Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h

Revista

LETRAS EM REVISTA

O periódico eletrônico LETRAS EM REVISTA é uma publicação semestral do Mestrado Acadêmico em Letras da UESPI com o objetivo a divulgação de trabalhos inéditos relacionados aos estudos literários, culturais r linguísticos.

Com a implantação do Programa de Pós-graduação stricto sensu em Literatura, o periódico passou, em 2011, a ter como objetivo a publicação de trabalhos inéditos na  área dos estudos literários e culturais. Em 2017,  com a inserção da área de concentração em Linguagem e Cultura, o periódico também passou a publicar artigos em linguística.

o LETRAS EM REVISTA está atualmente em seu nono ano, contando com o apoio de pesquisadores de várias regiões do Brasil. Ele é publicado sob o ISSN: 2318-1788.  As edições podem ser acessadas gratuitamente na página do periódico: https://ojs.uespi.br/index.php/ler/index

E-BOOKS Grátis download

Literatura, Sujeitos de Gênero e outros Discursos
Organizadores: Algemira de Macêdo Mendes,Diógenes Buenos Aires de Carvalho,Orlando Luiz de Araújo (Org.)Editora: EDUFPI – 2018

Os caminhos da formação docente: Edição Luso-Espanhola
Organizadores: Margareth Torres de Alencar Costa,
Edileusa Maria Lucena Sampaio,Omar Mario Albornoz
Adufpi – 2018

No momento de um perigo. Releituras de Walter Benjamin
Organizadores: Luizir de Oliveira, Margareth Torres Alencar Costa, Thiago Felício Barbosa Pereira
Adufpi – 2018

Ensaios sobre Literatura e Outras Artes: Uma Coleção Poliglota
Organizadores: Israel A. C. Noletto, Margareth Torres de Alencar Costa, Stela Maria Viana Lima Brito
Adufpi – 2018

Literatura Afro-Brasileira e Africana
Organizadores: Elio Ferreira de Souza, Assunção de Maria Sousa e Silva, José Bezerra Filho, Margareth Torres de Alencar Costa, Raimunda Celestina Mendes da Silva, Sebastião Alves Teixeira Lopes
Adufpi – 2018

Notas sobre Literatura, Leitura e Linguagens
Angela Maria Gomes (Organizadora)
Atena Editora- 2019
Capítulo 13A Representação da Memória do Trauma em há Vinte Anos, Luz de Elsa Osorio: Sob o Olhar da Personagem Luz
Margareth Torres de Alencar Costa, Naira Suzane Soares Almeida

Literatura, História e Subjetividades: Perspectivas Latino-Americanas
Organizadores:Alcione Correa Alves,Josinaldo Oliveira dos Santos,Margareth Torres de Alencar Costa,Sebastião Alves Teixeira Lopes
Adufpi- 2015

Laços e Desenlaces na Literatura


Ivan Vale de Sousa (Organizador)- Atena Editora- 2019
CAPÍTULO 15
Recepção e Representação da Condição Feminina em: Resposta a Sóror Filotea de La Cruz, Margareth Torres de Alencar Costa
CAPÍTULO 16
O Erotismo nas Personagens Femininas em Cien Años de Soledad, de Gabriel García Márquez
Margareth Torres de Alencar Costa, Thiago de Sousa Amorim

LIVROS à venda

Leituras, Interseções de Gênero e Outras Leituras. Algemira de M. Mendes, Assunção de M.S e Silva, Fábio M. de Silva, Joselita I. de jesus, Sebastião A.T. Lopes ( Orgs). Editora: EDUFI – 2018

A escrita de Maria Firmina dos Reis na Literatura Afrodescendente Brasileira – Revisitando o Canone – autora: Algemira de Macêdo Mendes – editora: Chiado – 2016

Literatura e Gênero Relações de Poder e Representações Literárias autores: Algemira Macedo Mendes Diógene Buenos Aires de Carvalho. EDUFPI . 2014

EROS DAS ERAS – Algemira Macedo Mendes, Fábio Mário da Silva e Marleide Lins de Albuquerque.[orgs]. Editora Avant-Gard (2019)

Literatura, subjetividade e memória: diálogos com a escrita de autoria feminina Orgs. Silvana Maria Pantoja dos Santos; Maria Suely Lopes de Oliveira; Algemira de Macêdo Mendes Editora: EDUFPI – 2018

Georgina e outros escritos inéditos orgs. Algemira de Macêdo Mendes; Daniel Castelo Editora: EDUFPI – 2018

A mulher na literatura latino-americana.  Autores: Algemira de Macêdo Mendes; Marleide Lins de Albuquerque(orgs.). – Teresina: EDUFPI – 2018

ESTUDOS LINGUÍSTICOS SOB DIFERENTES ABORDAGENS: linguística textual, multimodalidade, leitura e ensino Ailma do Nascimento Silva – Caroline Bezerra Lima – Francineide Fernandes de Araújo – Franklin Oliveira Silva – Lueldo Teixeira Bezerra – Polyana Carvalho Nunes (Orgs.)RESUMO: Este livro, organizado por pesquisadores da área da linguística, traz muitos olhares e vozes diferentes, que convergem em um movimento de pesquisa sobre a linguística textual, a multimodalidade, a leitura e o ensino. É uma obra que, além de tudo, oferece um registro de que a produção científica em cursos de pós-graduação das universidades públicas brasileiras tem qualidade e pode promover um rico diálogo entre docentes, discentes, e a comunidade em geral. É também um trabalho importante por trazer contribuições teóricas e práticas sobre os diferentes temas, abordados durante a formação de professores e aplicados no cotidiano de sala de aula.

 Narrativas de travessia Relações entre literatura, cinema e exílio 

Karine Rocha
Maria Suely de Oliveira Lopes
Sebastião Alves Teixeira da Silva
[Org.] 2021
Os séculos XX e XXI têm em seu cenário a imagem de imensas massas humanas se deslocando ao redor do globo terrestre. Cotidianamente, ouvem-se notícias sobre sujeitos que atravessam fronteiras em busca da utopia de viver em um lugar onde a sua dignidade não seja roubada. De acordo com Jensen & Parada (2019), os sujeitos exilados se configuram como de extrema importância porque foram os primeiros a transformar o horror da nossa contemporaneidade em objeto de pensamento. Estudiosos admitem que a condição do exílio é importante para a construção de uma nova forma de se fazer história, já que os sujeitos nessa condição vivem um espaço temporal pouco coerente. Esses sujeitos percorrem espaços fugindo de um passado que estará sempre vivo em seu presente, indo ao encontro de um futuro que é mais incógnito que para os que não abandonam as suas terras. Lançar-se a esse encontro com o incerto gera angústias, vazios e fraturas jamais superadas. Essa realidade, que para os mais sensíveis gera espanto, não poderia passar despercebida pela literatura, principalmente porque muitos dos sujeitos que fazem a literatura também foram acometidos pelo exílio. O presente livro oferta ao leitor uma coletânea de texto que engloba diversas razões que geram o primeiro passo do percurso do exilado. Aqui estão presentes reflexões sobre obras literárias e cinematográficas de sujeitos que caminham fugindo da ditadura militar, de perseguições de gênero, da Shoah, de condições econômicas precárias, da utopia que os move, mas também da tentativa fracassada que acaba em insílio. Ainda sobre a utopia, também podemos encontrar um texto que fala dos que ficam e acreditam ser possível modificar o estado de opressão das coisas.

Jogando com as linguagens
Organizadores
Maria Suely de Oliveira Lopes
Lucirene da Silva Carvalho
Shirlei Marly Alves
2019
Jogando com as linguagens, título desta obra, proporciona múltiplos olhares para os estudos voltados para a linguagem Vai da Fonologia a estudos do texto, incluindo literatura, não deixando de lado o estudo da morfologia verbal. São dez textos que partem da realidade de sala de aula para desencadear o processo de intervenção com vistas a renovar o que vem sendo feito há muitos anos no ensino público.

A escrita no espelho: ensaios sobre metaficção.
organizadores
Lucas Lima Moura
Maria Suely de Oliveira Lopes
Sebastião Alves Teixeira Lopes
2020
O embrião da presente coletânea surge com o projeto de Estágio de Pós-Doutorado da professora Dr.ª Maria Suely de Oliveira Lopes (UESPI), junto ao Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal do Piauí (PPGeL/UFPI), realizado de março de 2018 a fevereiro de 2019, sob supervisão do professor Dr. Sebastião Alves Teixeira Lopes (UFPI), quando desenvolveu pesquisa intitulada Relatos Femininos da Ditadura em Narrativas Metaficcionais Latino-Americanas, com visita de pesquisa no Instituto Interdisciplinar de Estudos da América Latina (INDEAL), da Universidade de Buenos Aires (UBA), de setembro a novembro de 2018, com supervisão local da professora Dr.ª Marcela Croce (UBA).Os ensaios aqui reunidos lidam de forma inspirada com esse universo teórico e crítico das narrativas metaficcionais, lançando luz sobre a escrita de autores nacionais e estrangeiros que se preocupam em explicitar na própria narrativa marcas reflexivas sobre o fazer literário. Seguindo os preceitos propagados pela própria teoria da metaficção, que aponta para uma participação efetiva e colaborativa do leitor na realização do texto literário, convidamos a tod@s a ajudar nesse jogo de construção social de sentidos.