Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h

Confira as próximas publicações da EdUESPI

Por Anny Santos

A Editora da Universidade Estadual do Piauí (EdUESPI) lança mais duas novas obras, advindas de professores do curso de Jornalismo da nossa UESPI, em seu catálogo. A obra “Trilhas e impactos da comunicação popular, comunitária e alternativa no Brasil” é fruto de pesquisas científicas do Núcleo de Estudos de Comunicação Comunitária, grupo nacional. Já “Luar do São João” é um livro-reportagem que conta a história de uma quadrilha muito importante para a valorização cultural do Piauí.

Valorização cultural do Piauí

A obra “Luar do São João” é um livro-reportagem que conta a história da quadrilha, com o mesmo nome que leva o título, que completou 10 anos de existência. Ele foi escrito a partir dos relatos dos próprios quadrilheiros, que marcaram o grupo de alguma forma. Escrito pela professora de Jornalismo, Sammara Jericó, juntamente com as alunas Letícia Dutra e Mirelly Moura, os momentos únicos vividos pelo grupo desde o início, ainda incerto, até o momento em que ganharam maior projeção com a vitória no Festival de quadrilhas juninas Globo Nordeste ganham vida.

Para a aluna Letícia Dutra, sua motivação parte de uma vontade pessoal de fazer mais parte da vida acadêmica através das oportunidades que a UESPI oferece e da inspiração que a professora Sammara Jericó refletiu através da disciplina Técnica de Entrevista, Reportagem e Pesquisa em Comunicação. Além de contribuir para dar destaque a uma forma de expressão tão regional que é a quadrilha junina.

“Acredito que o principal benefício para ambas as comunidades, acadêmica e externa, seria conhecer a história daqueles que prezam pela nossa cultura, que mesmo diante de tantas transformações ainda resiste. É uma forma de dar visibilidade para eles e trazer a história desse grupo para outros nichos. Além disso, o livro também é um registro de uma parte considerável da história da Luar que se entrelaça com tantas vidas que foram transformadas de alguma forma pela arte. Pesquisadores que se interessam pelo tema também podem utilizar o livro como fonte”.

Segundo ela, escrever o livro-reportagem foi muito importante para sua formação e ter um incentivo a mais por parte da Editora da UESPI na divulgação deste livro é fundamental. “Só tenho a agradecer a instituição que ajuda a cultivar e concretizar sonhos de professores, estudantes, pesquisadores e técnicos. Queria agradecer também a minha dupla Mirelly Sousa com quem compartilhei essa experiência incrível e aos integrantes da Luar por compartilhar suas histórias conosco. Sinto que a cada nova entrevista e contato direto com os quadrilheiros eu me sentia mais próxima da essência do jornalismo, por isso que ele tem um papel muito importante na minha formação. A execução desse livro nos ajudou muito a entender o cuidado da relação com a fonte, do relato da mesma”.

Já Mirelly Sousa destaca que o Piauí é um dos estados do Nordeste que não possui uma representatividade cultural marcante em comparação com os demais. Ao longo dos anos, a Luar do São João vem trabalhando para colocar o Estado no meio das grandes quadrilhas. Escrever sobre ele valoriza uma cultura rica e única.

“Escrever um livro reportagem não é fácil, requer tempo, organização e dedicação. A realização deste livro se deu em decorrência de um excelente trabalho em equipe e através do apoio coletivo conseguimos concluir sem muitos empecilhos. Fico muito feliz em fazer parte desse lindo projeto. Acredito que ao realizar as entrevistas e escrever as histórias, pude explorar a minha escrita e vivenciar experiências importantes para a minha formação”.

Confira o livro. 

Comunicação popular e comunitária no Brasil 

O livro “Trilhas e impactos da comunicação popular, comunitária e alternativa no Brasil”, organizado por Orlando Berti, professor do curso de Jornalismo, Cicilia M. Krohling Peruzzo e Rodrigo Gabrioti, é fruto de dois anos de pesquisas do Núcleo de Estudos de Comunicação Comunitária e Local, um grupo nacional de pesquisadores que trabalham questões comunicacionais, comunitárias, populares e alternativas. São 26 textos de pessoas, de dentro e fora do pais, que totalizam um grande compêndio de quase 600 páginas. O seu lançamento online acontece em novembro. 

Segundo Orlando Berti, os textos fazem parte de uma releitura dos trabalhos de pós-doutorado dos professores e pesquisadores, onde vivenciam questões da Teoria da Comunicação Comunitária. “Encontramos também no livro, que é organizado e capitaneado pela professora Cicilia Peruzzo, líder do grupo, questões de atualidades, questões sociais e questões da contemporaneidade. A obra foi lançada na Intercom e terá uma versão e-book pela EdUESPI, a partir de novembro, sendo lançado no Congresso do Pensacom Brasil”.

O livro, em sua versão impressa, pode ser adquirido por meio do e-mail berti@uespi.br. 

Confira mais sobre a EdUESPI

EdUESPI: saiba mais sobre nossa Editora

Por Anny Santos

Você conhece a nossa editora online? A Editora da Universidade Estadual do Piauí (EdUESPI) possui funções e atribuições de natureza técnica, consultiva e deliberativa, além de ter competência sobre os projetos de publicação que integram a política editorial da Universidade, atendendo às necessidades editoriais de impressões e eletrônicos.

De acordo com o professor Marcelo Neto, Diretor da EdUESPI, o número atualizado de publicações chega a 112, entre 2020 e setembro de 2022. Foram 69 e-books (dentre esses 15 são e-books e impressos) e 43 Anais de eventos. Esse ano já se soma 22 e-books publicados (onde 4 são e-books e impressos).

“A Editora da UESPI é um sonho de muito tempo da comunidade acadêmica da nossa instituição, que foi materializado no ano de 2019, quando foi oficialmente criada na legislação. Durante esse mesmo ano tivemos o desafio de regular a instituição, no que se refere a sua estrutura física e o seu funcionamento administrativo. Nesse mesmo período já passávamos a publicar trabalhos de pesquisadores e professores da nossa instituição”.

O Diretor reitera que o intuito sempre foi trabalhar com o livro em formato digital, mesmo trabalhando com o formato impresso também. Segundo ele, o e-book possui a possibilidade de acesso e distribuição dessas obras de uma forma mais simples, ágil e socialmente e ambientalmente mais comprometida. A Editora possui o aspecto de distribuição de pesquisas de forma rápida e eficaz.

A Editora publica trabalhos de professores, pesquisadores, técnicos, estudantes e da comunidade em geral. Há um compromisso de acolher todos esses trabalhos, a partir da análise do seu mérito técnico científico. O interessado pode encaminhar um pedido via protocolo de análise da obra, encaminhando um formulário de solicitação através do e-mail editora@uespi.br, com o livro, preferencialmente, diagramado.

“Depois de acolhida a obra será analisada por um especialista da área do conhecimento do livro apresentado, com um parecer positivo o livro é encaminhado ao Conselho Editorial que é composto por 13 professores, tanto da UESPI como de outras instituições, que farão a devida avaliação. A obra, sendo aprovada, será encaminhada para diagramação final e, por fim, publicada no site da Editora”, finaliza o Diretor.

Confira o site da EdUESPI