Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h

Em parceria com TJ-PI, UESPI recebeu mutirão da Justiça Itinerante

Por João Fernandes

Conciliando cidadania e acessibilidade, na última semana a Universidade Estadual do Piauí (UESPI) e o Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) se uniram para levar ao Campus Clóvis Moura, em Teresina, mais uma ação da Justiça Itinerante. A iniciativa tem como objetivo aproximar a população do Poder Judiciário e facilitar o exercício da cidadania.

A ação contou com serviços de várias áreas ligadas à cidadania, além de orientações jurídicas. Os atendimentos oferecidos pela justiça Itinerante são voltados para atendimentos de natureza consensuais, como divórcios, ratificação de registros de nascimento e casamentos, homologação de acordo de pensão alimentícia, segunda via de registro civil, além de serviços de saúde e beleza.

O evento cidadão ainda contou com a presença da Defensoria Pública ofertando serviços de orientação Jurídicas.

O evento cidadão ainda contou com a presença da Defensoria Pública ofertando serviços de orientação Jurídicas.

Roberta Sampaio, analista judiciária e membro da Justiça Itinerante, expressou sua satisfação ao promover a ação cidadã no Campus Clóvis Moura e explicou como as ações foram desenvolvidas.

“Foi uma jornada bastante proveitosa. Na UESPI, foi possível atender a população que mais necessita dos serviços da justiça itinerante, como por exemplo: peticionando, através da defensoria pública do estado, bem como proporcionando os serviços dos parceiros, informações sobre os serviços do SEBRAE, Junta Militar, entre outros”, contou a analista. Segundo o TJ-PI, ao longo da semana, foram 905 atendimentos, com 275 orientações jurídicas realizadas e 197 emissões de segunda via de registro civil.

Para a Profa. Simonelly Melo, diretora do campus, ação reforça a importância da parceria entre a Universidade e o TJ-PI em prol do bem comum. “Para além do ensino, graduação e extensão. De forma organizada e compartilhada a UESPI ofereceu mais um serviço a população, isso mostra o quanto a Universidade também está preocupada com o aspecto social da sua comunidade, cooperando na universalização do direito de acesso à justiça”.

Campus Clóvis Moura recebe Justiça Itinerante até o dia 25/11

Por Giovana Andrade

O campus Clóvis Moura da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) em parceria com o Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) cede espaço para a Justiça Itinerante.

O projeto oferece serviços, como divórcio consensual, retificação de registro civil de nascimento, casamento e óbito, homologação de acordo de pensão alimentícia, restauração de assento de nascimento, reconhecimento e dissolução de união estável, suprimento/justificação de óbito, realização de exame de DNA, solicitação da primeira e segunda via do RG (gratuito) , segunda via do registro civil (somente de Teresina), serviços de saúde e beleza, além de outras ações de natureza consensuais.

A Diretora do campus, Profa. Simonelly Melo, relata que a parceria foi firmada desde de junho deste ano e que espaços do campus foram disponibilizado para a ação. ” Disponibilizamos nosso auditório, sala de vídeo, laboratório para os atendimentos que começaram segunda-feira e irão até sexta-feira”.

Os atendimentos são gratuitos e direcionados para a comunidade. Essa justiça móvel, que leva os serviços prestados pelo Poder Judiciário aos lugares menos acessíveis e às pessoas mais carentes, coloca em evidência o princípio da cooperação das instâncias administrativa e judicial na concretização e na universalização do direito de acesso à justiça.

Atendimento:

Os atendimentos no campus Clóvis Moura começou no dia 21 e seguirá até o dia 25 de novembro a partir de 8h,  através de distribuição de senhas.

 

Campus Clóvis Moura: Alunos de Pedagogia produzem e doam material didático para escola municipal

Por Vitor Manoel

Alunos do 4º Bloco do curso de Pedagogia da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), do campus Clóvis Moura em Teresina produzem material didático com temas educacionais para doação na escola CMEI José Maria Arcoverde, localizada no bairro Dirceu.

A ação contou com o uso de fantoches

A atividade faz parte do programa da disciplina Educação Infantil com o tema voltado a inclusão na Educação Infantil, contendo diversas atividades como a visita à escola, leituras de textos sobre o tema, seminários, além da produção do material.

A professora Ana Célia de Sousa Santos, ministrante da disciplina destaca principais assuntos presentes no projeto: “Os alunos e alunas produziram material didático que possibilita o trabalho dos temas: relações de gênero, relações étnicos-raciais, questões indígenas e religiosa e o crianças com necessidades educacionais especiais”.

Alunos durante a apresentação do projeto

Os estudantes de Pedagogia receberam cinco temas diferentes para podermos desenvolver o material didático, no qual o principal objetivo foi criar um material com o intuito de falar sobre a inclusão, respeito as diversidades, de uma maneira simples e divertida para as crianças.

Bernardo Oliveira, aluno do curso e um dos colaboradores no projeto ressaltou a importância essa ação porque, segundo ele, a maioria das escolas não falam sobre esses temas ou não conseguem consegue desenvolve-los em seu dia a dia.

“Sendo um material fácil de entendimento e manuseio, acredito que podemos mudar essa situação. Podendo assim, desenvolver esses temas como diversidade, religião, crianças com necessidades especiais, de uma maneira em que elas vão poder compreender sem julgamentos, que muitas vezes são desenvolvidas pelas suas famílias. Eu sendo um estudante de Pedagogia, me alegro de ter tido essa possibilidade em minha vida”, enfatiza o discente.

Confira mais imagens da ação:

Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia da UESPI

O Pedagogo trabalha como professor em creches e em instituições de ensino que oferecem cursos de Educação Infantil e Fundamental; podendo atuar ainda como gestor de processos educativos de sistemas e de instituições de ensino; em editoras e 38 em órgãos públicos e privados que produzem e avaliam programas e materiais didáticos para o ensino presencial e a distância. Além disso, atua em espaços de educação não formal, como organizações não-governamentais, hospitais, asilos, movimentos sociais, associações e clubes; em empresas que demandem sua formação específica e em instituições que desenvolvem pesquisas educacionais.

Comemoração dos 20 anos do curso de Ciências Contábeis do Campus Clóvis Moura acontece entre os dias 25 até 29 de abril

Por Vitor Manoel

O curso de Ciências Contábeis do Campus Clóvis Moura (CCM) da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) promove um evento comemorativo em homenagem aos 20 anos do curso na instituição. Serão três dias de palestras com egressos, diretores, professores e membros de outras organizações ligadas ao setor de contabilidade. A ação vai acontecer sempre no período noturno no auditório Goethe Sandes, localizado no campus, a partir de 18:30 nos dias 25,26 e 27 de abril.

A abertura da palestra irá contar com a presença da diretora do CCM Simonelly Melo e da coordenadora Betima Brito, que irão destacar a história do campus, as origens, a evolução do local desde o início até os dias atuais, além da ênfase ao curso Ciências Contábeis e todas as suas questões estruturais. Serão destacadas falas sobre as possibilidades na carreira do contador, os portais da transparência como instrumento de cidadania, o novo cenário da contabilidade pública, padronização de normas e uso da tecnologia, o controle externo exercido pelos Tribunais de Contas. O reitor professor doutor Evandro Alberto estará presente e prestigiando o evento.

Para o professor do curso Lucidio Primo, professor do curso a 20 anos e pró-reitor de Finanças (PROPLAN) da UESPI, a ação vai ser uma grande oportunidade para alunos calouros do curso e para toda a comunidade interna do campus, pois contará com a experiência de egressos e de profissionais que atuam nas instituições do setor.

“Vamos aproveitar a data do dia do Contador no dia 25 para essa comemoração. O curso de Ciências Contábeis do Clóvis Moura se situa em uma região forte, em um local onde se tem um comércio extremamente desenvolvido e lá se encontram alguns escritórios de contabilidade e dentre eles de alguns egressos do nosso curso na área de auditoria, na área de controle, inclusive na área docente da própria Uespi e de outras instituições públicas  e privadas”.

O evento estará disponível para a comunidade interna e externa (egressos do curso) no auditório do Campus Clóvis Moura. Confira a programação: