Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h

Curso de Direito: alunos prestam atendimento jurídico gratuito em Picos

Por João Fernandes

Os alunos do curso de Direito estão prestando atendimento ao público esclarecendo dúvidas e auxiliando em serviços jurídicos.

Os atendimentos são voltados para pessoas de baixa renda e acontecem no Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ) do Campus Prof. Barros Araújo, em Picos, da Universidade Estadual do Piauí (UESPI). A atuação do NPJ possibilita que as pessoas atendidas possam ter acesso a justiça de forma gratuita.

Os atendimentos são feitos pelos próprios alunos, assim,  eles podem vivenciar a prática conciliada com a teoria vivenciadas em sala de aula.

Sob coordenação dos professores Hamurabi Siqueira e Ingrid Medeiros, o NPJ reforça a função social da Universidade, pois retorna para à sociedade os benefícios da universidade pública. Ao mesmo tempo, a atividade capacita  os discentes os quais podem vivenciar o dia a dia do profissional do Direito. 

Além de ter contato com processos reais e profissionais da área, os estudantes ainda podem se familiarizar com a linguagem jurídica. Para o aluno Pablo Ryan Barros Lisboa é como se estivesse experimentando como será sua rotina como advogado. “É extremamente gratificante e desafiador. Aqui podemos participar do atendimento ao publico, sugerir soluções jurídicas, elaborar petições e  executar outras atividades que possibilitam nosso desenvolvimento como futuros operadores de Direito”, contou o aluno.

Os atendimentos têm como foco causas do Juizado Especial Cível (causas cíveis e consumidor) e Direito de Família, mas, também, presta orientação em Direitos do Trabalho e Direitos Previdenciários.

Para o professor Hamurabi Siqueira, coordenador do NPJ, o núcleo cumpre função social uma vez que contribui para o acesso à justiça aos que não possuem condições financeiras para arcar com as despesas de um processo judicial. “O NPJ tem uma importância acadêmica muito relevante uma vez que os alunos colocam em prática aquilo que aprenderam em sala de aula e tem contato próximo com as pessoas que necessitam desse auxílio jurídico. Mas, sobretudo, o NPJ tem uma importância social na prestação deste auxílio para pessoas de baixa renda”, afirmou o professor.

Para ser atendida a pessoa interessada deve se dirigir até o Campus Prof. Barros Araújo no bairro Junco. O NPJ funciona das 7h às 13h de segunda a sexta-feira. 

Para mais informações 

Um a cada três discentes são contemplados em programas de assistência estudantil na UESPI

Por Anny Santos

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI), por meio de um conjunto de programas, busca promover a justiça social, pois sabe que o acesso à Educação é um direito de todos. Com a recente divulgação de 2.006 alunos contemplados no Programa de Auxílio Alimentação, as Pró-Reitorias reiteram a importância desses programas através da divulgação dos dados referentes aos beneficiados.

PREX – Pró-Reitoria de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários

Ao todo 2.681 alunos são assistidos pelos programas do Departamento de Assuntos Estudantis e Comunitários (DAEC) da Pró-Reitoria de Extensão Assuntos Estudantis e Comunitários (PREX). Soma-se ainda mais 140 bolsas disponibilizadas pelo Departamento de Programas e Projetos de Extensão (DPPE) e da Divisão de Programas Socioculturais (DPSC) também da PREX.

Ivoneide Alencar, Profa. Dra. e Pró-Reitora da PREX, reforça que os programas atuam de forma articulada com ensino, pesquisa e extensão, possibilitando que a Politica de Assistência Estudantil e Comunitária seja estruturada por diversos programas institucionais. “Os programas contribuem com a promoção da saúde, com a qualidade de vida e desenvolvimento profissional no contexto universitário e para além dele. A PREX abrange os programas com ênfase na inclusão social”.

Segundo a Diretora do DAEC, Profa. Hilziane Brito, os programas são ferramentas que contribuem para a permanência, dentro do ambiente acadêmico, dos alunos em vulnerabilidade social. “Todos esses programas visam a permanência desses alunos na universidade. Os contemplados, que possuem a característica específica da vulnerabilidade socioeconômica, podem seguir suas trajetórias acadêmicas com a ajuda desses auxílios e bolsas”.

O Departamento de Assuntos Estudantis e Comunitários (DAEC) é responsável pelos programas de Estágio Não Obrigatório, Auxílio Alimentação Estudantil, Auxílio Moradia, Bolsa Trabalho, Apoio Pedagógico, Atendimento Psicológico e Núcleo de Acessibilidade da UESPI.

O Auxílio Alimentação corresponde a uma bolsa no valor de R$ 200,00 (duzentos reais) mensal para ajudar na refeição diária dos discentes regularmente matriculados em cursos de graduação nos campi da UESPI na modalidade presencial e que se encontram em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Os recursos são provenientes do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop).

A aluna Teresa Cristina de Carvalho, do 7° período de Psicologia, descreve a importância do Auxílio Moradia em sua formação e destaca como os programas de assistência e permanência estudantil são importantes direitos conquistados pelos estudantes para que se reduza cada vez mais o número de pessoas que desistem de seus cursos e sonhos por questões de vulnerabilidade socioeconômica.

“O Auxílio Moradia contempla quem precisa sair da sua cidade natal para estudar e que nem sempre conta com o apoio de familiares na cidade da sua universidade. É  uma política social que auxilia o estudante a se tranquilizar quanto a ter um lugar para se estabelecer e estudar fora do ambiente acadêmico, possibilita ter o seu cantinho de estudos  e ficar mais tranquilo quanto ao custo de todas as despesas que envolvem uma moradia, pois sabemos que são muitas e cada vez mais de alto custo”.

PROP – Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação

Além da PREX, a Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação também oferta bolsas para a iniciação científica. De acordo com as informações prestadas pelo Pró-Reitor, Prof. Dr. Rauirys Alencar, a bolsa é um incentivo para todos, mas os editais de fomento à pesquisa têm como valor principal o incentivo e uma maior qualificação acadêmica. “A FAPEPI entrou também como parceira, contribuindo com mais 25 bolsas a serem distribuídas. Com isso a gente espera incentivar mais a comunidade acadêmica, os docentes e também os discentes, a apresentarem mais projetos de Iniciação Científica e Inovação Tecnológica, aumentando a prospecção da UESPI no desenvolvimento de produtos que tenham essa característica de inovação e que tenham esse potencial de se transformar em tecnologia a ser disponibilizada a indústria”.

PREG – Pró-Reitoria de Ensino de Graduação

A Pró-reitoria de Ensino também oferta um tipo de bolsa. Essa é relativa ao programa de Monitorias Remuneradas. O programa tem como objetivo possibilitar ao corpo discente o desenvolvimento de habilidade relativas à carreira docente, além de permitir o aprofundamento aos conteúdos teóricos e práticos na disciplina que o(a) candidato(a) concorre.

Em Abril, a PREG lançou um Edital para o semestre de 2021.2. com um total de 400 vagas.

Diferença entre Auxílio e Bolsa

Os auxílios possuem a característica de viabilizar o acesso e a permanência, dentro do ambiente acadêmico, dos alunos em vulnerabilidade social. As bolsas possuem um importante papel, o de contribuir para a formação profissional dos discentes contemplados.

UESPI lança edital do Programa Auxílio Alimentação Estudantil com mais de 2 mil vagas

A Universidade Estadual do Piauí lança o edital do Programa Auxílio Alimentação Estudantil – Modalidade I – Auxílio Pecuniário para os Campi Rio Marataoan (Barras), Dom José Vasquez Dias (Bom Jesus), Heróis do Jenipapo (Campo Maior), Dep. Jesualdo Cavalcanti (Corrente), Dra. Josefina Demes (Floriano), Possidônio Queiroz (Oeiras), Prof. Alexandre Alves de Oliveira (Parnaíba), Prof. Barros Araújo (Picos), Prof. Antônio Giovani Sousa (Piripiri), Prof. Ariston Dias Lima (São Raimundo Nonato), Poeta Torquato Neto e Clóvis Moura (Teresina) e Cerrado de Alto Parnaíba (Uruçuí).

Vagas e bolsa

Programa de Auxílio Alimentação Estudantil viabiliza recursos para garantir aos discentes em situação de vulnerabilidade socioeconômica uma refeição diária. São 2.431 vagas para os alunos da graduação na modalidade presencial, que estejam regularmente matriculados, que se encontram em situação de vulnerabilidade socioeconômica. A bolsa será no valor de R$ 200,00 mensais.

Inscrições

As inscrições serão no período de 09 a 16 de agosto, mediante o envio da documentação digitalizada (preenchida manualmente e escaneada ou preenchida digitalmente com inserção de assinatura digital), através do FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO ONLINE.

O resultado final está previsto para 14 de setembro.

Quem pode participar

a) Aluno regularmente matriculado em cursos presenciais de graduação da UESPI e frequentando as aulas;
b) Aluno em situação de vulnerabilidade socioeconômica que dificulte sua permanência na graduação, comprovada conforme documentação exigida no edital;
c) Possuir renda per capita mensal de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos, com base no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal – CadÚnico, regulamentado pelo Decreto nº 6.135, de 26 de junho de 2007.

Em caso de dúvidas relacionadas à inscrição e/ou documentação os discentes podem entrar em contato pelo e-mail
auxilioalimentacao@prex.uespi.br.

Confira:

 Edital Auxílio Alimentação Estudantil