Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h-1

Curso de Pedagogia da UESPI comemora seus 20 anos de atividade

Por Clara Monte

Na última terça-feira (10), a Coordenação do curso de Pedagogia da Universidade Estadual (UESPI), campus Clóvis Moura (CCM), organizou um evento em comemoração aos 20 anos do curso.

Comunidade acadêmica de pedagogia reunida

O encontro aconteceu no auditório do CCM e contou com a presença da Pró-reitoria de Ensino de Graduação (Preg), apresentação do Coral da Uespi, composição de mesa de saudação e uma roda de conversa sobre a importância da criação do curso de pedagogia na região sudeste de Teresina.

Composição de mesa de Saudação

Profa. Ana Célia de Sousa, Coordenadora do curso, disse que esse encontro serviu como um momento de confraternização e comemoração entre discentes e docentes pelos anos de ensino pedagógico no campus, mais também como reflexão histórica pela importância do curso na vida dos envolvidos.

“Estamos construindo história em um bairro de Teresina, mas que se tornou uma grande Região. O Dirceu até já poderia se tornar uma cidade, porque já possui estruturas para tal, como uma Universidade Pública. Talvez alguns moradores não conheçam a Campus Clóvis Moura, porém sabem que aqui um dia foi um CSU- Centro Social Urbano, que atendia as famílias carentes e foi espaço, também, onde os adolescentes e a juventude vinham para desenvolverem práticas de leitura, de teatro, reuniões dentre outras atividades”.

A Coordenadora também enfatizou que o evento mostra a importância do curso para toda a Uespi, levando a universidade mais próxima da comunidade, contribuindo ao longo dos seus 20 anos de ensino para a formação de vários jovens, seja ensino, mestrado, doutorado e até aprovações em concursos.

O evento contou com a presença de alunos egressos do curso para a homenagem ao ensino. E foi finalizado com bolo e parabéns.

Comemoração dos 20 anos do curso de pedagogia

Contribuições do curso de pedagogia no CCM

O Curso de Pedagogia, Campus Clóvis Moura possui, hoje, 15 professores efetivos. Destes, 8 doutores, 5 mestras, 4 doutorandos. E duas professoras já assumiram a função de Pró-Reitoras da universidade.

Também possui dois Núcleos de Pesquisa e Extensão, que desenvolvem várias projetos e pesquisas que resultaram em publicações de livros e artigos. A BrinquedoLer, espaço para desenvolvimento das práticas educativas, serve para desenvolver parcerias com a CMEI Maria José Arcoverde, que fica ao lado do campus.

Além disso, criaram e editam a Revista Clóvis Mouras de Humanidades, que vem se destacando em suas edições, onde homenageia um artista piauiense.

25 de julho: no dia nacional do escritor, UESPI destaca obra feita por egressa

Por Giovana Andrade

No dia 25 de julho, comemora-se o dia Nacional do Escritor. O dia escolhido começou a ser comemorado a partir da década de 1960, com a realização do Primeiro Festival do Escritor Brasileiro, organizado pela União Brasileira dos Escritores sob a presidência de João Peregrino Júnior e Jorge Amado, sendo o último um dos grandes nomes da literatura no Brasil.

Para homenagear os escritores em seu dia, a Assessoria de Comunicação da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), conversou com Marcela Oliveira, egressa do curso de Licenciatura em Pedagogia e autora do livro “Neurociência e práticas pedagógicas: contribuições para o ensino de crianças autistas”.

25 de julho 

O objetivo da data é ressaltar a importância do trabalho desses profissionais, que através da escrita têm o poder de transmitir conhecimento, cultura, contar histórias, criar personagens marcantes e transformar não só as pessoas, mas também o mundo. Na nossa universidade, professores e alunos têm a oportunidade de despertar seu lado “escritor” e, ainda, compartilhar com a comunidade.

O livro da egressa Marcela Oliveira é uma das obras que os nossos uespianos desenvolveram. O material apresenta o percurso histórico na busca pela autenticada da educação infantil e as inúmeras conquistas relacionadas a concepção de criança. Além da importância de educadores alicerçaram suas práticas pedagógicas a conhecimentos neurocientíficos que condizem com as singularidades de cada educando.

A egressa destaca que sempre gostou de escrever e que sua família e professores foram suas maiores inspirações . “Esse foi meu primeiro livro, o primeiro de muitos! Comecei a pensar na temática desde os meus primeiros passos na graduação e já entrei no meu curso com objetivos a serem traçados como: participar de projetos, de grupos de pesquisas, e um livro”, pontua.

O livro é resultado do seu trabalho de conclusão de curso – TCC, que foi construído antes da etapa exigida pela universidade, sendo aperfeiçoado no grupo de estudos da UESPI – GEEIDA idealizado pela  professora mestra Maria de Jesus Rodrigues.

Marcela ainda descreve que é uma mistura de sensações em ver alguém lendo seu livro. “Escrever parece fácil, mas quando você escreve sobre algo que as pessoas demonstram interesse naquilo que você escreveu, no modo como você organizou os seus pensamentos a sensação é de já não é mais sobre nós (autores) mas algo maior, algo que transcende quem somos, e de fato vemos a relevância do nosso tema, a importância da nossa escrita clara e o compromisso com a verdade escrita”.

Ela afirma que continua estudando sobre o cérebro e que ainda este mês pretende lançar um e-book também sobre neurociência e autismo pela UESPI.

Marcela Oliveira Castelo Branco, egressa do curso de Licenciatura em Pedagogia da UESPI.

Editora da UESPI 

Através do site da Editora da UESPI, toda a comunidade pode ter acesso a livros, e-books, artigos e publicações em geral de discentes, docentes e técnicos da universidade.

Acesse o site: https://editora.uespi.br/index.php/editora