundamental, pois está alinhada com os objetivos do Governo do Estado de abrir o Piauí para o mundo. Além disso, o evento é uma oportunidade de debater sobre importância dos
Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU e as metas do Acordo de Paris.

“A CITER é grandiosa em vários aspectos. Destaco aqui os 45 painéis que trarão palestrantes e personalidades do mundo inteiro e do Brasil para enriquecer o debate. Vamos ter essa liberdade de ir além das fronteiras do Brasil a fim de promover a conscientização global sobre a importância
das energias renováveis, uma solução viável para necessidade de um enfrentamento das mudanças climáticas. Adianto aqui a solicitação do governador Rafael Fonteles em fazer um painel exclusivo sobre Hidrogênio Verde para iniciante”, destacou Ana Paula Rodrigues.

Sobre o evento:

A Conferência pretende também elevar a consciência da sociedade sobre as consequências do avanço das mudanças climáticas e debater sobre importância dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 das Nações Unidas e as metas do Acordo de Paris. A CITER acontecerá entre os dias 03 e 05 de junho, no Centro de Convenções de Teresina, em formato híbrido e gratuito com palestrantes internacionais e nacionais e contará com mais de painéis temáticos simultâneos, exposições, troca de experiências, atividades culturais, acesso à ciência, entre outras atividades. O evento é gratuito. As inscrições iniciam em breve no site oficial do evento: www.citer.com.br.