Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h-1

PIBID e RP realizam evento “Reflexões Sobre a Construção da Identidade Docente”

Por Anny Santos

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI) realizou, na manhã desta terça-feira (6), o evento “Reflexões Sobre a Construção da Identidade Docente”, idealizado pelo Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) e o Programa Institucional de Residência Pedagógica (RP) da UESPI, no auditório do NEAD localizado no Campus de Teresina.

A ação, que se estende até o dia 09, sexta-feira, começou com uma atração cultural realizada pelo grupo UEDS formado por alunos da escola CETI Didácio Silva, um dos polos que recebem discentes dos programas de RP e PIBID da nossa instituição. Também, como intervenção cultural, no decorrer das atividades, a professora Rosangela Pereira declamou uma poesia relacionada à Educação.

Através de vídeo conferência, o evento obteve o pronunciamento da Coordenadora de Valorização à Formação Docente da Capes, a Professora Inaê Murrieta Costa, sendo seguindo pela apresentação dos Programas e a palestra sob o tema “O Professor da Educação Básica no Novo Currículo: Perspectivas e Desafios”, ministrada pela  professora Ma. Elenice Maria Nery.

Estiveram presentes o Reitor, Prof. Dr. Evandro Alberto, a Pró-reitora Adjunta de Ensino e Graduação, Professora Dra. Mônica Gentil, a Diretora do Departamento de Programas e Projetos Educacionais Especiais, Professora Dra. Josiane Silva Araújo, a Diretora da Unidade Técnica do Chão da Escola, Professora Ma. Elenice Maria Nery, a Coordenadora do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência, Professora Dra. Kelly Polyana dos Santos, a Coordenadora do Programa Institucional Residência Pedagógica, a Professora Dra. Kátia Magaly Pires e a Gestora Escolar da Prefeitura Municipal de Teresina, Janaína Érika Moura, representando o atual Secretário Municipal de Educação.

O Reitor da UESPI, Prof. Dr. Evandro Alberto, destacou a importância dos projetos e da iniciativa. “Vocês, estudantes, estão construindo um perfil de docente. Estas experiências de socialização, aprendizagem e troca de conhecimentos proporcionam isso e nos faz acreditar em profissionais e futuros docentes mais capacitados e críticos. Temos que evoluir e aprender a como desempenhar melhor nossa função, além de alinhar esse novo meio tecnológico ao desenvolvimento profissional de cada um. Tenho certeza que nesse momento há um aprimoramento acadêmico e profissional entre nossos futuros docentes cada vez mais interessados pela educação”.

Transmitido ao vivo através dos canais da UESPI e da Seduc no Youtube, o evento objetivou recepcionar os novos integrantes do PIBID e do RP, propondo discussões acerca das mudanças efetivas que os programas trazem para a educação do Piauí, proporcionando aos participantes a ampliação do conhecimento acadêmico, estimulando a docência de forma mais participativa.

Para a Pró-reitora Adjunta de Ensino e Graduação, professora Dra. Mônica Gentil, os dois Programas, que atuam como políticas nacionais para formação de professores, configuram o bom desenvolvimento da prática docente. Segundo ela, nas duas últimas décadas, é possível afirmar que foram inúmeros os investimentos no desenvolvimento de aperfeiçoamento e formação docente.

“Objetivando estimular a formação inicial e continuada, a ideia central do RP e do PIBID é preparar os nossos estudantes para desenvolver as habilidades e competências previstas na Base Nacional Comum Curricular, a BNCC. Desejo a todos que aproveitem esse momento tão importante para o desenvolvimento profissional de cada um”.

Com a presença dos chefes de departamento, diretores de centro, coordenadores de curso, docentes, discentes e servidores técnicos da UESPI e demais instituições de ensino que estiveram presentes, o momento também contou com o pré-lançamento dos livros “PIBID 10 anos”, organizado pela professora Márcia Edilene, e “Residência Pedagógica na UESPI: a formação de professores em contexto digital”, organizado pela professora Shirley Marly Alves.

As professoras Coordenadoras do PIBID, Dra. Kelly Polyana dos Santos, e do RP, Dra. Kátia Magaly Pires, destacaram os principais objetivos e metas, evidenciando a importância dos mesmos para a instituição e para a educação no Estado do Piauí. Segundo a Coordenadora Institucional do PIBID, para este ano, a UESPI aprovou 504 cotas que permitiu implementar 36 núcleos distribuídos em 12 áreas.

“O evento acontece até sexta-feira e é imprescindível a participação dos alunos, até porque todo esse evento foi planejado para eles, visando essa troca de conhecimentos. É uma obrigatoriedade da CAPES que o aluno envolvido faça os cursos de formação, então é importante que todos participem”.

Abertura do evento de Formação PIBID e Residência pedagógica acontece dia 05 no auditório do NEAD

Por Giovana Andrade

Acontece no dia 05 de dezembro a abertura oficial do evento institucional PIBID/RP da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), no auditório do NEAD do campus poeta Torquato Neto às 14h, e com transmissão no canal do Youtube da Uespioficial e da SEDUC.

O evento seguirá acontecendo nos dias 6,7 e 9 de dezembro de forma online pelo canal da SEDUC. A ação visa ofertar condições para uma maior integração entre a IES com as escolas da educação básica do estado, promovendo assim, uma articulação entre a teoria e a prática da docência, restringindo a lacuna entre a formação inicial e as demandas das escolas.

A coordenadora institucional do programa de residência pedagógica, Kátia Magaly, explica que o evento oportunizará a troca de saberes entres os professores com os graduandos (futuros professores). “Uma oportunidade ímpar de interação e aprendizado, embora em diferentes níveis, nas duas formações tem como objetivo motivador a formação de professores mais aptos e capazes de fazer a diferença em sala de aula, contribuindo para a melhoria da qualidade da educação”.

Os participantes ganharão certificado de 40h de carga horária podendo ser utilizado como Atividade extra curricular.

Inscrições

As inscrições acontecem até o dia 04 de dezembro através do preenchimento do formulário. Pode se inscrever professores da Uespi, da educação básica e alunos da instituição que estão envolvidos com o PIBID ou residência pedagógica.

Cronograma

EVENTO (4)

PIBID: processo seletivo para professores bolsistas e cadastro de reserva

Com respaldo na Portarias Capes Na 83, de 27 de Abril de 2022 e no Edital Capes No 23/2022, a Universidade Estadual do Piauí, por meio da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (PREG/UESPI) e por meio da Coordenação Institucional do Programa de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), torna público o Aditivo ao Edital No 42/2022 de reabertura de vagas para o processo seletivo para professores bolsistas e cadastro de reserva – das escolas públicas habilitadas na Plataforma Capes de Educação Básica pelas redes de ensino para integrar o Programa de Bolsas de Iniciação à Docência da Universidade Estadual do Piauí (PIBID/UESPI).

EDITAL_Vagas_Remanescentes_PIBID_SUPERVISOR___Correto (2)

PIBID: Atualização das escolas habilitadas pela CAPES

A Coordenação Institucional do Programa de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), torna público a ERRATA quanto as escolas habilitadas pela CAPES por subprojeto para cada município.

os candidatos devem ficar atentos as escolas listadas no documento abaixo.

Confira:

ERRATA – EDITAL PIBID 2022

UESPI alcança 1º lugar no PIBID no Piauí

Por Vitor Manoel

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI), alcançou o primeiro lugar no Estado no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) em ranking divulgado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) em 2022.

O Programa é de orientação nacional e contempla alunos de até o quarto período em disciplinas de Licenciatura para atuarem em salas de aula. O PIBID oferece bolsas de iniciação à docência aos alunos de cursos presenciais que se dediquem ao estágio nas escolas públicas e que, quando graduados, se comprometam com o exercício do magistério na rede pública. Na UESPI, o programa é vinculado a Pró-Reitoria de Ensino e Graduação (PREG).

O resultado final coloca a Universidade Estadual do Piauí no 21º lugar entre 250 instituições de todo o país, colocação que marca um acréscimo de 26 posições com relação ao ano passado. Mônica Gentil, Pró-Reitora Adjunta da PREG comenta que O PIBID vem entregando para a Universidade uma resposta muito positiva dos alunos, pois e trata de uma oportunidade dos alunos atuarem no campo adquirindo uma experiência nas escolas.

“Esse resultado é fruto dos projetos que foram apresentados e que são relevantes que vão auxiliar na educação do Estado. Eu tenho observado que os alunos que participam desses programas conseguem aprovação em concursos, são chamados para as escolas e conseguem essa experiência com a docência”.

O projeto PIBID está presente em 11 (onze) dos 13 (treze) campus da instituição, nas áreas de iniciação à docência de Pedagogia, Letras Português, Letras Inglês, Ciências Sociais, Geografia, História, Física, Química, Biologia, Educação física, Interdisciplinar (Física e Química) e Interdisciplinar (Filosofia e Ciências Sociais). Ao todo, foram articulados 37 núcleos de Iniciação à docência oriundos dos campi de Teresina, Picos, Campo Maior, Floriano, Bom Jesus, Corrente, Parnaíba, Piripiri, Picos e Oeiras.

Segundo a Coordenadora Institucional do Programa na UESPI, Prof. Dra. Kelly Santos, durante 18 meses os graduandos estarão envolvidos nas atividades desenvolvidas pelos subprojetos, aplicando nas escolas práticas educacionais como com a finalidade de melhoria do ensino da Educação básica. Ela destaca as expectativas com relação aos pontos que constam no Projeto Institucional.

“Espera-se que no período de vigência dos subprojetos, os licenciandos possam vivenciar e se apropriar da riqueza de práticas e conceitos que serão partilhadas pelos professores supervisores. Que o mesmo possa contribuir no compromisso já firmado entre a instituição formadora e as escolas conformadoras. Que possa promover melhorias na formação inicial dos licenciandos e na formação continuada dos professores supervisores”, finaliza.

Para o Coordenador do subprojeto do curso de Biologia de Campo Maior, Prof. Dr. Hermeson de Oliveira, o resultado alcançado pela UESPI no último edital PIBID foi algo extraordinário. “O programa possibilita aos alunos de licenciatura o contato com a prática docente desde o primeiro ano de graduação e a UESPI se posiciona, mais do que nunca, como uma instituição referência para a formação de professores. É um orgulho poder colaborar com o projeto”.

O projeto institucional PIBID-UESPI visa ofertar condições para uma maior integração com as escolas da Educação Básica do Estado, promovendo assim, uma articulação entre a teoria e a prática da docência, ao tempo em que contribui para a elevação da qualidade dos cursos de licenciatura desta IES

Entre alguns dos principais objetivos propostos pelo Programa está a promoção de atividades que visem o desenvolvimento de competências socioemocionais, contribuição com o processo de formação inicial dos futuros estudantes através de sua inserção no contexto escolar vivenciando a escola em suas diferentes dimensões, além do conhecimento dos processos pedagógicos e da gestão escolar e envolvendo os bolsistas no conhecimento e execução de Projetos Políticos Pedagógicos das escolas.

PIBID RESULTADO

Comunicado: I Seminário PIBID e PRP da Região Nordeste

A Comissão Organizadora do I Seminário PIBID – Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) e o Programa de Residência Pedagógica da Região Nordeste traz comunicado sobre o evento que irá acontecer de 10 a 13 de agosto.

O evento proporcionará o debate sobre “OS SABERES E PRÁTICAS CONSTITUTIVOS DA FORMAÇÃO INICIAL EM TEMPOS DE ADVERSIDADE”.

Confira:

Notícia_seminario PIBID_RP

Colóquio sobre Alfabetização no processo de escolarização dos alunos destaca os dez anos do PIBID UESPI

Colaboração: Yasmim Cunha / Orientação: Profa  Sammara Jericó

O I Colóquio do PIBID do Campus Dom José Vásquez Díaz ocorreu no dia 02 de julho e teve como tema a “Alfabetização na perspectiva do Letramento:  a base do processo de escolarização dos alunos”.

O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência tem como objetivo estreitar os laços entre o programa e a comunidade universitária do campus, ele é uma proposta de valorização aos futuros docentes durante o processo de formação e tem como objetivo o aperfeiçoamento da formação de professores para a educação básica e a melhoria da qualidade da educação pública brasileira.

 I Colóquio do PIBID do Campus Dom José Vásquez Díaz

I Colóquio do PIBID do Campus Dom José Vásquez Díaz

O PIBID busca proporcionar aos discentes, na primeira metade do curso de licenciatura uma aproximação prática com o cotidiano das escolas públicas de educação básica e o contexto em que elas estão inseridas, o programa concede bolsas a alunos de licenciatura, participantes de projetos de iniciação à docência desenvolvidos por instituições da educação superior em parceira com as redes de ensino, na Universidade Estadual do Piauí o programa foi implantado em 2011 e desde a instituição tem participado de todas as edições, no campus Dom José Vásquez Díaz o PIBID foi implantado na última edição, no ano de 2020, com um núcleo composto por oito bolsistas, uma supervisora, uma escola e dois coordenadores na área da alfabetização ligado ao curso de pedagogia.

Participaram do Evento o Reitor Prof. Dr. Evandro Alberto, a coordenadora do PIBID, Márcia Edilene, o diretor do Campus Prof. Dr. Gasparino de Sousa e os Coordenadores do projeto do PIBID, o professor Marcos Melo e a professora Dryelle Patrícia.

“O PIBID é uma ferramenta importante, ele é o passaporte para os extramuros da universidade, hoje esses programas de iniciação e a extensão levam o campus para próximo da sociedade, nesse caso, das escolas. A UESPI mudou muito nos últimos dez anos, e para melhor. É através desses programas que a instituição tem mostrado a sua cara dentro e fora do campus”, disse o Diretor do campus.

Participação do reitor no evento

Participação do reitor no evento

O Reitor também comentou a importância de programas de extensão como o PIBID: “ é muito bom ouvir relatos como esse, de alguém que é fruto da nossa UESPI, encontros como esse entre o criador e a criatura, no bom sentido da academia, me deixa orgulhoso”. Ele reforçou ainda como é importante ter exemplos como o Marcos Melo, que é egresso da instituição e agora professor e coordenador do programa.

A convidada especial do evento, Professora Doutora Francisca Maria da Cunha conta o que levou a escolha do tema: “A defesa que tenho feito dentro da alfabetização dentro do processo de escolarização dos alunos vem sendo a base desse processo, eu tenho debruçado o meu olhar, os meus estudos e a minha pesquisa na formação continuada de professores e a minha atuação do residência pedagógica é mais atuação profissional nessa defesa, de que é preciso se pensar no formação cuidadosa e sólida para o professor que vai alfabetizar as crianças, da mesma forma em que é preciso políticas educacionais para formar o professor alfabetizador que está lá na escola e para dar condições reais e materiais de trabalho. O espaço na qual eu falo, é o espaço da escola e com muito compartilho que também sou egressa da UESPI, deixei a educação básica para me dedicar totalmente a ela, esse é o meu espaço”.

Um dos coordenadores do projeto, o Professor Marcos Melo, explicou a importância do projeto para a formação de professores. “O PIBID busca uma formação de qualidade e efetiva, e também estabelecer e estreitar com as escolas, sobretudo com as escolas da rede pública, o PIBID tem uma proposta extremamente interessante e significativa de proporcionar esse contato inicial do graduando na primeira metade do curso com a escola e o espaço da docência, sua vivência, a sua rotina, os desafios e principalmente a sua experiência, um dos aspectos primordiais é a gente vivenciar as experiências que já são exitosas e que acontecem nas escolas e também contribuir no seu aprimoramento, a realidade concreta da educação acontece nas escolas, assim nossa contribuição ocorre de forma articulada, ativa e sintonizada, contribuir com projetos de forma conjunta, com experiências e saberes e assim provocar transformações, tanto para os graduandos quanto para as escolas, principalmente em uma área que tanto necessita  de reflexões e contribuições, como a área da alfabetização, essa é a nossa primeira experiência com o PIBID, isso nos honra e nos desafia mas estamos confiantes e dispostos a aproximar a universidade com a escola’’.

Os Dez anos do PIBID UESPI

O Reitor Evandro Alberto fala sobre os dez anos do PIBID na UESPI: “Comemoramos dez anos de PIBID na nossa universidade, agradeço as contribuições, a ajuda na formação na socialização de conhecimento, esse evento de hoje, o primeiro ciclo do PIBID em Bom Jesus, mostra que pela primeira vez o campus de Bom Jesus apresenta-se como protagonista do projeto, então parabenizamos aqui de forma dupla: ao campus e ao programa”, finalizou.