Youtube – Uespi

#ContaPraGente: estudante fala sobre ações de voluntariado na UNICEF

Por Liane Cardoso

O estudante Carmo dos Santos, discente do curso de Jornalismo na Universidade Estadual do Piauí, campus de Picos, e vencedor do concurso internacional de vídeos da Organização das Nações Unidas (ONU), estará na próxima edição do #ContaPraGente, no canal do Youtube: UESPIOficial. A Live acontecerá nesta quarta-feira (25), a partir das 13h.

Além da premiação no concurso da ONU, o acadêmico de jornalismo também foi selecionado para integrar o programa de voluntariado do Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF) no Brasil. Atualmente Carmo Silva é produtor audiovisual em um projeto social voluntário que busca democratizar o acesso a oportunidades acadêmicas e extracurriculares para jovens brasileiros; e também participa de um projeto que ajuda estudantes brasileiros de baixa renda que querem se graduar nos EUA.

Mesmo ainda sendo estudante do segundo período de Jornalismo, o aluno revela que sempre foi fascinado pela comunicação. “A oportunidade de se comunicar, contar histórias e compartilhar conhecimento por meio da informação é algo extraordinário”, enfatizou Carmo.Na live, ele contará mais detalhes sobre suas experiências enquanto acadêmico de Jornalismo e também sobre as ações comunitárias que desempenha.

Confira também: Aluno de jornalismo do campus de Picos vence concurso internacional de vídeo da ONU

#ContaPraGente: alunos destacam a importância da pesquisa sobre o Cerrado Piauiense

Por Liane Cardoso

A edição do #ContaPraGente desta quarta-feira (18) abordou sobre as  experiências do grupo de Pesquisa Desenvolvimento sustentável do Cerrado Piauiense, do campus de Uruçuí. O aluno Isaltino Pereira, do curso de Agronomia foi o representante do grupo na live.

O acadêmico de agronomia destacou que o grupo contribui significativamente para a formação profissional dos discentes. “Hoje, as empresas não procuram só pessoas que saibam trabalhar no campo, mas profissionais que saibam também desenvolver pesquisas na área”, disse.

O #ContaPraGente acontece toda quarta-feira no canal do Youtube da UESPI

Com o grupo de estudos, novas possibilidades podem ser encontradas. “Esse grupo nos possibilita ter mais conhecimento e vivência nas propriedades rurais, além de aliar teoria e prática com o intuito de haver um equilíbrio entre esses dois conhecimentos”, ressaltou o aluno durante a Live.

A aluna Thalita Alves também teve uma breve interação na transmissão sobre o trabalho que desenvolve no campus de Uruçuí.

Assista a Live completa no canal do Youtube UESPI Oficial.

 

#ContaPraGente: conheça pesquisas e ações desenvolvidas na agricultura do Cerrado Piauiense

Por Liane Cardoso

O grupo de pesquisa Desenvolvimento sustentável no Cerrado Piauiense, do curso de Agronomia da Universidade Estadual do Piauí, campus Uruçuí, promove ações que visam melhorar a agricultura local e estadual. Para entender melhor como funciona o projeto e como seus estudos auxiliam a comunidade, convidamos dois discentes que participam do grupo, Isaltino Pereira e Jaildo Júnior, para a Live do #ContaPraGente, que acontece nesta quarta-feira (18), a partir das 13h, no canal do Youtube: UESPI Oficial.

O objetivo do grupo é pesquisar sobre as culturas cultivadas na região, verificando aspectos como o solo, irrigação, produção, dentre outros. Para tornar pública as ações e os resultados, os integrantes criaram um canal no Youtube para divulgarem as pesquisas realizadas: coordenação agronomia.

O aluno Isaltino Pereira, estudante do 6º bloco de agronomia, explica que o grupo trabalha em parceria com fazendas da região para realizar as ações. “Nós (alunos) juntamente com os professores, desenvolvemos um trabalho de pesquisa tanto na área de Nutrição como na área de avaliação de produtividade”, pontuou.

Veja também: Pesquisadores estudam sobre o desenvolvimento agrícola no Cerrado Piauiense

#ContaPraGente: aluno explica como é possível simular estruturas vasculares através de cálculos matemáticos

Por Liane Cardoso

Na próxima quarta-feira (11) acontece mais uma live do quadro #ContaPraGente. O aluno Vinicius Marques, estudante do 8º período do curso de Ciências da Computação, da Universidade Estadual do Piauí, contará sua experiência com o trabalho que desenvolve: identificação de anomalias sanguíneas através de cálculos matemáticos.

O projeto começou a ser desenvolvido nesse ano e conta com a orientação do professor Pitágoras Pinheiro e com a colaboração do acadêmico Marcos Vinicius de Oliveira. O trabalho do grupo consiste em simular fenômenos sanguíneos do ponto de vista matemático, médico e computacional, sem a necessidade de intervir diretamente nos pacientes.

A partir de imagens médicas obtidas por meio de softwares, são construídas malhas matemáticas que permitem visualizar a simulação de fluidos. “Com isso também conseguimos simular diversas situações presentes no meio médico, além de possibilitar diversos cálculos para prever, por meio da malha gerada, alguns tipos de problemas de saúde”, relatou Vinicius.

Na live, o estudante detalhará como o projeto é desenvolvido, quais são os recursos utilizados e em que se baseiam seus estudos. A transmissão acontecerá no canal do Youtube da UESPI Oficial a partir das 13h.

#ContaPraGente: estudantes analisam séries da Netflix a partir da crítica literária

Por Liane Cardoso

Nesta quarta-feira (04), aconteceu mais uma live do quadro #ContaPraGente no canal do Youtube UESPI Oficial.

Estudantes do curso de Inglês da Universidade Estadual do Piauí, campus Parnaíba, participaram da transmissão e explicaram sobre as pesquisas científicas que desenvolveram a partir de séries da Netflix.

Vitor Hugo Sousa Oliveira, Hellen Pereira Silva e Lays Christine Santos, são os três discentes que estiveram na Live. No início, os acadêmicos apresentaram seus trabalhos e mostraram imagens das séries analisadas, destacando também as principais teorias que nortearam seus estudos.

A transmissão teve início às 13h no Youtube

Os alunos também incentivaram o desenvolvimento de pesquisas nessa área, pois é um campo vasto para a crítica literária. “Quando assistirem a uma série ou filme, olhem para além das cenas e dos textos, e vejam a problemática que existe ali”, pontuou Vitor Hugo no final da Live.

Assista a Live completa no canal do Youtube da UESPI Oficial.

LIVE: Edital Ideiaz é apresentado na quarta-feira (11) no canal do Youtube da UESPI

Por Liane Cardoso

Na próxima quarta-feira (11), a partir das 15h30, acontecerá a apresentação do Edital Ideiaz, no canal do Youtube UESPI Oficial. Essa iniciativa é uma oportunidade para professores e alunos da Universidade Estadual do Piauí transformarem seus projetos e ideias em negócios.

O Programa Ideiaz é realizado pela Anprotec, Sebrae e Secretaria Especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia (Sepec/ME), e visa atender com abrangência nacional, ideias e projetos de negócios inovadores em estágio inicial de todas as regiões do país.

De acordo com o Professor Rodrigo Baluz, o webinar sobre o edital é uma forma de incentivar os docentes e discentes da UESPI a mostrarem suas ideias e projetos. “O público-alvo dessa Live são os professores e alunos da UESPI, principalmente aqueles que têm projetos e ou tem a intenção de transformar ideias em negócio, porém não sabem como fazer para levá-los adiante”, destacou o professor.

Mais de 400 projetos de negócios em fase de ideação serão selecionados e ganharão atendimento gratuito pelas incubadoras e aceleradoras de todo o país, credenciadas no Programa Ideiaz. As inscrições para o edital seguem abertas até o dia 23 de agosto.

Na Transmissão da próxima semana, estará presente a gerente de projetos da Anprotec, Ana Roberta, que esclarecerá mais detalhadamente sobre o programa e os benefícios ofertados.

#ContaPraGente: estudantes desenvolvem pesquisas científicas sobre séries da Netflix

Por Liane Cardoso

Na próxima quarta-feira (04), a partir das 13h no canal do Youtube UESPI Oficial, tem Live do quadro #ContaPraGente. O bate-papo será com estudantes do curso de Inglês da Universidade Estadual do Piauí, campus Parnaíba, que desenvolvem pesquisas científicas sobre séries da Netflix.

Vitor Hugo Sousa Oliveira, Hellen Pereira Silva e Lays Christine Santos, são os três discentes que participarão da live. Apesar de abordarem sobre diferentes séries em seus trabalhos, o que essas pesquisas têm em comum são os fundamentados nos pressupostos teóricos da Crítica Literária enquanto área de conhecimento.

Pesquisas

“Por ordem dos Peaky Blinders”: as relações de poder na série à luz da corrente marxista é o título do trabalho de Vitor Hugo. Segundo o estudante do 3º período de Letras Inglês, o trabalho busca construir diálogos entre a corrente literária marxista e a série de televisão britânica Peaky Blinders (2013), especialmente no que diz respeito ao conceito de relações de poder.

“Dialogar com a corrente marxista é essencial porque essa vertente da crítica literária tem a proposta de fazer com que os indivíduos tenham ciência da situação de exploração em que se encontram e, em alguma instância, busquem saídas dessas situações de opressão”, destacou o aluno sobre a importância de sua pesquisa.

A aluna Lays, que analisou sobre “Black Lives Matter: da vida real para a série When They See Us (2019) à luz da corrente afro-americana”, abordando as manifestações de racismo estrutural que ocorrem nas cenas, reconhece que a ciência tem o poder de transformar a sociedade. “As leituras e análises me ajudaram a perceber que precisamos mudar ações e nos educar quanto ao racismo estrutural. Então vejo que entender o poder da ciência é fundamental para todos os profissionais, principalmente para quem leciona, pois estaremos modificando a sociedade nas nossas aulas”, reforçou a estudante.

Helen Pereira também é amante da pesquisa e das contribuições sociais que esta traz. Ela estudou sobre Freud (2020), a série da Netflix: conceitos freudianos à luz da corrente psicanalítica. “Esse é o segundo projeto de pesquisa que participo, e é mais um passo para o meu desenvolvimento acadêmico e também como pesquisadora”, disse ela.

Na quarta-feira (04), a transmissão começará às 13h.

Veja também: Estudantes do curso de Inglês realizam trabalhos a partir de livros e séries da Netflix

#ContaPraGente: Memes despertam o interesse de estudantes em pesquisas científicas

Por Liane Cardoso

No início da tarde desta quarta-feira (21) aconteceu mais uma Live do #ContaPraGente. Conversamos com Alana do Santos, egressa do Curso de Letras da Universidade Estadual do Piauí, e com Francisca Silveline, acadêmica do mesmo curso, sobre suas pesquisas relacionadas aos memes da internet. A transmissão aconteceu  no canal do Youtube UESPI Oficial.

Na Live, abordamos desde o conceito de memes até o resultado das pesquisas. Ainda durante a transmissão elas aproveitaram para frisar que os memes sempre têm uma finalidade e por isso se faz necessário estudá-los.

A live está disponível no canal da UESPI no Youtube

O público participou ativamente da Live através dos comentários no chat ao vivo. Os espectadores se identificaram com a temática de estudo das estudantes. Cleovan Sousa, discente do II período de Pedagogia no campus de Picos, comentou: “Desde o bloco I (do curso de Pedagogia) tenho o desejo de trabalhar com memes. Vendo a pesquisa das meninas e principalmente o sorriso da Alana, fiquei mais motivado”.

Assista a Live completa no canal do Youtube da UESPI Oficial.

 

#ContaPraGente: Alunas abordam projeto sobre uso dos memes em livros didáticos e discursos midiáticos

Por Liane Cardoso

Nesta quarta-feira (21) tem live do #ContaPraGente no canal do Youtube UESPI Oficial. Dessa vez, vamos conversar sobre o Uso dos memes em livros didáticos e discursos midiáticos.

Para isso, convidamos a aluna Silveline Pereira, que pesquisa sobre a presença de memes em Livros didáticos, e a egressa Alana dos Santos, que concluiu sua monografia sobre os efeitos de sentidos nos memes do Suricate Seboso.

Na live, as participantes irão expor o resultado dos seus trabalhos e relatar como foi possível analisar algo tão peculiar do ambiente virtual, os memes. A transmissão começará às 13h e o público poderá interagir, comentado ou enviando perguntas, através do chat ao vivo.

“Esperamos que a reflexão sobre a intertextualidades do memes passe a ser discutida no ensino de língua portuguesa”, pontuou Silveline sobre a finalidade de seu projeto de pesquisa.

Alana dos Santos também destaca a importância da análise desse gênero. “Na produção da minha monografia focamos nos efeitos de sentidos a partir de 3 memes do Suricate. E no último capítulo realizamos as conclusões ressaltando os discursos encontrados nesses materiais, tais como assuntos envolvendo religiões, orgulho regional, cultura, dentre outros”, explicou.

#ContaPraGente: alunos falam sobre saúde bucal e reforçam o hábito da higiene

Por Liane Cardoso

Nesta quarta-feira (14) aconteceu mais uma Live do #ContaPraGente no canal do Youtube da Nossa UESPI. Os três convidados eram alunos do curso de Odontologia no campus de Parnaíba. Eles falaram sobre o impacto que a alimentação tem na saúde bucal e reforçaram a importância da higiene adequada.

No início da Live, cada participante apresentou brevemente seu trabalho e comentou sobre o resultado de sua pesquisa. Em seguida, foram discutidas algumas temáticas como: as principais causas de problemas relacionados a saúde bucal, alimentos que prejudicam os dentes e impactos da pandemia no consultório odontológico.

Durante a transmissão, os discentes destacaram alguns alimentos maléficos (se consumidos em excesso), tais como sucos industrializados, iorgutes, achocolatados, dentre outros. Contudo, Andressa Santos aproveitou para ressaltar que as pessoas não precisam excluir esses produtos da alimentação. “Vocês podem consumir esses alimentos, mas com cautela. E caso queira exagerar um pouco, não esqueça da escovação, pois ela tem uma grande influência na saúde bucal”, informou a discente do 10º período.

Os estudantes compartilharam seus conhecimentos e alertaram sobre saúde bucal

No final da transmissão, os alunos contaram como foi a experiência de executar uma pesquisa através do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC). Os acadêmicos relataram ainda que desde o início da graduação são estimulados pelos professores para o desenvolvimento de pesquisas.

Assista a Live completa no canal do Youtube UESPI Oficial.

UESPI apresenta pesquisas sobre Gamificação na primeira produção para o Programa Univerciênica

Por Liane Cardoso

Neste sábado (10), a partir das 14h30 na TV Antares, e na segunda-feira (12), às 10h no canal do Youtube da UESPI Oficial, será exibido o 8º episódio da primeira temporada do Univerciência, programa brasileiro de TV aberta e Internet, produzido em parceria com universidades públicas e TVs públicas nordestinas, e que tem como foco a difusão da ciência. Nessa transmissão, a Universidade Estadual do Piauí apresentará sua primeira produção.

O conteúdo proposto pela UESPI para o 8º programa traz como abordagem as pesquisas sobre Gamificação, executadas tanto na área da saúde, quanto no contexto da administração. A intenção é mostrar como esse recurso é utilizado nestas duas perspectivas.

O professor Rodrigo Baluz, docente do curso de Ciências da Computação, participou desta edição. Ele entende a necessidade de aproximar a sociedade das pesquisas desenvolvidas pelas Instituições de Ensino Superior. “Participar do Programa Univerciência é exatamente colaborar com a popularização da ciência, levando a pesquisa de encontro aos problemas reais vividos pelos cidadãos”, disse o professor Baluz.

Sentimento de orgulho é o que define o aluno Felipe Moura nesse momento. O jovem também participou do 6º episódio e está bem empolgado com a iniciativa do Univerciência. “Poder compartilhar meus conhecimentos com outras pessoas, inclusive com outras universidades, é algo muito importante. Estou muito orgulhoso!”, expressou Felipe.

Nessa primeira temporada estão sendo exibidos 15 programas de 26 minutos, que trazem resultados do conhecimento e saberes nas Universidades na relação com o cotidiano da população nordestina. Os programas podem ser assistidos em diferentes dias e horários nas diversas emissoras, que juntas alcançam cerca de 40 milhões de pessoas em 10 estados brasileiros, sendo o conteúdo disponibilizado semanalmente nos canais na Internet por cada TV e universidades participantes.