Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h

PREX promove a “Calourada da PREX” para receber os novos uespianos

Por Giovana Andrade

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI), por meio da Pró-Reitoria de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários (PREX), promove a “Calourada da PREX”,  que acontece no dia 05 de setembro às 8:30h, de formal virtual, através do Canal do do Youtube oficial da PREX.

O objetivo do evento é acolher os novos integrantes da UESPI e ao mesmo tempo esclarecer dúvidas sobre bolsas, programas, cursos de línguas e auxílios assistências ofertadas pela Universidade. Que por vezes passam despercebidos pela falta de conhecimento da comunidade acadêmica.

A pró-reitora de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários (PREX), professora Ivoneide Alencar, convida a todos para participar desse momento e destaca que este foi pensado a partir de duvidas pontuais de alguns cursos. ” Esse evento será para calouros, veteranos, professores, coordenadores, diretores e para todos aqueles que desejam sanar suas duvidas. E dizer que nós estamos a disposição para apresentar a Pró-Reitoria de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários no que diz a respeito a aos seus três departamentos o DPPE , DL e o DAEC”.

Acompanhe através do link: https://www.youtube.com/watch?v=aKjEQrgFUcY

 

UESPI vai ofertar Mestrado em Educação Física

Por Giovana Andrade

Novas oportunidades! A Universidade Estadual do Piauí, irá ofertar uma mestrado na área de Educação Física. O curso tem por objetivo geral a formação de professores em nível de mestrado profissional em Educação Física, com área de concentração em Educação Física Escolar. Além de  contribuir para uma qualificação ampla do ensino de Educação Física na escola básica, indo desde um aprimoramento no processo de formação continuada de professores até mudanças efetivas da prática em sala de aula.

O Professor e Coordenador do curso de educação física do campus de Floriano, José Carlos, destaca que a Uespi avança em oferecer pós graduação stricto sensu, em  Educação Física. “A Uespi passa na frente em relação ao oferecimento de mestrado em educação física no estado do Piauí, sendo polo de Programa Nacional oferecido em rede, ampliando a oferta de Pós Graduação. Ano passado concorremos a vaga no edital 2021 e em 2022 fomos aprovados e para 2023 estamos oferecendo 10 vagas com titulo de mestrado em educação física na linha de educação física escolar”.

A previsão de lançamento do edital é para o dia 18 deste mês.

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO:

Educação Física Escolar

Linha de Pesquisa

Linha 1 – Educação Física na Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental

Linha 2 – Educação Física nos Anos Finais do Ensino Fundamental

Linha 3 – Educação Física no Ensino Médio

PROEF:

O Mestrado Profissional em Educação Física – PROEF é um conjunto integrado de Instituições Associadas de modo que cada uma delas garantirá o funcionamento do programa seguindo a concepção em rede nacional. O programa de Mestrado Profissional em Educação Física em Rede Nacional – PROEF é um curso presencial, no modelo híbrido com oferta nacional, realizado por uma rede de Instituições de Ensino Superior associadas no contexto do Programa de Mestrado Profissional para Professores da Educação Básica ( PROEB), da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior)

INFORMAÇÕES:

Contato na Coordenação do Programa ProEF-UESPI: (86)    99433-8986

E-mail:  proef@prop.uespi.br

Coordenador: Prof. Dr. José Carlos de Sousa

Alunos e egressos de enfermagem participam do VI Simpósio Brasileiro de Estomoterapia Norte-Nordeste

Por Giovana Andrade

Alunos, egressos e coordenadora da Especialização em Estomaterapia da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), participaram do VI Simpósio Brasileiro de Estomoterapia Norte-Nordeste, realizado no Gran Hotel Stella Maris, em Salvador nos dia 24 a 26 de setembro.

O Simpósio Brasileiro de Estomaterapia Norte-Nordeste é um evento anual, com duração de 2 dias, que acontece na região norte-nordeste com o objetivo de difundir o conhecimento na área de estomias, feridas, incontinências para profissionais de saúde de diferentes regiões do país. O tema central desse ano foi empreendedorismo na estomoterapia.

A coordenadora de Pós-graduação em estomoterapia ,Prof. Dra. Sandra Marina, destaca que foi um encontro de 30 anos da Sociedade Brasileira de Estomoterapia (SOBEST), da qual é membro da diretoria.

” No evento participaram em torno de 29 alunos da UESPI alguns de forma presencial e outros no formato online, pois o evento era hibrido. Esse encontro é de grande importância pois trata das novas tecnologias e nós que trabalhamos prestando assistência precisamos sempre está por dentro. Além disso é fundamental para os alunos essa integração com os pesquisadores de renomes nacionais”.

Comemoração dos 30 anos

Diretoria da Associação Brasileira de Estomaterapia (SOBEST)

Ela ainda ressalta um momento histórico no evento. ” Antigamente tínhamos 15 seções na sociedade e era uma meta antiga que nós tivéssemos a seção Piauí. O pré- requisito pra se ter uma sessão Piauí é que a pessoa que fez a especialização seja titulada pela sociedade, até então eu era a única titulada,  e nesse ano com muito orgulho a nossa egressa Raquel Santos foi titulada e conseguiu abrir a seção Piauí, com isso, teremos muitas atividades e  na próxima semana já vamos ter reunião para que tenhamos muitos eventos científicos e capacitações”.

Raquel Santos, egressa da primeira turma de Estomaterapia da UESPI, conta como foi o processo para conseguir o titulo. “Em julho de 2022, recebi presencialmente no Congresso Paulista de Estomaterapia. E agora em agosto reunimos os estomaterapeutas que tinham critérios para fazer a composição, enviamos a documentação solicitada para sede da SOBEST em São Paulo e no dia 25 de setembro foi a abertura da sessão e foi aprovada por unanimidade em assembleia. Eu fui eleita presidente da seção SOBEST PI juntamente com um time de egressos. Josiane Santos, Secretaria da seção, Elaine Carininy e Sheyla Gomes integrantes da Comissão cientifica “.

Egressa Raquel Santos

Edimária Carvalho, egressa também do curso de enfermagem, participou do evento e salienta que desde acadêmica foi estimulada pela professora e orientadora Sandra Marina a participar de eventos como esse.” O VI Simpósio de Estomaterapia que ocorreu em Salvador, foi um momento de muita agregação. No sentido de conhecer as últimas tecnologias disponíveis na área, conhecer pessoas de todos os estados e as grandes referências da especialidade no Brasil. Tive a oportunidade também de submeter meu trabalho de conclusão de curso, pra apresentação na modalidade e-pôster. Um momento único, que não tem preço”.

Edimária Carvalho ao lado da Professora Sandra Marina

Trabalho apresentado pela Edimária Carvalho e colegas

Juliana Nascimento, aluna do nono período de enfermagem, na oportunidade mandou seu trabalho pela orientadora para que fosse apresentado, o tema foi USO DA TERAPIA FOTODINÂMICA EM FERIDA COMPLEXA: estudo de caso.”O tema apresentado em nosso trabalho foi resultado de uma iniciação científica e esteve relacionado a terapia fotodinamica em uma ferida complexa atendida em um hospital público. Tratamento esse que foi super eficaz, visto que anteriormente a paciente tinha indicação de amputação e após a realização da terapia fotodinâmica e dos curativos a ferida cicatrizou”.

Trabalho feito por  Juliana Nascimento e colegas de turma

 

 

 

 

Lançamento do Programa conecta ENADE acontece nesta quinta-feira (29)

Por Giovana Andrade

O lançamento do programa Conecta Enade para os campis da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) acontece no dia 29 de setembro, às 9h de forma virtual, com transmissão pelo canal do Youtube da Uespioficial.

O objetivo do evento é lançar para toda a comunidade acadêmica o programa. O Conecta ENADE é uma  proposta da reitoria da Uespi que visa a atender os ciclos do Enade e ao Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), de modo permanente.

Participarão do evento coordenadores de cursos, diretores, alunos concluintes que farão o Enade e professores da UESPI. Um total de 900 pessoas.

A Prof. Márcia Edilene, da comissão organizadora do evento, destaca que a UESPI planejou diversas ações extensionistas com o intuito de formar o concluinte para a participação e desempenho satisfatório no Enade e também professores da IES que atuarão no processo de formação dos concluintes.

“Essas ações se realizarão no formato de oficinas, workshops, seminários, palestras, debates, rodas de conversa e outras modalidades, nas quais serão enfocados temas como: UESPI e Enade, estrutura da prova do Enade, questões do Enade de cunho geral e específico, conteúdos específicos de cada curso, plataforma UESPI, metodologias ativas, formação docente e currículo, além da ênfase nos indicadores da Educação Superior (SINAES) na UESPI”.

ENADE 

O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) avalia o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos, o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da formação geral e profissional, e o nível de atualização dos estudantes com relação à realidade brasileira e mundial.

O Enade 2022 será realizado no dia 27 de novembro. Na UESPI, os estudantes avaliados serão dos cursos de bacharelados, a seguir: Direito, Administração, Ciências Contábeis, Jornalismo, Turismo e Psicologia, totalizando de 819 alunos.

O processo de avaliação leva em consideração aspectos como ensino, pesquisa, extensão, responsabilidade social, gestão da instituição e corpo docente. Entre os principais critérios que compõe o programa está o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE), que corresponde a 70% da nota da Universidade, e nesse sentido a UESPI promove o lançamento do Programa Conecta Enade, de caráter permanente e que tem como principal objetivo fomentar a cultura do exame dentro da Instituição.

EQUIPE

O Conecta  Enade é um programa constituído de três componentes: equipe técnica (responsável pelas informações sobre o Enade e o SINAES); equipe de Língua Portuguesa (responsável pelas informações sobre a estrutura da prova do Enade – características do item, tipos de itens, gabaritos e distratores – e desenvolvimento de estratégias de leitura, interpretação e produção textual) e equipe pedagógica (responsável pelas informações dos conteúdos específicos de cada curso).

TÉCNICA:

Paulo Henrique da Costa Pinheiro

Maria Rosario de Fatima Ferreira Batista

Tales Antão de Alencar Carvalho

Mônica Maria Feitosa Braga Gentil

Márcia Edlene Mauriz Lima

LÍNGUA PORTUGUESA:

Márcia Edlene Mauriz Lima

Shirlei Marly Alves

Tarcilane Fernandes da Silva

Francisco Renato Lima

Thiago de Sousa Amorim

EQUIPE PEDAGÓGICA:

Docentes dos cursos avaliados

Acontece entre os dias 13 a 16 de outubro a V Semana de História e I Simpósio Regional do PROFHISTÓRIA da UESPI

Por Giovana Andrade

Acontece entre os dias 13 a 16 de outubro a V Semana de História e o I Simpósio Regional do PROFHISTÓRIA da UESPI com temática “Ensino de História e Direitos Humanos” organizada pelo Curso de Mestrado Profissional em Ensino de História (PROFHISTÓRIA) e o Curso de Licenciatura Plena em História, da Universidade Estadual do Piauí (UESPI).

O evento será realizado no campus da UESPI em Parnaíba de modo presencial, com conferências, mesas-redondas, grupos de trabalho, minicursos, atividades culturais, visitas técnicas, lançamentos de livros e autoavaliação junto aos alunos e professores. A realização objetiva o aprofundamento da integração e da divulgação das atividades realizadas no âmbito do Mestrado Profissional em Ensino de história da UESPI/Parnaíba em âmbito local e regional.

Para Danilo Bezerra, coordenador do ProfHistória da UESPI, o Simpósio oferta aos participantes uma formação crítica e atualizada relativa ao ensino de história e aos direitos humanos, de modo que esse saber possa ser instrumentalizado na vida cotidiana, na atuação em sala de aula e nas pesquisas acadêmicas.

“A importância dos temas debatidos vai ao encontro das demandas do tempo presente na medida em que os Direitos Humanos são um tema candente no debate social contemporâneo. Do mesmo modo, além de fornecer uma discussão qualificação para discentes em formação buscamos atrair um público maior e que está além dos muros da universidade. Nesse sentido, as discussões têm condições de percorrer caminhos diversos na sociedade piauiense: do discente em formação à professora que está em sala de aula; do professor que busca uma ampliação dos seus horizontes de conhecimento às lideranças sociais locais que têm empreendido um trabalho de longa data na defesa dos Direitos Humanos de população vulnerabilizadas”. finaliza.

As inscrições já estão abertas e os interessados podem se inscrever de forma on-line através do site do evento.

Cronograma do evento:

Até 31/08: Envio das propostas de Minicursos (MC)

Até 10/09: Divulgação do resultado das avaliações das propostas de minicurso enviadas

Até 10/09: Inscrição e Envio dos trabalhos a serem apresentados nos GTs.

Até 25/09: Divulgação dos trabalhos aprovados e programação completa dos GTs.

Até 10/10: Inscrições nos minicursos

Até 13/10: Inscrições de ouvintes

Link para inscrições: https://www.even3.com.br/isrdpu2022/

PROFHISTÓRIA

O ProfHistória é um programa de pós-graduação stricto sensu reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) do Ministério da Educação (MEC), oferecimento em Rede Nacional. Liderado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o Programa tem como objetivo proporcionar formação continuada aos docentes de História da Educação Básica, com o objetivo de dar qualificação certificada para o exercício da profissão, contribuindo para a melhoria da qualidade do ensino.

Grupo de teatro da UESPI convida a todos para a Sexta Cultural no dia 30 de setembro

Por Giovana Andrade

O Grupo de Teatro Kahuahan da Universidade Estadual do Piauí (UESPI)  apresenta Projeto Sexta Cultural no dia 30 de setembro com o espetáculo “O que te escrevo é de puro corpo inteiro” de Nathan souza e direção Wellington Júnior. A apresentação acontece às 18h no Laboratório de artes da UESPI. O evento será gratuito e aberto ao público.

O espetáculo leva à cena um professor de Literatura, escritor, ator que decide passar a limpo a sua história de vida, fazendo uma reflexão sobre sua relação dialógica com os seus alunos, seus leitores, seu púbico, consigo e suas relações afetivas.

O Diretor do grupo de Teatro, Moisés Chaves ,destaca que o espetáculo propicia ao espectador um mergulho fundo em sua alma, o que vem arrebatando o público que, impactado pela potência do espetáculo, tem manifestado seus olhares críticos acerca da montagem.

“Depois  de quase três anos parados estamos retornando fazendo está edição especial B-R-O BRÓ que é setembro, outubro e novembro. o primeiro espetáculo apresentado será  ‘o que te escrevo é puro de corpo inteiro’ de Nathan Souza e direção Wellington Júnior e com a atuação do nosso queridíssimo ator Vitorino Rodrigues”.

a montagem é comemorativa de 25 anos de teatro do ator Vitorino Rodrigues e é parte de sua pesquisa sobre a transposição do texto literário para a cena teatral e resultou em seu projeto de mestrado. O ator, com a montagem de “O que te escrevo é puro corpo inteiro”, completa sua tetralogia da memória (17 minutos antes de você, Sol sanguíneo, Depois do fim).

A entrada para a atração será gratuita e aberta para toda a comunidade acadêmica e em geral.

Campus de Parnaíba: UESPI assina convênio com empresa especializada em tecnologia

Por Giovana Andrade

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI), campus de Parnaíba,  realiza cerimônia para assinatura de convênio com a  EXA Tecnologia,  no dia 23 de setembro, no Auditório do campus Prof. Alexandre Alves de Oliveira.

O Diretor do campus, Prof. Eyder Rios, destaca que a nova parceria irá possibilitar vagas de estágios para alunos do curso de Ciência da Computação. “Temos um curso com uma comunidade muito atuante e essa parceria vai trazer mais prática aos nossos discentes. Não vamos ficar somente com estágios. No futuro breve, a UESPI também irá promover cursos de qualificação na área de tecnologia”, afirmou.

A Profª Ma. Hilziane Brito, diretora do Departamento de Assuntos Estudantis e Comunitários (DAEC), afirma que a UESPI sempre tem abraçado todas as oportunidades de parcerias que viabilizam a abertura de processos seletivos para estágio aos nossos discentes. “Diante da notícia de que a EXA tecnologia tem interesse em firmar convênio com nossa instituição de ensino, para oportunizar estágio aos nossos discentes do Curso de Ciências da Computação, muito nos alegramos, pois temos discentes bastante eficientes e que merecem essa abertura do mercado de trabalho, principalmente por iniciativa das empresas”, pontua.

Ressalta ainda que a aproximação das empresas junto à universidade, permite que professores(as) e alunos(as) lidem com problemas do mundo real, auxiliando-os e preparando-os esses alunos para lidar com situações que serão enfrentados por eles quando se inserirem no mercado de trabalho.

“Esse contato entre aluno e empresa também permite a identificação prematura de talentos para recrutamento futuro. Parcerias entre empresas e o mundo acadêmico permitem o crescimento do país, é um tipo de relacionamento que deveria ser algo corriqueiro. Parcerias como esta proporcionam benefícios para a empresa e para a universidade”.

 

 

 

Quarta convocação da lista de espera do SISU 2022.1: saiba como realizar sua Matrícula Institucional

Nesta quarta-feira(14), a Universidade Estadual do Piauí (UESPI) divulgou a 4ª (QUARTA) convocação da Lista de Espera. O prazo para realizar a Matrícula Institucional se estende de 15 a 19 de setembro, através do sistema da Pró-reitoria de Ensino e Graduação (SIGPREG) no campo “Solicitar Matrícula”.

Os documentos solicitados devem ser digitalizados em formato PDF (com tamanho máximo de 2MB). Sendo de total responsabilidade do candidato assegurar que as informações dos documentos enviados estão legíveis. Caso constatada qualquer irregularidade nas declarações e na documentação submetida pelo (a) candidato (a) no ato da inscrição ao Sisu e/ou no ato da Matrícula Institucional, esta resultará no cancelamento da Matrícula Institucional na UESPI.

Para realizar a Matrícula Institucional, os candidatos aprovados deverão acessar o site no período de 15 de setembro de 2022 até as 23h:59 do dia 19 de setembro, preencher os formulários eletrônicos e inserir as documentações solicitadas de acordo com a forma de concorrência do candidato (Ampla Concorrência e Ações Afirmativas AF1, AF2 e AF3).

Confira o edital

Cronograma do processo de matrícula 

Período para solicitação de Matrícula Institucional: de 15 de setembro até as 23h:59 do dia 19 de setembro;

Período de Recurso contra o resultado da solicitação de matrícula e contra o resultado da análise da Comissão de Heteroidentificação: de 15 de setembro até as 18h:00 do dia 20 de setembro;

Resultado dos Recursos da solicitação de matrícula e dos Recursos contra a análise da Comissão de Heteroidentificação: até 21 setembro.

Período de Matrícula Curricular, no Aluno On-line: 27 e 28 de setembro.

 

Docente do CFAF/UESPI é selecionado para intercâmbio nos EUA

Giovana Andrade

O Professor Raimundo Nonato Sousa, Formador institucional do Centro de Formação Antonino Freire (CFAF-UESPI) foi selecionado para participar do Programa de Desenvolvimento Profissional para Professores de Língua Inglesa nos Estados Unidos –PDPI(CAPES/FULBRIGHT).

PDPI é desenvolvido em parceria com a embaixada americana e com a Comissão Fulbright, do governo dos EUA. A iniciativa oferece a professores de língua inglesa da educação básica, em exercício na rede pública de ensino brasileira, a oportunidade de um curso intensivo de seis semanas em universidade nos Estados Unidos, com estudo e prática da língua inglesa na metodologia de ensino de inglês como língua estrangeira, bem como exposição à cultura e sociedade dos EUA.

O resultado final foi divulgado pelo CAPES com relação de 371 educadores de língua inglesa que participarão do Programa. A relação faz parte do Edital n° 30/2019, retomado pela CAPES em abril deste ano, após ficar suspenso devido a pandemia de COVID-19.

As atividades acadêmicas nos EUA estão previstas para acontecer entre 16 de janeiro e 24 de fevereiro de 2023.

O docente destaca está muito empolgado para participar do terceiro nível do programa, que é a ultima etapa de um conjunto de três, intermediário, I e II e avançado. ” Em 2013, participei do programa no nível intermediário II. Nesta etapa se estuda Metodologias de ensino em TESOL e EFL, Cultura Norte Americana por meio de seminários e viagens”.

Ele afirma ainda que esta capacitação se reveste de um significado muito particular para ele que atua como professor formador de professores de inglês, cujo público são docentes da Rede Estadual de ensino do Piauí. “Está buscando novas Metodologias, em especial as metodologias ativas, irão impactar minha prática de professor e de Formador, até porque professor Formador é algo se faz por meio das práticas e nisso, eu acredito que me ajudará a aumentar a minha capacidade de atuação em serviço”.

Programa de Desenvolvimento Profissional para Professores de Língua Inglesa nos Estados Unidos –PDPI

O programa é financiado pelo Ministério da Educação – MEC , por intermédio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES, administrado pela Comissão para o Intercâmbio Educacional entre os Estados Unidos da América e o Brasil (Comissão Fulbright), e conta ainda com o apoio do Conselho Nacional de Secretários da Educação – CONSED

 

16° Semana do Orgulho de Ser contou com discussões importantes e atrações culturais

Giovana Andrade

Encerrou nesta terça(06), a 16° Semana do Orgulho de Ser, com temática “Vote por um Brasil de cores e a gente faz um País melhor” idealizada e desenvolvida pelo Grupo Matizes com o apoio da Universidade Estadual do Piauí (UESPI).

A Semana do Orgulho de Ser é realizada pelo Grupo Matizes desde 2005 com o objetivo de levar o debate sobre direitos humanos e diversidades para um público variado formado por estudantes, professores, servidores públicos, militantes do movimento social e, especialmente, LGBT (Lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais). O movimento visa à desconstrução do preconceito e o enfrentamento da discriminação contra grupos excluídos.

Em sua programação, a Semana contou com oficinas, palestras, mostras de filmes, shows, lançamento de livros, eventos esportivos etc. Todas essas ações teve como foco a promoção de direitos de grupos discriminados, especialmente a população LGBT.

Segundo a Vice-Coordenadora do Grupo Matizes, Marinalva Santana, destaca que a avaliação sobre as ações da semana do orgulho de ser foi bastante positiva. ” A programação foi bastante variada com muitas atividades ( palestras, rodas de conversa, exibição de filme e shows), além disso destacamos algumas ações super positivas: a palestra que ocorreu na UESPI, na policia militar e a ação que o tribunal de justiça realizou no dia 06 de setembro ( assinatura da carta de compromisso de enfrentamento à LGBTfobia em nosso estado)”.

Ela afirma ainda que a parada realizada no encerramento com o show de Daniela Mercury cumpriu com todas as expectativas. ” Foi muito bom, teve muita alegria , irreverência e um grito que unia todas as pessoas: a defesa da democracia”.

Jhonatan Rony, participou de toda a programação do evento, ele explica que a semana do orgulho de ser serviu para conscientizar a população. “Essa semana foi riquíssima, abordou diversos temas importantes para termos um Brasil com direito iguais para todos, com mais respeito, amor, afeto e solidariedade, independente da opção sexual, raça, gênero, cor e religião de cada pessoa”.

 

Os programas de Pós-Graduação em Letras e Química da Universidade Estadual do Piauí são contemplados com edital da CAPES

Por Giovana Andrade

Os Programas de Pós-Graduação em Letras e Química da Universidade Estadual do Piauí ( UESPI) foram contemplados no Edital da CAPES nº 16/2022 intitulado Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) – Pós -doutorado -Estratégico. Esta ação apoia os PPGS stricto sensu acadêmicos “em consolidação” que tenham permanecido com nota igual ou inferior a 4, consecutivamente, nos últimos 2 (dois) ciclos de avaliação.

O professor e coordenador do programa de Pós-Graduação em Letras Franklin Oliveira, destaca que este edital é muito importante para o Programa e para a UESPI pois com ele, além da captação de recursos para o Programa, há a captação de recém-doutores que irão colaborar, por meio de estágio pós-doutoral, com as atividades desenvolvidas no curso de Mestrado em Letras.

“Pretendemos planejar e executar atividades em que cada supervisor das Linhas de pesquisa específicas irá supervisionar os jovens doutores em atividades acadêmicas de ensino, pesquisa e extensão, em parceria com outros Programas de Pós-graduação, como também cada supervisor se encarregará de inserir os pós-doutorandos nas suas ações desenvolvidas. Uma dessas ações envolve a atuação em grupos de pesquisa nacionais com participação de integrantes estrangeiros, bem como com grupos internacionais”. afirma o prof. Franklin Oliveira, coordenador do PPGL.

Afirma, ainda, que com a aprovação desta proposta acontece um fortalecimento do programa de Pós-graduação, que hoje está em crescente processo de consolidação. O resultado esperado é a ampliação da cooperação acadêmica e, com isso, aumentar a visibilidade do programa.

“Além desses resultados, pretendemos fomentar atividades de extensão tais como: promoção de cursos, seminários, palestras, eventos; convênio ativo e/ou acordo de cooperação e/ou prestação de serviço e/ou desenvolvimento de pesquisa entre o programa e o setor público. Promover ações e propostas científicas e educacionais inovadoras e nucleações voltadas à melhoria dos níveis de ensino básico e superior, como também a programação de atividades destinadas ao fortalecimento dos grupos de pesquisa existentes na UESPI, especialmente aqueles ligados ao Programa de Pós-graduação em Letras”, enfatiza.

O professor e coordenador do programa de Pós-Graduação de Química Geraldo Luz, explica que é importante o recebimento desses novos estagiários. “Ressaltamos a importância desses estagiários por dois fatores: uma mão de obra já qualificada por serem doutores e faz com que aumente a produção cientifica e tecnológica do programa, além disso, um dos quesitos de recomendação dos programa pela CAPES é ter orientações ou coordenações de estagiário de pós-doutorandos”, conclui.

Confira o edital:

https://www.gov.br/capes/pt-br/centrais-de-conteudo/resultados-dos-editais/25082022_Edital_1783510_SEI_CAPES___1781563___Edital_16_22.pdf

Servidores e colaboradores participam da palestra sobre Mecanismos Institucionais de Combate à Discriminação

Por Giovana Andrade

Universidade Estadual do Piauí (UESPI) promoveu, nessa terça-feira (30), uma palestra com o tema “Mecanismo Institucionais de Combate à Discriminação”, no auditório do Palácio Pirajá, campus Poeta Torquato Neto.

A palestra é uma iniciativa do Programa Estadual Pró-Equidade de Gênero, Raça e Diversidade, coordenado pela Coordenadoria Estadual de Políticas para Mulheres (CEPM), cujo a UESPI esta inserida, tendo como público alvo os docentes, técnicos e colaboradores. Esta é uma ação integrada à Semana da Diversidade.

Palestra no Auditório Pirajá

O objetivo central da palestra foi difundir novas concepções na gestão organizacional, combatendo quaisquer discriminações e desigualdades de gênero, raça e diversidade, praticadas no ambiente de trabalho, buscando promover a equidade de gênero, raça e diversidade no que diz respeito às relações formais de trabalho e à ocupação de cargos de direção. O Prof. Dr. Ruan Nunes Silva foi convidado para palestras sobre o tema.

A Profª Ma. Hilziane Brito, uma das representantes da Universidade Estadual do Piauí no Comitê Estadual do Programa Estadual Pró-Equidade de Gênero, Raça e Diversidade, destaca que esta é a primeira ação do planejamento dentro do programa durante esses cinco meses que estão por vir. “O objetivo principal é promover um ambiente de trabalho mais saudável, mais harmonioso e feliz , proporcionando assim o bem-estar de todos aqueles que compõem os quadros de funcionários da universidade, para que todos se sintam respeitados e bem tratados, sem nenhuma distinção ou descriminação”.

Profª Ma. Hilziane Brito

Segundo a Vice-Coordenadora do Grupo Matizes, Marinalva Santana, este momento é muito importante para discutir também sobre LGBTQIA+fobia que segue muito enraizado nas instituições.” Mais uma vez a gente celebra essa parceria com a UESPI e espero que tenha vida longa, para que juntos possamos avançar cada vez mais  no combate da LGBT fobia e de todas as discriminações”.

A Vice-Coordenadora do Grupo Matizes Marinalva Santana

O Reitor da UESPI, Prof. Dr. Evandro Alberto, parabenizou a todos e todas que estavam presentes no evento e ressaltou sobre a importância da palestra para a universidade.” Nós sempre iremos trabalhar para uma universidade acolhedora a todos, que respeita e compreenda mais o outro, sobretudo, garantindo que haja equidade e garantia dos direitos, além de ressaltar nosso papel de compartilhar conhecimentos e amparar a todos sem nenhuma distinção/ discriminação “.

Reitor Prof. Dr. Evandro Alberto

O Vice Reitor Prof.Dr. Jesus Abreu, participou do evento destacando está muito feliz com a iniciativa do programa e que a Universidade trabalha em prol de contribuir com um ambiente mais inclusivo.” Iremos trabalhar para que a UESPI seja um local onde não haja discriminação, desigualdade, diferença, mas que seja um ambiente isonômico, onde todos se sintam bem”.

O palestrante, Prof. Dr. Ruan Nunes Silva, aproveitou a oportunidade para agradecer o convite e evidenciar a importância do debate sobre o tema de combate a discriminação no meio institucional. “É preciso falar da nossa rotina na UESPI para que possamos organizar e através disso combater toda e qualquer forma de discriminação. Precisamos também deixar de ter medo de compartilhar nossas opiniões, orientações sexuais, pensamentos por achar que vão ser omitidos ou calados, então precisamos tratar isso para obtermos um ambiente de igualdade”.

O palestrante Prof. Dr. Ruan Nunes

Confira o podcast sobre “Violência de Gênero “ com a Professora e pesquisadora, Bárbara Johas

 

Nesta terça-feira (30) acontece palestra sobre Mecanismo Institucionais de Combate à Discriminação

Por Giovana Andrade

O campus Poeta Torquato Neto, em Teresina, realiza nesta terça-feira (30) às 09 horas, no Auditório do Palácio Pirajá, a palestra com o tema “Mecanismo Institucionais de Combate à Discriminação”. Esta é ação integrada à Semana da Diversidade e será ministrada pelo docente da UESPI Prof. Dr. Ruan Nunes Silva, do campus de Parnaíba.

A palestra é uma iniciativa do Programa Estadual Pró-Equidade de Gênero, Raça e Diversidade, coordenado pela Coordenadoria Estadual de Políticas para Mulheres (CEPM), cujo a UESPI esta inserida. Tendo como público alvo os docentes, técnicos e colaboradores.

O Pró-Equidade de Gênero, Raça e Diversidade é um programa estadual que tem como objetivo difundir novas concepções na gestão organizacional, combatendo quaisquer discriminações e desigualdades de gênero, raça e diversidade, praticadas no ambiente de trabalho, buscando promover a equidade de gênero, raça e diversidade no que diz respeito às relações formais de trabalho e à ocupação de cargos de direção.

A Profª Ma. Hilziane Brito, representante da Universidade Estadual do Piauí no Comitê Estadual ,destaca que a UESPI tem a como missão estabelecer mecanismos que cumpram os objetivos acima citados dentro da instituição, com ações voltadas para seus servidores e servidoras no que tange a orientações sobre assuntos como questões de gênero e orientação sexual; assédio moral e sexual; discriminação racial; pessoas com deficiência, entre outros.

” Reconhecemos a importância do selo Pró-Equidade para nossa instituição de ensino superior, que tem tido suas diretrizes pautadas também na equidade, inclusão, acessibilidade e acolhimento”.

Confira o episódio Violência de Gênero do UESPI podcast com  a Profª. Ma. Sammara Jericó e a Profª Bárbara Johas :

UESPI para o mundo: Conheça a trajetória do egresso André Aureliano

Por Giovana Andrade

André Aureliano é egresso do curso de Bacharel em Comunicação Social: Habilitação em Jornalismo e Relações Públicas da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), formado desde 2017 ,Especializado em Comunicação Pública; Relações Públicas da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), tendo exercido, em 2017, a chefia do Cerimonial Universitário e atuado, de 2017 a 2020, na Representação da Fundação Universidade do Amazonas (FUA) em Brasília/DF, na qual, durante este período, foi representante substituto.

Exerceu também atribuições de coordenador de Agenda da Secretaria-Executiva do Programa Nacional de Incentivo ao Voluntariado da Casa Civil da Presidência da República (2020-2021) e serviu no Cerimonial do Gabinete Pessoal do Presidente da República (2021-2022).

André Aureliano, egresso da UESPI, atualmente trabalhando no gabinete do Ministro da educação 

Durante o seu período enquanto estudante da UESPI, ele destaca histórias, dificuldades, aprendizados, agradecendo sempre todo o processo educacional adquirido e afirmando a Universidade Estadual do Piauí como uma grande mãe e determinante para todos os seus passos. A Assessoria de Comunicação da UESPI realizou uma entrevista com o egresso para conhecer um pouco da sua trajetória. Confira abaixo:

Ascom: Como e quando você ingressou na UESPI?

Em 2010, Raquel, minha prima, me falou sobre o curso de jornalismo da Uespi. Ela e eu tínhamos terminado o ensino médio. Raquel seguiu a área do Direito. Todos sabiam da minha vocação pelo jornalismo. Eu acreditei, muitos amigos me ajudaram, e fui fazer o último vestibular tradicional da Uespi. Para mim, a aprovação veio em forma de milagre. Um escape. Ali um marco de mudança na minha vida se estabelecia. No entanto, o grande desafio foi mudar para Teresina. Sem dinheiro, Tia Margarida, a quem sou muito grato, convidou-me para morar em sua casa, em Timon. Morei por 4 anos. Foi uma caminhada árdua.

Ascom: conta um pouco sobre sua trajetória de vida, de onde você vem, quais dificuldades enfrentou até entrar no curso e depois dele?

Não diferente de muitos Uespianos, venho de uma família muito simples, mas do interior do Maranhão, nosso estado irmão. Meu primeiro contato com a comunicação social foi por meio do rádio, veículo pelo qual sou apaixonado até hoje. Ali me encontrei de fato com a arte de comunicar. A vida no interior, especialmente pela falta de acesso aos bens culturais, é difícil. Evidente que quem vive na capital também possui as suas dificuldades. Mas para nós, interioranos e, sobretudo, pobres, tudo parece muito distante. Sempre fui aluno de escola pública – ensino fundamental na escola municipal e médio na estadual – e meu pré-vestibular foi num programa do governo do Maranhão que disponibilizava alguns livros e uma vez por semana íamos a uma sala de aula, que estava conectada via satélite a um estúdio em São Luís, onde o professor ministrava sua disciplina em rede e ao vivo para todo o estado. Para além disso, os sonhos, voadores que são, eram o tempo todo ancorados pela realidade dura e quase irresistível, trabalhar no comércio local, ganhar pouquinho e ter o mínimo do mínimo para sobreviver. Olhar para tudo isso, a realidade que se impunha, e o incentivo de muitas pessoas boas que cruzaram a minha vida, deram-me força para seguir com fé e coragem.

Ascom: Comunicação social sempre foi o curso dos seus sonhos?

Desde o meu primeiro contato com o rádio, aos 13 anos, envolvi-me com a comunicação. No entanto, cheguei a começar o curso de letras/português na Universidade Estadual do Maranhão. Mas sim, a comunicação sempre foi o xodó.

Egresso na Rádio UESPI

Ascom: Alguma situação marcou você dentro da UESPI?

O início de tudo. As pessoas, o lugar. Sou apaixonado pelo campus Torquato Neto. Mas tivemos grandes momentos no curso de jornalismo. Não poderia esquecer das viagens que fizemos, especialmente para visitar a rede globo em São Paulo. Foi um momento muito especial para todos nós, alunos e professores. Advogo pelas viagens dos estudantes. São verdadeiras trocas de experiências. Muito aprendizado.

Ascom: O que lembra com saudades da época como aluno da UESPI? e dos professores?

Sempre que vou à cidade de Teresina faço questão de ir à Universidade. Tenho uma relação de muito respeito pelas pessoas que ali estão e por aquele lugar. Para mim, é solo sagrado. Faço questão de andar pelos corredores, ir a minha antiga sala, à coordenação do curso, visitar o painel com as fotos da minha turma e o Palácio Pirajá. E nessa andança, reencontro os meus metres e amigos. Todos são especiais para mim. Desejo que todo aluno que um dia passou pela Uespi sinta o quanto ela é importante para transformar a realidade da nossa região.

Visitando os estúdios da Globo com sua turma

Ascom: Após a conclusão do curso, você seguiu para o mestrado? Onde foi?

O caminho acadêmico, ao qual tenho muito respeito, não foi o que segui. Claro que fiz pós-graduação lato sensu, no entanto, os pés trilheiros seguiram pela via do concurso público.

Ascom: Para você qual é a importância da profissão em nosso país?

Formei em jornalismo e relações públicas. O jornalismo, especialmente convocado à baila em momento eleitorais, é verdadeiro oxigênio para democracia. Precisamos defender o jornalismo sério e profissional. Já as relações públicas, apesar de pouco conhecida, é essencial para lubrificar as articulações institucionais da vida nacional. Sem relações públicas estamos fadados à tirania.

Ascom: Atualmente onde você trabalha? quais foram suas dificuldades para chegar onde está?

Atualmente estou no gabinete do Ministro da Educação, mas com passagens pela Universidade Federal do Amazonas, Casa Civil da Presidência da República e Gabinete Pessoal do Presidente da República.

Todo novo amanhecer traz consigo os seus desafios. A vida é feita de pequenos sacrifícios diários. Renúncias, disponibilidade para mudar de cidade/estado, decisões mal tomadas, manter a saúde do corpo e da mente.

Ascom: Quais conselhos você daria para o aluno que está com dificuldades ou pensa em desistir?

Converse com pessoas mais experientes. Elas já passaram pelas mesmas dúvidas que você. Divida o seu problema. Não o guarde. Não há decisões fáceis e elas sempre existirão. Fugir não é a melhor saída. Mas o principal, que para mim ajudou muito, é pensar positivo. Deixa a vida fazer a parte dela se colocando nas oportunidades e relevando muita coisa que pode acontecer. Faz parte do processo de crescimento.

Ascom: Gostaria que destacasse ao final, a importância que a Universidade Estadual do Piauí tem para a sua vida e como ela contribuiu para onde você chegou até hoje.

A Universidade Estadual do Piauí é uma grande mãe. Minha relação de afeto me torna suspeito para falar sobre esta Casa. A Uespi foi determinante em todos os meus passos até aqui. Por onde vou, faço questão de levar o seu nome.

 

 

 

 

O Departamento de Línguas lança no final de setembro novos cursos

Por Giovana Andrade

O Departamento de Línguas da Pró-Reitoria de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários (PREX) está sempre promovendo ações e atividades para contemplar a comunidade.
Pensando nisso, o setor irá lançar, até o final de setembro, novos cursos como: oratória e comunicação, preparação para redação do Enem, apresentação e postura de trabalhos acadêmicos, cerimonial de eventos e comunicação e marketing político. As inscrições serão feitas através de um formulário disponibilizado no dia do lançamento.

Os cursos serão ofertadas para a comunidade interna (alunos, técnicos, professores) com vagas limitadas e para a comunidade externa será cobrado um valor simbólico havendo algumas gratuidades.

O Diretor do DL, o Prof. Me. Josinaldo Oliveira dos Santos, salienta que os cursos trazem temas importantes para a vida acadêmica e profissional.

“A criação surgiu da necessidade de ajudar as pessoas em determinados temas específicos, como, por exemplo, no de oratória e comunicação. Elas irão aprender a se comunicarem melhor, a se comportarem da forma correta e a desenvolverem uma confiança ao falarem em público, ou seja, serão dicas e estratégias que iremos repassar para que elas tenham bom êxito em suas apresentações. Alguns desses cursos ocorrerão de forma presencial como: Cerimonial de eventos, Oratória e comunicação e Marketing político e os demais online.”.

Destaca ainda que também será lançando curso de libras básico exclusivo para os professores UESPI e esse será voltado para ajudar os professores a se comportarem e a planejarem suas aulas para que haja uma inclusão de todos os alunos.

Ao final todos os participantes irão receber certificado de 60h/a.

Recentemente, em Julho, o Departamento de Linguas da PREX ofertou vários cursos de línguas estrangeiras, redação, libras e preparatório para proficiência.
Todos os cursos foram gratuitos e o resultado foi positivo segundo os alunos que participaram.

Posteriormente, divulgaremos o cronograma completo dos cursos.

Campo Maior: servidores e colaboradores participam da palestra sobre violência contra a mulher

Por Giovana Andrade

Servidoras e servidores participaram do debate e da conscientização

Os servidores e servidoras do campus de Campo Maior da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) participaram de uma palestra sobre Violência Contra a Mulher. O encontro aconteceu no dia 19 de agosto, no auditório do campus. .

A palestra é uma iniciativa do Programa Estadual Pró-Equidade de Gênero, Raça e Diversidade, coordenado pela Coordenadoria Estadual de Políticas para Mulheres (CEPM), cujo a UESPI esta inserida.  A diretora do campus, Prof. Maria Pessoa, destaca que o evento foi muito importante.

“Esse foi um momento muito significativo, pois a nossa contemporaneidade exige que tenhamos um olhar para esse importante tema. Ao decorrer dos meses que sucedem iremos trazer novas temáticas através do programa”.

Janaira Rayane, servidora da instituição, expressa muita satisfação em ter participado do momento. “A palestra foi um momento muito importante, contribuiu para esclarecer diversas dúvidas, como também com informações importantes sobre a temática que não eram de conhecimento da maioria. O momento foi bastante enriquecedor”.

O evento faz parte do Agosto lilás de combate a violência contra a mulher

A palestrante é vice-presidente OAB/subseção Campo Maior. Dra. Micaelle Craveiro

Programa Pró-Equidade de Gênero, Raça e Diversidade

Este é um programa estadual que tem como objetivo difundir novas concepções na gestão organizacional, combatendo quaisquer discriminações e desigualdades de gênero, raça e diversidade, praticadas no ambiente de trabalho, buscando promover a equidade de gênero, raça e diversidade no que diz respeito às relações formais de trabalho e à ocupação de cargos de direção.

A UESPI tem a missão de estabelecer mecanismos que cumpram os objetivos acima citados dentro da instituição, com ações voltadas para seus servidores e servidoras no que tange a orientações sobre assuntos como questões de gênero e orientação sexual; assédio moral e sexual; discriminação racial; pessoa com deficiência, entre outros.

A próxima ação do projeto é em São Raimundo Nonato. Na quarta-feira (24), colaboradores e servidores acompanham uma palestra também sobre Violência contra a Mulher, com a psicóloga Ivana Amorim. O encontro acontece às 9 horas, via Google Meet.

Confira mais informações. 

PRAD E PREX promovem conversa sobre inteligência emocional no trabalho

Por Giovana Andrade

O evento “Conversa sobre Inteligência Emocional e Trabalho “ organizado pelas Pró-reitorias de Administração da Universidade Estadual do Piauí (PRAD) e Pró-Reitoria de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários (PREX) , acontece no dia 26 (sexta-feira) de forma presencial no auditório do NEAD, campus Poeta Torquato Neto, às 9 horas e é parte integrante da Formação continuada dos servidores da administração superior da UESPI em parceria com o PROGRAMA DE DIREITOS HUMANOS, POLÍTICAS PÚBLICAS E PARTICIPAÇÃO SOCIAL: CONSTRUINDO DIÁLOGOS.

O objetivo da palestra é levar aos servidores da UESPI e para as direções de centro e campi uma formação continuada por meio de temas relevantes para o bom desenvolvimento das atividades laborais. A palestrante do evento será a especialista em psicopedagogia e professora adjunta da UESPI, Dra. Aline Martins.

A pró-reitora de Administração e Recursos Humanos (PRAD), prof. Dra. Fábia Buenos Aires, destaca que as palestras ocorrerão mensalmente.

“As palestras sempre terão temáticas especificas para elevar as habilidades e capacidades dos nossos servidores e colaboradores e serão ministradas por palestrantes profissionais e renomados na temática escolhida “.

A pró-reitora de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários (PREX), prof. Pós Dra. Ivoneide Alencar, salienta que a parceira da PREX com a PRAD surgiu com intuito de fomentar conhecimentos acerca de temas relevantes aos servidores e colaboradores, ao tempo em que estes serão certificados e podem alimentar também seus currículos lattes.

“O projeto de Formação continuada dos servidores da administração superior da UESPI surgiu para contribuir na formação dos nossos servidores, sobretudo por conta da pandemia, visto que, as pessoas estão mais vulneráveis e sensíveis em seus ambientes laborais. Então, nós pensamos em ter esse momento junto com os servidores e colaboradores, sobremaneira da administração superior, que estão diretamente ligadas as ações de nossa universidade, trazendo reflexões acerca de temas como responsabilidade, humanização, questões emocionais e intelectuais, dentre outros. Iremos trazer temáticas diversas e atuais, uma vez por mês”.

O evento gerará certificação aos servidores e colaboradores ao final do semestre de 10h e é gratuito.

Inscrições abertas: CFAF lança catálogo para segundo semestre 2022.2

Por Giovana Andrade

O Centro de Formação dos Servidores Antonino Freire (CFAF), vinculado a Universidade Estadual do Piauí (UESPI), apresenta o Cronograma de Cursos previstos para o 2º semestre 2022. As inscrições já estão abertas e acontecem através do catálogo do CFAF, até o dia 3 de setembro. Para os cursos que começam a partir de setembro elas se estendem até duas semanas posterior ao inicio.

Centro de formação Antonino Freire- CFAF

Ao todo, são mais de 62 cursos gratuitos nas áreas de Idiomas, Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza, Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, Informática e Tecnologias , Gestão Pedagógica e Administrativa, Educação Especial e Inclusiva , Saúde e outras áreas. Destinados aos professores da educação básica, servidores públicos, estudantes e comunidade em geral.

Os cursos serão oferecidos na modalidade presencial, remota, híbrida e EAD, com o intuito de contemplar o(a) servidor(a) e a comunidade, conforme a sua disponibilidade e os diferentes contextos de trabalho.

O CFAF garantirá o cumprimento dos procedimentos sanitários de acordo com as orientações vigentes dos órgãos públicos e autoridades. Assim, além da disponibilidade de álcool nas salas de aula e outros materiais para higienização dos espaços, será também restringida a quantidade de cursistas, com o devido distanciamento mínimo necessário, tendo como obrigatoriedade o uso de máscara e a apresentação do certificado de vacinação para o acesso às dependências do CFAF.

As oficinas, cursos, workshops e eventos serão organizados de forma diferenciada, com linguagem acessível, objetiva e com a incorporação da mediação tecnológica, para que todos possam ampliar a sua capacidade colaborativa e resolutiva diante das demandas do serviço público e da sociedade, respondendo positivamente com serviços de melhor qualidade.

Os links para inscrição estão disponibilizados nas páginas dos cursos. Confira abaixo o arquivo correspondente ao Catálogo de Cursos de Eventos 2022.2:

Catálogo

 

Campus de São Raimundo Nonato: evento sobre Trajetórias intelectuais literárias Africanas e Afro-brasileiras está com inscrições abertas

Por Giovana Andrade

O evento ” Trajetórias intelectuais literárias Africanas e Afro-brasileiras” acontece nos dias 22 de agosto a 19 de setembro de forma virtual pela plataforma Google Meet. O encontro é organizado pelo Prof.Dr. Gustavo Durão e a Profª  Maria Regina Souza do campus de São Raimundo Nonato da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) em parceira com a Profª Patricia Teixeira e Prof. Luiz Henrique da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

As inscrições ocorrem de 18 a 22 de agosto , através do formulário online.

O minicurso visa demonstrar os caminhos intelectuais de personalidades acadêmicas e literárias fundamentais para a História da África e da realidade afro-brasileira através de suas diversas trajetórias. Buscando a valorização das diversas Áfricas e suas representatividades literárias serão enfatizadas as vidas de Chinua Achebe (Nigéria), José e João Albasini, Paulina Chiziane (Moçambique), Pepetela (Angola), aliado a umas das maiores representantes da literatura negra brasileira contemporânea: Carolina Maria de Jesus e a escritora Cidinha da Silva.

Essas perspectivas literárias vão gerir grande parte da relação entre História e a Literatura demonstrando o fator da interdisciplinaridade na busca pela multiplicidade de interpretações e caminhos epistemológicos diversos para o campo das ciências sociais e humanas.

O Prof. Dr. Gustavo Durão destaca que o minicurso tem como público alvo professores que queiram materiais, questões, sugestões relativas a história da África, intelectuais africanos e literatura afro-brasileira. ” Apesar do foco do evento ser para professores, todos que tiverem interesse na temática podem participar. Iremos trabalhar as literaturas africanas e as afro-brasileiras, trazendo os principais autores e livros da temática, serão ministrado todos os dias por professores convidados de diferentes instituição o que torna o projeto mais interessante, porque são professores do Brasil inteiro e será um evento que agregar muito a nossa comunidade”.

O evento possui carga horária de 20 horas/aula.

Confira a Programação:

22 de agosto:

17h às 19h: A trajetória de Carolina de Jesus: Debates e questões atuais- Prof. Dr. André Luiz de Souza Filgueira (UFPA) e Profa. Gr. Elen Pereira
Monteiro (UFPA)

29 de agosto:

17h às 19h:Exuzilhar a literatura brasileira: A trajetória da escritora de Cidinha da Silva-Profa. Ma. Andreia Kelly Marques (UNIFESP)

05 de setembro:

17h às 19h:A Literatura se despedaça: Chinua Achebe e a descolonização do olhar- Prof. Me Jonathan Portela (UNICAMP)

12 de setembro:

17h às 19h:Pepetela: uma trajetória crítica- Profa Dra Carolina Bezerra Machado (UFABC)

19 de setembro:

17h às 19h:As experiências da literatura moçambicana em questão: José Albasini, João Albasini e Paulina Chiziane- Prof. Me Thiago Henrique Sampaio (UNESP) e Me Prof Thiago Folador (USP)

 

 

Campus de São Raimundo Nonato: encerramento do minicurso Tucídides para todos

Por Giovana Andrade

O minicurso “TUCÍDIDES PARA TODOS: A ‘FORTUNA DE PILOS’ E AS RELEITURAS DE SUA HISTÓRIA NO SÉCULO XXI”, promovido pelo curso de licenciatura plena em História do campus de São Raimundo Nonato, encerra nesta quarta-feira (17).

O curso é ministrado pela Prof. Dra. Maria Elizabeth Bueno de Godoy, sob coordenação do Prof. Dr. Gustavo de Andrade Durão e da Profª Emanuela de Morais da Universidade do Estado do Piauí (UESPI). As atividades estão acontecendo de forma hibrida, no campus prof. Ariston Dias Lima e via Google Meet, desde o dia 15 de agosto.

A proposta em formato de minicurso traz a obra de Tucídides como marco referencial às considerações sobre os (des)caminhos dos estudos históricos e historiográficos na atualidade, em que será trabalhado o mito, tragédia, historiografia antiga e relação da história com arqueologia.

Com isso, apresenta uma breve jornada a escrita histórica tucidideana em suas polissemias, dissonante nos ecos que dão ricos sentidos aos silenciamentos de seu relato, possibilitando na leitura ‘árvore de muitos galhos’ uma surpreendente relevância ao século atual, no que reitere a valia da própria História e possibilite algum sentido de dignidade política, cívica e humana.

O Prof.Dr. Gustavo Durão salienta que é uma das primeiras vezes que é ofertado um minicurso sobre História Antiga em uma perspectiva interdisciplinar no Campus de São Raimundo Nonato. “Esse curso é de extrema importância porque vai reabilitar os debates de História Antiga colocando em relevo a Historiografia, os mitos e as Histórias em uma perspectiva multidisciplinar”.

Destaca ainda que a professora convidada Maria Elizabeth Godoy trouxe a obra Tucídides para mostrar suas ligações com a Arqueologia, Antropologia, Filosofia e Letras reabilitando a História dos antigos.

Vitoria Macedo, discente do 4º período de História , uma das monitoras do evento, resume o curso como uma inovação. Ela ressalta que as discussões sobre a história feita por Tucídides em relação a batalha na região de Pilos na Grécia clássica entre Atenas e Esparta, trouxeram uma conexão com a atualidade, quando se trata de estratégias (virtudes) dos exércitos, bem como a fortuna (sorte) que transitou entre os dois.

“A professora nos trouxe muitas reflexões sobre essa virtude e fortuna, que acaba por se refletir nas sociedades, principalmente em períodos de guerras, que se expressam na virada de jogo nesses ambientes políticos”.

A aluna do 6° período também do curso História, Glenda Mesquita, e monitora também do evento, ressalta que está sendo uma ótima oportunidade de aprofundar conhecimento em História Antiga , uma disciplina ofertada já no primeiro período do curso.

“O minicurso está sendo incrível! Conhecer Tucídides e todo esse mundo grego antigo possibilita uma reflexão sobre os dias atuais, seja no campo filosófico, na política, na História, enfim, proporciona a reflexão sobre nós mesmos. Sem dúvidas, uma experiência inesquecível”.

O Wesley César é estudante do do 8° período e monitor do minicurso , evidencia que a importância do evento é a visão de mundo que traz consigo, não apenas no meio acadêmico, mas para a vida em si. Para ele, um dos primeiros pontos a salientar em relação ao evento, é sua importância tanto para  indivíduos mergulhado no campo historiográfico, quanto para outras áreas em geral, uma vez que, traz consigo um paradigma essencial para a metodologia de investigação academia: a História (e o trabalho do historiador) não em seu caráter fabuloso, em seu adorno narrativo, mas sim priorizando a corrente dos fatos.

“Essa concepção impõe credibilidade ao trabalho de um investigador social e o impede, de certo modo, cometer anacronismo ou mesmo distorcer certos acontecimentos em detrimento de concepções e ideologia próprias”.

O evento possui carga horária de 10 horas/aula.

Confira a programação de encerramento e fotos do evento:

“A Fortuna de Pilos: um eco dissonante no silêncio tucidideano do
século XXI.”

Encontro do dia 17/08/2022, das 08:30h às 11:30
O Livro IV e a provocativa dissonância trágica na escrita da História. Se
“natureza humana”, como não a ser plena em toda sua tragicidade? O humano
que não se desprende daquele que vê (ópsis), ouve (akoé), registra (graphós),
sofre (páthos), age (érga), combate (ágon). O homem da pólis, polítes, político;
antigo, contemporâneo, sempiterno. O legado clássico no limbo. Tucídides para todos.

Prof.Dra Maria Elizabeth Godoy ministrando o minicurso

 

 

Campus da UESPI promovem palestra de conscientização do agosto lilás

Por Giovana Andrade

Os campus de São Raimundo Nonato e Campo Maior promovem palestras de conscientização agosto lilás com o tema “Violência contra a mulher”, através do programa de equidade de gênero, raça e diversidade que a Universidade Estadual do Piauí (UESPI) participa.

No campus de São Raimundo Nonato a palestra acontece no dia 24 de agosto às 9 horas, com a palestrante e psicóloga Ivana Amorim, o público alvo do evento é os docentes, técnicos e colaboradores da UESPI.

A diretora do campi, Janilde de Melo, evidencia que proporcionar visibilidade social a essa problemática poderá contribuir para o fim da continuidade e institucionalização do preconceito de gênero em todas as instâncias públicas e privadas da sociedade.

“Cabe salientar que é cada vez mais necessárias discussões sobre a importância de uma ação dirigida à educação, que objetivem dar visibilidade e garantia de espaço ao debate e às ações dirigidas ao enfrentamento da violência contra a mulher em nosso estado e no mundo, além da sensibilização da opinião pública com relação à defesa dos direitos humanos das mulheres”.

Em Campo Maior a palestra acontece no dia 19 de agosto às 9horas, com a palestrante e vice-presidente OAB/subseção Campo Maior Micaelle Craveiro. O evento será no auditório para todos os docentes, técnicos e colaboradores da UESPI.

Confira a seguir a fala diretora do campi, Maria da Cruz Pessoa.

No campus Poeta Torquato Neto, a palestra acontece no dia 30 de agosto, para mais informações confira a matéria.

Encerramento do I Seminário Interdisciplinar em Sociedade e Cultura e o Seminário Internacional Independências dos Brasis

Por Giovana Andrade

Encerra hoje o evento I Seminário Interdisciplinar em Sociedade e Cultura e o Seminário Internacional Independências dos Brasis, que acontece de forma hibrida. As conferências e mesas redondas presenciais serão transmitidas pelo canal NEHST UESPI no Youtube e os simpósios temáticos, minicursos e oficinas de forma remota, via Google Meet. Desde o dia 10 de agosto, os participantes contam com importantes discussões sobre Sociedade e Cultura.

 

Os seminários são uma iniciativa do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Sociedade e Cultura da Universidade Estadual do Piauí PPGSC/UESPI, do Centro de História da Universidade de Lisboa, do PPGHIST/UEMA, do PPHIST/UFPA e UFPI.

O objetivo é propor debates em torno do projeto de Independência dos Brasis, com ênfase nas questões relacionadas à construção de territórios e fronteiras regionais, as independências do mundo atlântico, portuguesa, espanhola e francesa, escravização e liberdade. Os artigos apresentados nas Comunicações Orais serão publicados posteriormente em um Ebook.

José Damião, docente do Centro de História da Universidade de Lisboa, e da comissão organizadora do evento, destaca que a realização do Seminário Internacional Independências dos Brasis foi uma excelente demonstração de como as parcerias institucionais e a colaboração científica permitem concretizar eventos que são da maior importância para a revisão dos conhecimentos e o diálogo entre especialistas.” É este diálogo que permite identificar os temas que necessitam de um maior aprofundamento e pensar a possibilidade de novos projetos. O Seminário Internacional foi, deste ponto de vista, um sucesso e de certo que esta colaboração será consolidada no futuro. Da parte da Área de História da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa existe todo o interesse em manter e ampliar as parcerias com as instituições académicas do Brasil, neste caso sobretudo do Norte e Nordeste, em torno de temas e problemas que são manifestamente de grande atualidade”.

O prof. Me. Daniel Solon , que também é um dos organizadores do seminário, ressalta que  foi um sucesso, visto que ainda estamos vivendo em tempo de pandemia, mas que foram tomada todas as medidas sanitárias . “O evento foi uma retomada das atividades presencial, com trocas de conhecimento, perspectivas teóricas, metodológicas das pesquisa, dentre outros. Foi um seminário que abriu com chave de ouro as discursões inclusive do estado do Piauí relacionado a questão dos duzentos anos de independência”.

Confira a programação de encerramento e fotos do evento:

Livro lançado no evento

Livro lançado no evento

– 12 de Agosto, Sexta-Feira

8h00 às 12h00 – Simpósios Temáticos (Google Meet)

8h00 às 12h00 – Minicursos/Oficinas (Google Meet)

Todos os Minicursos/Oficinas.

Eixo 4: Terra e Liberdade: as experiências históricas no Norte e Nordeste do Brasil

14h00 – Mesa V: Terra e Liberdade: as experiências históricas no Norte e Nordeste do Brasil

Antônio Alexandre Isídio Cardoso (UFMA, PPGSC/UESPI)

Francivaldo Alves Nunes (PPHIST/UFPA)

Marcelo Domingos Sampaio Carneiro (DESOC/CCH/UFMA)

Márcia Milena Galdez Ferreira (PPGHIST/UEMA)

15h30 – Mesa VI: Povos indígenas: experiências nos Brasis

Carmen Lúcia Silva Lima (PPGANT/UFPI)

João Paulo Peixoto Costa (IFPI, ProfHistória/UESPI)

Soraia Sales Dornelles (PPGHIST/UFMA)

17h00 – Apresentação Cultural

18h00 – Conferência de Encerramento:

“Independências: entre revolução e reação”

Francisco Carlos Teixeira da Silva (UFRJ/UFJF)

Confira a matéria completa

UESPI realiza homenagem ao dia dos pais com apresentações culturais e momentos de confraternização

Por Giovana Andrade

Em comemoração ao dia dos pais a Universidade Estadual do Piauí (UESPI), através da  Pró-Reitoria de Extensão Assuntos Estudantis e Comunitários (PREX),  realizou na manhã desta sexta feira (12) no mezanino do Palácio Pirajá, um evento em homenagem a data especial.

A ação contou com a presença do Reitor da universidade, Prof. Dr. Evandro Alberto, Pró-Reitores, professores, técnicos e demais colaboradores. Na ocasião, o Coral da UESPI, com a Maestrina Claudia Tenório, apresentou interpretações de clássicos nacionais, além da apresentação do grupo de teatro Kahuahan e músicas com melodia do piano com Laercio Barros.

Na oportunidade foi homenageado simbolicamente o servidor Renato Castelo Branco que está na universidade a mais de 37 anos. Nascido em 16 de outubro de 1947, ele passou a integrar a UESPI ainda em 1985 quando apenas funcionava como centro de ensino superior. Durante todos esses anos atuou no setor financeiro, foi chefe de departamento orçamentário e atualmente esta lotado na divisão de execução orçamentária e financeira.

” É uma honra estar sendo homenageado neste dia tão especial, quero agradecer a toda administração superior e desejar um feliz dia dos pais”, finaliza Renato Castelo Branco.

O pai homenageado, Renato Castelo Branco

Para o Reitor, Prof. Dr. Evandro Alberto, é importante reconhecer e homenagear a todos os pais nesta data tão especial. “Quero que nesse dia todos façam uma reflexão de como é importante demonstrar o carinho, o amor e o afeto por nossos pais. O tempo passa muito rápido, o tempo de amar é agora, de abraçar  e de dizer que ama, não percam essa oportunidade, pois um dia eles já não estarão mais aqui e esse amor ninguém nunca poderá substituir, um feliz dia dos pais”.

Ivoneide Pereira de Alencar, a Pró-Reitora de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários (PREX), também se fez presente para homenagear a todos os pais.” Hoje é um dia muito importante e gostaria de homenagear meu pai que é do interior, semi analfabeto, lavrador , mas que sempre zelou para que eu e meus irmãos tivéssemos um ensino de qualidade, meu pai é um homem de coragem , uma espelho para toda a família, e hoje quero saudar a todos que estão aqui presente  e dizer que vocês são pais com P maiúsculo, são heróis e um espelho para os filhos, curtam muito o dia de vocês e parabéns a todos os pais”.

Campus de Campo maior

No campus Heróis do Jenipapo, em Campo Maior, a diretora Maria da Cruz Pessoa também realizou uma homenagem para os pais do campus. A ação aconteceu concomitante a atividade no campus Poeta Torquato Neto, esta sexta-feira (12).

Confira as imagens e vídeo:

 

UESPI: Homenagem ao Dia do Estudante

Por Giovana Andrade

Nesta quinta-feira, 11 de agosto, é comemorado o Dia do Estudante e de estudante a Universidade Estadual do Piauí (UESPI) entende bem. São mais de 95.000 uespianos formados em todo o Piauí entre todos os cursos de graduação e pós-graduação que a instituição oferece. Um cenário de realidades bem diversas, cuja a data tem o objetivo de destacar a fase de contínuo conhecimento e a luta pelo direito à Educação.

Nesta data especial, a Assessoria de Comunicação (ASCOM) destaca o trabalho da Administração Superior juntamente à comunidade acadêmica para que a nossa universidade ofereça um ensino de qualidade.

Reitor parabeniza os estudantes uespianos pela passagem do dia

O Magnifico Reitor, Prof. Dr. Evandro Alberto, destaca que a função de Docente existe porque temos o estudante do outro lado do caminho. A Educação é essa parceria entre discentes e docentes.  “É um dia festivo e histórico e que coincide com os 36 anos da nossa universidade, que tem trabalhado para transformar a vida das pessoas nesse Estado. Então, nesse dia especial, quero parabenizar todos os nossos estudantes, nossos profissionais, professores que integram esse corpo institucional. Lembrando também que toda a administração superior trabalha para incluir e principalmente valorizar e prover a equidade entre os estudantes, pois trabalhamos visando sempre bem-estar e inclusão de todos e todas. Feliz Dia do Estudante”.

PROP

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROP) é responsável por tratar dos cursos de pós-graduação da Universidade, como os de especialização, mestrado e doutorado. O setor também cuida dos assuntos referentes à pesquisa na instituição, coordenando grupos e projetos e gerenciando editais como o do PIBIC e PIBID. Atualmente, a UESPI conta com um Dinter, dois doutorados interinstitucionais, oito programas de pós graduação e um doutorado em rede.

Pró-reitor destaca um novo mestrado de Física

O Pró-reitor Rauirys Alencar destaca que a PROP tem como objetivo primordial incentivar os alunos da graduação na iniciação cientifica através do PIBIC e do programa PIBIT, que é um incentivo a inovação e tecnologia, além disso firmar parcerias com agências que fomenta as pesquisas, como a FAPEPI e o CNPQ, que é ligado ao Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação, buscando realizar estudos das demandas de mercados para saber onde investir em termos de pesquisa, sempre pensando em uma educação continuada após a graduação.

Ressalta também o novo programa de Mestrado  Profissional na área de Física, no campus de Piripiri. Segundo o Pró-reitor, a UESPI está sempre atenta a descentralizar seus programas para atender a toda a comunidade nos  12 campi que a universidade tem.

E nesta data – Dia do Estudante – o Pró-reitor deixa uma mensagem especial para todos os discentes.” Gratidão a todos os alunos, pois eles nos fazem felizes, nos desafiam todos os dias e nos incentivam a melhorar em todos os aspectos profissionais. Gostaria de desejar a todos eles muito sucesso, muita alegria na vida acadêmica e dizer que estamos sempre aqui dando suporte em seus projetos, para que eles possam ter uma profissional de realizações”.

PREX

A Pró-Reitoria de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários é responsável pela Política de Extensão Universitária abrangendo programas, projetos e serviços com ênfase na inclusão social. A política de Assistência Estudantil e comunitária é estruturada por meio de diversos programas institucionais, incluindo auxílios financeiros, estágios extracurriculares, apoio psicopedagógico, entre outros. As principais ações decorrentes dessas políticas são: PIBEU – Programa Institucional de Bolsas em Extensão Universitária; bolsa-trabalho; auxílio-moradia; auxílio-alimentação; cursos livres de extensão – Inglês, Espanhol e LIBRAS, além de projetos, cursos e eventos em diversas áreas do conhecimento.

A Pró-reitora, professora Ivoneide Alencar, salienta que a PREX procura sempre estar  próxima aos discentes, cuidando e acolhendo através dos programas citados acima, além de uma preocupação com a relação a questão cultural, que é desenvolvido pelo grupo de teatro, coral, além do corpo de dança no qual nossos alunos podem e devem participar. Evidencia também que, em breve, “contaremos com um núcleo de acessibilidade para todos aqueles que necessitam de cuidados especiais, ressaltando assim o compromisso da instituição em incluir a todos”, afirmou.

Profa. Ivoneide Alencar destaca os programas sociais e culturais da PREX

A Pró-reitora parabeniza todos os estudantes nesta data tão especial. “Quero parabenizar todos os estudantes neste dia, não só neste dia, mas em todos os outros, pois são vocês que transformam a realidade de uma família, de uma comunidade. Quero dizer que a PREX tem um compromisso de sempre deixar os alunos informado de tudo que acontece na nossa universidade e por isso, estamos a disposição para sanar dúvidas ou receber sugestões visando sempre o bem estar e o crescimento de todos e todas”.

PREG

A Pró-Reitoria de Ensino e Graduação (PREG) é  responsável pela organização acadêmica da universidade no que se refere ao ensino de graduação. A pró-reitoria zela pela garantia de um ensino de qualidade. No total, são 95.111 egressos da UESPI que, através do ensino, conseguiram se profissionalizar e transformar a educação.

A PREG está sempre atenta a ofertar e manter a qualidade do ensino da UESPI

A Pró-reitora adjunta, Professora Mônica Gentil, enfatiza que a PREG trabalha em prol da comunidade discente na função de dirimir as disciplinas não cursadas, o acompanhamento dos encargos para que as disciplinas sejam ministradas conformes as cargas horárias de cada curso e docente, a organização de transferências, programas de monitorias e os programas federais, além da busca por sempre otimizar cada vez mais o sistema de matricula. “Quero dizer que a PREG está sempre a disposição da nossa comunidade acadêmica, dos nossos docentes e discentes. Quero reafirmar o compromisso que temos em oferecer o melhor do ensino superior. Feliz Dia do Estudante e que todos e todas possam colher grandes frutos agora e após a conclusão do seu curso”.

 

Campus de Picos: Professor de Filosofia publica livro sobre o uso de um jornal no ensino-aprendizagem

Por Giovana Andrade

O professor do curso de Filosofia da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), campus Prof. Barros Araújo na cidade de Picos, Ricardo de Moura Borges, publicou neste mês seu livro “O que pode um jornal escolar no ensino-aprendizagem de sociologia: o caso do Jornal O Corujinha”. o trabalho foi fruto da sua dissertação de Mestrado em Sociologia.

O livro apresenta a análise prática de um projeto de intervenção no ensino da disciplina de Sociologia na Educação Básica com o apoio da técnica do jornal escolar. Teve como objetivos trabalhar os conteúdos de forma contextualizada e interativa, contribuído para o desenvolvimento de habilidades
reflexivas por meio da produção textual de gênero jornalístico, além de uma aprendizagem significativa.

O docente destaca que trabalhar com um jornal escolar foi um momento ímpar que contribuiu para sua formação enquanto professor e que serviu como inspiração para o desenvolvimento do seu livro de mestrado. “Com o ingresso no mestrado no mesmo ano, tive a oportunidade de analisar e refletir sobre essa prática inovadora, construindo a minha dissertação com base nas reflexões sobre o jornal escolar – O Corujinha. Trabalho que se consolidou com a publicação do livro: O que pode um jornal escolar no ensino e aprendizagem de Sociologia – o caso do jornal O Corujinha”, explica.

Jornal escolar O Corujinha, fonte de inspiração para o livro “O que pode um jornal escolar no ensino-aprendizagem de sociologia: o caso do Jornal O Corujinha”

Ressalta ainda que a ideia do livro é aproximar conteúdos didáticos no campo da sociologia para a realidade próxima do aprendiz e, com isso, tornar o conhecimento escolar mais atraente significativo. “Espero que essa obra possa contribuir para uma educação escolar mais participativa e dinâmica, que possa aproximar o aluno de tudo aquilo que possa despertar seu interesse pela aprendizagem para a vida e pela vida”, finaliza.

 

 

O grupo de teatro da UESPI participa do “II ENREFAEB NORDESTE 2022 e II SEMINÁRIO DA FAEB”

Por Giovana Andrade

O Grupo de Teatro Estudantil  da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), o “Kahuaham”, Coordenador pelo Professor Moisés Chaves,  participa pela segunda vez do “II ENREFAEB NORDESTE 2022 e II SEMINÁRIO DA FAEB”.

As inscrições devem ser feitas a partir do dia 10 de julho até o dia 10 de agosto, através de formulário online. O seminário acontece no dia 15 a 18 de agosto, de forma híbrida.

O evento tem como objetivo divulgar experiências de discentes, em formação inicial, de ações pedagógicas na Educação Infantil, no Ensino Fundamental, Ensino Médio e de Pesquisas em andamento ou concluídas, contribuindo, assim, para a construção coletiva da reflexão a respeito da Arte no Currículo enquanto área de conhecimento, campo de ensino e de aprendizagem na Educação Escolarizada, na Formação Docente e na Pesquisa Acadêmica e/ou Profissional sob as dimensões epistemológicas, pedagógicas e metodológicas em Artes Visuais, Dança, Música e Teatro.

O professor Moisés Chaves destaca a importância da participação do grupo de teatro no evento e a honra em representar a universidade para além dos muros.  “Eu vejo com muita alegria esse encontro, pois trás uma maior visibilidade para o grupo de teatro , além do reconhecimento do trabalho que desenvolvemos dentro da instituição, por isso ficamos honrado em participar desse momento com outros estados do nordeste”, destaca.

Programação:

-15 de agosto

08:00- 9:45 – MESADEABERTURA REGIONAL :A Arte no currículo: Questões de
Formação Docente e Políticas Públicas. Exibição pelo canal do youtube AMAEMA.
Dr.Arão Parananguá/PI/MA( Mediador)
Dra. FabianaVidal/ PE
Dr. LúizRicardo/PR
Me. Thaís deBrito/MA
Dr.JefersonAlves/RN

-17 de agosto

8:00 – 8:30 -ABERTURA- Piauí/Credenciamento.
Local: Pátio da Escola Técnica de Teatro Professor José Gomes
Campos
8:3o – 10:30 – COMUNICAÇÕES CIENTÍFICAS/ RELATOS DE EXPERIÊNCIAS.
Formato RODA DE CONVERSAS( Por eixos e áreas )
Local: Salas da Escola Gomes Campos
Comissão Científica/PI
Prof.Dr.Roberto Freitas-Dança
Prof. Me.Raquel Rocha- UFPI-Artes Visuais
Prof. MeRodrigo Alves de Melo- IFPI- Música
Prof. Especialista Jesus Viana- Secult/RPV

10:30- 12:30 – OFICINAS EWORKSHOPS( Teatro, Dança,
Musica)
Local: Salas da Escola Gomes Campos
“Práticas Teatrais no Ambiente Educacional”
Professora Aretha Sammia
Público Alvo: Estudantes e Estagiários de Teatro
“Danças Livres”
Professor Leo Barbosa
Público Alvo : Adolescentes e Adultos
“Expressão Corporal”
Professora Lyvia Moura
Público Alvo: Estudantes de Artes Cênicas ,Atores, Bailarinos,
Modelos, Cantores e Circenses.
“Produção Cultural”
Professor Aci Campelo
“Processos Criativos dos Fanzines:
Da Marginalidade à Sala de Aula”
Professora Ioneide santos Nascimento
Público Alvo: Professores e Estudantes( Ensino Médio e Superior)
“Corpo, Voz e Performance Musical”
Professora Andressa Pierote
Público Alvo: A partir de 13 anos

19:30– LIVE MOSTRA DE ARTE- EDUCADORES E ARTISTAS
EDUCADORESDO PIAUÍ.
Local: Theatro 4 de Setembro
PROCESSO DE CRIAÇÃO DOSARTE-EDUCADORES
Apresentadores :Débora Santos e Junior Marks

TEATRO-Aretha Sammia Mourão -” Flict´s “- Ziraldo
( Grupo de Teatro da APAE)
TEATRO-Moises Chaves – “Santo Inquérito”
( Grupo De Teatro da UESPI)
TEATRO- Marina Marques – ” Tribo do Tempo”-Ari Veras
(Escola Técnica de Teatro Gomes Campos)
TEATRO- Claudia Amorim- “Lenços e Ventos e outras Histórias”
( Grupo Experimental de Montagem da Escola Técnica de Teatro
Gomes Campos)
TEATRO- Tcheska Valetim- “Paraneia”-Afonso Nilson
( Escola Técnica de Teatro Gomes Campos)
DANÇA-Lyvia Moura- Performance :”Desiludidos”
DANÇA-Dedé- “#Provoca”
( Escola Técnica de Teatro Gomes Campos)

Performance -Alunos da UFPI
DANÇA-Elizabeth Báttali- Performance: “Cinco Mil e Catorze”
(Secult/NAIDIRCEU)
CANTO/MÚSICA- Claudia Simone
( Secult/CEC/Escola Técnica de Teatro Gomes Campos)
CANTO/MÚSICA-Abdala e Johnny Ricky- “Sonhos”- Peninha
( Escola Técnica de Teatro Gomes Campos)
CANTO/MÚSICA-Katia Goldinho e Marlon- “O amor vem pra cada um ” e
“Ilusão(Zizi Possi/Katia Goldinho ) –
( Escola Técnica de Teatro Gomes Campos)
CANTO/MUSICA-VagnerRibeiro- Pe. Mestre Ibiapina ” O Profeta do
Baião do Piauí” (CEC)

Transmissão : Tv garrincha

-18 de agosto

18: 00-19:00 -INAUGURAÇÃO : SALADE LEITURAS
INTERATIVAS/BIBLIOTECA- TARCÍSO PRADO
Local: Escola Técnica de Teatro Professor José Gomes Campos
Espetáculo ” Sociedade dos Poetas Trágicos”
-Baseado no Livro de Zózimo Tavares Com dramaturgia e direção de Aci Campelo .
Realização A&C Promoções Culturais.

19:30 -20:30 – MESADE ENCERRAMENTO:A Arte no currículo: Questões
de Formação Docente e Políticas Públicas( Conclusões e Proposições).
Exibição pelo canal do youtube AMAEMA.
“O Sol há de brilhar mais uma vez:
A arte no currículo,(e) eterno movimento”:
Formação de Professores e Mercado de Trabalho em Artes.
Rafaela Cristina/MA
Rafella Mélo/PE
Covidado( Mediador)
Augustoneto/PI
Adeilza Gomes/RN
LilianeAlves/PR

PARA MAIS INFORMAÇÕES:
https://escoladeteatrogc.wixsite.com/teatro
(86)3029-1745

UESPI promove primeira palestra com o tema “Mecanismos Institucionais de Combate à Discriminação”

Por Giovana Andrade

O Programa Estadual Pró-Equidade de Gênero, Raça e Diversidade do Piauí representado pela Profª Ma. Hilziane Brito da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) no Comitê Estadual, organiza a primeira palestra com o tema “Mecanismos Institucionais de Combate à Discriminação”, ministrada pelo docente da UESPI Prof. Dr. Ruan Nunes Silva, do campus de Parnaíba. O evento acontece no Auditório do Palácio Pirajá, no dia 30 de agosto às 09 horas, sendo uma ação integrada à Semana da Diversidade.

O Programa, organizado pela Coordenadoria Estadual de Políticas para Mulheres (CEPM), está em sua segunda edição e tem como objetivo difundir novas concepções na gestão organizacional, combatendo as discriminações e desigualdades de gênero, raça e diversidade, praticadas no ambiente de trabalho.

A UESPI aderiu a esta segunda edição do Programa Estadual Pró-Equidade de Gênero, Raça e Diversidade tendo como missão estabelecer mecanismos que cumpram os objetivos acima citados dentro da instituição, com ações voltadas para seus docentes, servidores e colaboradores no que tange a orientações sobre assuntos como questões de gênero e orientação sexual; assédio moral e sexual; discriminação racial; pessoa com deficiência, entre outros, em busca de uma universidade cada vez mais inclusiva.

A Profª Ma. Hilziane Brito ressalta que conta com o apoio de um Comitê interno da UESPI, formado pela Profª. Ma. Sammara Jericó, Profª Dra. Bárbara Melo, Profº Dr. Pedro Pio e pela Servidora Ma. Sara Alves, que auxiliarão nas atividades a serem executadas, a fim de que a UESPI seja prestigiada com o selo de Pró-Equidade no fim deste ano.

“O comitê interno da UESPI ainda está organizando um calendário de atividades a serem desenvolvidas neste segundo semestre, mas já temos duas ações agendadas. A primeira será a palestra do dia 30 de agosto, às 09h, no auditório do Palácio Pirajá, o segundo encontro está planejado para outubro, tendo como foco a conscientização sobre assédio moral no ambiente de trabalho e em setembro iremos desenvolver uma campanha publicitária com auxílio da ASCOM/UESPI, além de um podcast com o tema violência de gênero desenvolvido pelas docentes Profª. Ma. Sammara Jericó e a Professora Bárbara Johas que será publicado no site ”.

Destaca, ainda, que no dia 2 de agosto aconteceu de forma virtual um encontro com todos os diretores dos Campus do interior do estado a fim de repassar noções sobre o Programa. Será feito o mesmo com os setores da UESPI da capital de forma presencial.

“Ainda estamos planejando. Está sendo tudo bem pensado para melhorar a nossa organização. Reconhecemos a importância do Selo Pró-Equidade para nossa instituição de ensino superior, que tem tido suas diretrizes pautadas também na equidade, inclusão, acessibilidade e acolhimento”, finaliza.

Reunião com os diretores do interior

 

 

 

 

 

 

 

Campus Picos: Curso de Pedagogia promove o I Sarau de Alfabetização

O curso de Licenciatura Plena em Pedagogia da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), no campus Prof. Barros Araújo em Picos promoveu na última semana o 1° Sarau da Alfabetização: Entre palavras e a imaginação.

Cenário do I Sarau de Pedagogia

O evento realizado pela turma do 4º Bloco do curso, referente a disciplina de Alfabetização trouxe temas como “Ambiente Alfabetizador”, “Alfabetizando com clássicos”, “Alfabrincar”, e “Pescaria da Alfabetização: Fisgando Sílabas”. A ação tem como objetivo despertar o diálogo sobre a alfabetização e a diversidade de possibilidades metodológicas que o professor pode utilizar em sala de aula.

Os alunos organizaram ambientes alfabetizadores no corredor central do campus com uma variedade de repertório para mostrar possibilidades de alfabetizar com o lúdico com a contação de histórias, jogos, brincadeiras, músicas e recursos concretos para esse trabalho, levado e pensado pelos discentes.

Apresentação dos alunos na sala de aula

Para a professora Fabrícia Gomes, ministrante da disciplina a recepção foi muito calorosa, as pessoas que passavam pelo corredor se deparavam com um ambiente diferente, atrativo e logo participavam das propostas e destaca que a Universidade é um grande laboratório de práticas regadas por teorias, que devem ajudar os futuros professores a pensar em suas ações de prática pedagógica.

“Esse tipo de atividade desperta nos acadêmicos ideias de como trabalhar a alfabetização de forma prazerosa. Sendo esse um processo imensamente sofisticado e de uma importância ímpar para a vida em sociedade, precisamos buscar estratégias de pensa-lo de modo a agregar alfabetização e letramento em um ambiente estimulante e que faça sentido para a criança”, finaliza.

Professora Fabrícia Gomes e o aluno Cleovan Sousa

Poema feito pelo aluno Cleovan Sousa

Confira mais registros do evento:

Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia

O Pedagogo trabalha como professor em creches e em instituições de ensino que oferecem cursos de Educação Infantil e Fundamental; podendo atuar ainda como gestor de processos educativos de sistemas e de instituições de ensino; em editoras e 38 em órgãos públicos e privados que produzem e avaliam programas e materiais didáticos para o ensino presencial e a distância. Além disso, atua em espaços de educação nãoformal, como organizações não-governamentais, hospitais, asilos, movimentos sociais, associações e clubes; em empresas que demandem sua formação específica e em instituições que desenvolvem pesquisas educacionais.

Campus de Picos: professor do curso de Direito Lança Livro

Por Giovana Andrade

O professor do curso de Direito da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), campus Prof. Barros Araújo na cidade de Picos, Emmanuel Rocha Reis, lançou o livro “Direito de energia, regulação e mudanças institucionais”. O livro é a 1ª obra jurídica no PI sobre direito de energia e renováveis.

O livro apresenta a análise do professor por meio das características da região do Piauí e o recebimento de empreendimentos eólicos. A publicação apresenta aspectos sociojurídicos e econômicos do litoral piauiense, com a dinâmica presente nas cidades de Parnaíba e Ilha Grande, que dividem uma faixa litorânea de forte potencial eólico, que, efetivamente, convive com o parque eólico desde o ano de 2013.

Nesse ponto, apresenta-se um debate científico sobre as formalidades procedimentais de implantação de um parque eólico e os momentos de interação com a comunidade, que são protocolos próprios de licenciamentos e autorização para instalação de empreendimentos dessa magnitude, com base nos requisitos do art. 225 da Constituição Federal de 1988 e dos parâmetros da Lei n. 6.938/1981, que dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente.

O professor destaca que a obra foi fruto do seu estudo de mestrado baseado em artigos publicados naquele momento. “ O livro se tornou a primeira obra jurídica que fala sobre direito e energia. Ela é uma prévia do lançamento que eu e meu professor orientador Sebastião Costa iremos fazer da dissertação”, explica.

O livro completo pode ser baixado de forma gratuita no link a seguir: https://www.fundarfenix.com.br/_files/ugd/9b34d5_caeca00a727e4495876c9ea83961dff6.pdf