Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h

Residência Multiprofissional em Saúde da Família e Comunidade da UESPI promove campanha em alusão ao Setembro Amarelo

Por Vitor Gaspar

O Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família e Comunidade da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), realizou durante o mês de setembro ações em comunidades em bairros da cidade de Teresina-PI em alusão a campanha do Setembro Amarelo, campanha de prevenção ao suicídio.

Idosos segurando faixa do Setembro Amarelo

A equipe desenvolveu várias ações em comunidades, por meio de rodas de conversa, vivências, discussões e reflexões acerca da temática. Os locais onde foram realizadas as ações foram no Centro Social Padre Pedro Arrupe, com a participação dos idosos, no Centro Social Cristo Rei, com pessoas da comunidade, além de atividades nos espaços comunitários das unidades básicas de saúde dos bairros Cristo Rei e Monte Castelo, onde as ações contemplaram os usuários das respectivas UBS.

A Preceptora Camila Siqueira destaca que em todos os anos a equipe desenvolve ações em comunidades, pois a Residência está vinculada a algumas Unidades Básicas de Saúde (UBS), na cidade de Teresina. Em cada UBS são desenvolvidas atividades relacionadas as temáticas desenvolvidas ao longo do ano. Ela destaca a recepção positiva das pessoas que estavam nos locais acompanhando o trabalho.

Ações sendo desenvolvidas em uma comunidade

“As pessoas nos recebem muito bem, se engajam nessas atividades e os resultados são muito positivos porque percebemos que esse acesso a informação ajuda a prevenir questões relacionadas ao suicídio. Essas pessoas podem ser consideradas como multiplicadoras, pois elas acabam levando essas informações para dentro de casa e para a vizinhança, além de realizar algumas orientações sobre que tipo de rede procurar, já que apresentamos tudo isso a elas durante as nossas rodas de conversa”.

Para o psicólogo residente Felipe Braga, as ações foram realizadas seja especificamente na categoria de psicologia, seja de forma multiprofissional. “Graças a Deus tudo correu muito bem, tivemos boa recepção por onde passamos! Cada um dos momentos criados foi importante para levar às pessoas a importância do autocuidado, dos fatores de proteção para uma boa saúde mental e também para divulgar a Rede de Atenção Psicossocial de nossa cidade e nosso estado”.

Os encontros contam com entrega de presentes para os participantes

Segundo Rose Batista, Preceptora do Programa, as pessoas são conhecedoras do trabalho e isso garante uma boa receptividade e participação nas ações desenvolvidas. Segundo ela, no Programa, a categoria de Psicologia se organiza realizando atividades em grupos, atendimento psicológico na modalidade de plantão psicológico. “Temos também visitas domiciliares, educação em saúde e saúde mental, psicoeducação e atualmente com atuação em estágio na Gerência de Saúde Mental do Estado e projeto também versando sobre saúde mental numa escola do território a ser executado em breve com alunos do 7° ano do Ensino Fundamental Maior”, finaliza a professora.