Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h

PROP divulga resultado final do Edital 002/2022 do PIBIC/PIBIT

Universidade Estadual do Piauí- UESPI, através da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROP) e do Comitê Institucional de Pesquisa e Inovação Tecnológica (CIPIT), divulga o Resultado Final do Edital Nº 002/2022do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica e do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBIC-CNPQ, PIBIC-CNPQ-AF, PIBIC-UESPI-AC, PIBIC-UESPI-AF, PIBIC- FAPEPI-AC, PIBIC- FAPEPI-AF, PIBIC-Voluntário) 2020-2021 (PIBITI-UESPI, PIBITI-AC, PIBITI-Voluntário) 2022-2023.

A PROP informa aos proponentes (pesquisadores e discentes) com projeto(s) aprovado(s), sobre a obrigação de submissão dos seguintes documentos de adesão ao edital:

-Termo de compromisso do orientador (orientador).

Termo de compromisso do discente aluno (a) Bolsista ou voluntário (a).

-Declaração de não acúmulo de bolsas (apenas para os discentes, cujo projeto foi aprovado com bolsa).

Este processo deve ser realizado no período  de 08 a 15/09/2022 exclusivamente via sistema SIGPROP, na área restrita do discente e do docente. Observação: Docentes e discentes possuem acessos na plataforma do SIGPROP, cada um envia o seu termo. 


Exclusivamente para os bolsistas CNPq, para efetivação da bolsa PIBIC/PIBITI/CNPq, PIBIC/PIBITI/CNPq-AF, além, do bolsista inserir o termo de compromisso na plataforma do SIGPROP, deverá responder o e-mail que receberá do CNPq (para aceitar e assinar o termo compromisso na plataforma do CNPq), entre os dias 08/09 e 15/09/2022. Portanto nesse período o bolsista deverá acompanhar diariamente o seu e-mail, sob pena de não ter sua bolsa efetivada.

Conforme edital, é de inteira responsabilidade do discente está com seu e-mail e Currículo Lattes atualizados, uma vez que é por meio dele que o CNPq mantém contato com os beneficiários para enviar o link para assinatura do termo de compromisso.

A indicação dos discentes com bolsas UESPI ou FAPEPI só será enviado ao respectivo setor financeiro após o mesmo atualizar os seus dados cadastrais e enviar o termode compromisso na plataforma do SIGPROP.  

Maiores informações entrar em contato com a PROP pelo e-mail gabinete@prop.uespi.br.

resultado_final_pibic (1)

resultado_final_pibiti

 

PROP: Resultado parcial do Pibic e Pibiti

A Universidade Estadual do Piauí, através da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROP), informa que o Resultado Parcial do edital Nº 002/2022, referente ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) e ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI) está disponibilizado, exclusivamente, na plataforma de gerenciamento de Projeto de Pesquisa SIGPROP: https://www.uespi.br/sigprop.

Para acessar o resultado parcial, os docentes devem entrar na área restrita, selecionar o edital PIBIC 2022-2023 e verificar o julgamento da planilha de produção científica e dos projetos de pesquisa.
Os recursos contra o resultado parcial, especificamente da planilha de produção científica e dos projetos de pesquisas, devem ser feitos, exclusivamente, de forma online, através da plataforma SIGPROP, entre os dias 11 e 12 de julho de 2022.
O resultado final será divulgado até o dia 29/07/2022.

PROP: Resultado da análise de documentação do PIBIC e PIBITI já estão no Sigprop

A Universidade Estadual do Piauí, através da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROP), informa que o Resultado da análise de documentação do edital Nº 002/2022, referente ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) e ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI) está disponibilizado, exclusivamente, na plataforma de gerenciamento de Projeto de Pesquisa SIGPROP: https://www.uespi.br/sigprop .

Para acessar o resultado da análise de documentação, os docentes devem entrar na área restrita, selecionar o edital PIBIC 2022-2023, verificar no item “Julgamento (Documentação) ” a documentação julgada.
Os recursos contra a análise de documentação, devem ser feitos, única e exclusivamente, de forma online, através da plataforma SIGPROP entre os dias 17 e 18 de maio de 2022. O docente deve acessar sua área restrita da plataforma, selecionar o edital PIBIC 2022-2023, e selecionar recurso de documentação.

#UESPI35ANOS: Professores e alunos da UESPI se destacam no desenvolvimento de pesquisas

Por Liane Cardoso

A pesquisa científica é um dos três principais pilares da Universidade Estadual do Piauí. Desde 2020, alunos e professores da UESPI realizam suas pesquisas enfrentando as restrições impostas pela pandemia da COVID-19. Nesse cenário, a produção acadêmica faz-se mais necessária ainda, pois visa atender as demandas da sociedade.

“A pesquisa tem um papel muito importante para o estado e para a sociedade em geral, pois devolve, através dos resultados das pesquisas, novas tecnologias e serviços aperfeiçoados”, comentou o Professor Franklin Oliveira, diretor do departamento de Pesquisa PROP/UESPI.

O empenho dos pesquisadores pode ser comprovado através do número de pesquisas em desenvolvimento: 442 pesquisas através do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC – 2020/2021) e 14 produções por meio do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI – 2020/2021). Além desses programas, a UESPI também conta com 309 grupos de pesquisas coordenados pelos docentes da instituição.

Pesquisas

O estudante Wanderson Carvalho, discente do curso de Odontologia no campus de Parnaíba, teve seu trabalho aceito pela Revista da Associação Brasileira de Ensino Odontológico – Rev ABENO -, considerada um periódico de grande prestígio nacional. Seu artigo, intitulado “Adaptação e Produção Acadêmica em tempos de Distanciamento Social: Relato de Experiência“, é uma descrição sobre as experiências que obteve nas atividades curriculares e produções acadêmicas durante o ano de 2020. “Descrevi neste artigo sobre os eventos científicos que participei, as apresentações de trabalhos, os Webinários nacionais e internacionais, cursos EaD, submissão e publicação de artigos dentro de meu âmbito de estudo, a Odontologia”, detalhou o aluno sobre o trabalho.

Wanderson durante a apresentação de um trabalho acadêmico

Outra pesquisa de destaque é a do grupo de Química Quântica Computacional e Planejamento de Fármacos, coordenado pelo professor Francisco das Chagas, que identificou substancias no Buriti e no Jaborandi com capacidade de inibir a Covid-19. O estudo teve destaque até mesmo no Japão e na Ucrânia, onde inclusive, no mês de agosto irá apresentar sua proposta.

Em Junho deste ano, docentes e discentes do curso de Agronomia, campus Uruçuí, lançaram um compilado de suas pesquisas e estudos apresentados no I EXPOJUR – Extensão e Pesquisa Junto ao Produtor: Semeando o conhecimento em campo. O conhecimento científico dos pesquisadores foi transformado em instruções práticas para orientar produtores e agrônomos em diversos segmentos da agricultura.

“O livro apresenta os resultados de nossas pesquisas e também as experiências dos nossos alunos”, destacou a professora Marlei Rosa dos Santos. O ebook está disponível para download no site da editora da UESPI.

EdUESPI

Assim como o Livro de Anais publicado pelos pesquisadores de Agronomia, desde que foi inaugurada a Editora da UESPI já lançou diversas obras. Por isso é importante destacarmos a contribuição da EdUESPI nas produções científicas, visto que muitos trabalhos acadêmicos ganham visibilidade através dela.

Confira as publicações no site da Editora

Lives e Podcast

A Assessoria de Comunicação da UESPI realiza um quadro de Lives, intitulado de #ContaPraGente, semanalmente no canal do Youtube UESPI Oficial. A proposta visa apresentar os diversos projetos dos alunos para a comunidade acadêmica e também para o público externo. Desde fevereiro, vários uespianos já contaram sobre suas produções e, através disso, ganharam mais visibilidade na sociedade.

Letícia Braz participou de uma edição do #ContaPraGente e apresentou seu Trabalho de Conclusão de Curso sobre o Mapeamento de Homicídios em Teresina. “Depois da Live, várias emissoras de TV entraram em contato, dizendo que assistiram a transmissão e pediram para realizar entrevistas comigo sobre o assunto”, relatou a aluna entusiasmada com a repercussão do seu projeto.

A live aconteceu no mês de maio

A Ascom também produz o Uespi Podcast e em seu episódio #42 destacou a Produção de pesquisas em tempos de Pandemia. O entrevistado foi o Professor Franklin Oliveira, diretor do departamento de Pesquisa PROP/UESPI.

 

Estudante de Engenharia Elétrica desenvolve tecnologia para automação residencial

Por Liane Cardoso

Já pensou em acender ou desligar uma lâmpada com um simples comando no celular? Pensando nisso, o aluno Glenerson Vieira, do curso de Engenharia Elétrica da Universidade Estadual do Piauí, idealizou e executou uma proposta de Automação residencial por meio da tecnologia de comunicação móvel. A iniciativa foi desenvolvida através do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI).

A ideia se baseia na tecnologia de comunicação móvel, a mesma utilizada para realizar ligações e chamadas, dessa forma, o projeto utiliza sinais de frequência para executar comandos. “Conseguimos construir uma placa eletrônica capaz de receber ligações de qualquer telefone e a qualquer distância, desde que tenha sinal telefônico. Essa placa consegue executar comandos de acionamento de dispositivos previamente programados para captar a informação advinda do usuário”, explicou o discente que desenvolve a proposta.

Assista a seguir o vídeo demonstração do protótipo desenvolvido pelo projeto

O professor Juan de Aguiar é docente colaborador nesse projeto. Ele afirma que o primeiro passo para consolidar essa expertise no segmento tecnológico é explorar a tecnologia utilizada para a realização de automação e interação entre máquinas. ” É isso que temos feito e a academia deve continuar promovendo a formação de profissionais nessa área para o mercado de trabalho”, disse o docente.

Glenerson ressalta que através desse sistema é possível realizar a programação de qualquer dispositivo elétrico sem ter um contato direto com ele. “No caso da automação residencial, é possível acionar uma lâmpada ou ventilador pelo celular, dentro de casa ou até mesmo fora, possibilitando comodidade, conforto e até mesmo segurança, pois não existe um contato direto com esse equipamento”, pontuou o estudante do 5º período do curso de Engenharia Elétrica.

Material utilizado para a experiência

Essa tecnologia permite o controle total dos dispositivos eletroeletrônicos de uma casa ou até mesmo industrial, por meio de uma simples chamada telefônica a qualquer distancia, horário e sem a necessidade de internet. O aluno e o professor estudam agora a viabilidade desse sistema aplicado em novos dispositivos, tais como aparelhos de mídia e ar-condicionado.