Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h

NELIPI promove Feira do Livro da Diversidade no Theatro 4 de Setembro

Por Vitor Manoel

A Avant Garde Edições e Produções, em parceria com o Núcleo de Estudos Literários Piauienses da Universidade Estadual do Piauí (NELIPI /UESPI), realiza a I Feira do Livro da Diversidade (I Colóquio de literatura e diferenças: linguagens e performances)  entre os dias 27 e 29 de maio, no Complexo Cultural Clube dos Diários, Theatro 4 de Setembro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O NELIPI/UESPI, tem contribuído, discutindo e investindo em ações voltadas a ampla divulgação de material literário construído por autores parceiros ligados à Instituição, especialmente em atividades que fomentem a leitura no estado do Piauí. O objetivo da Feira é proporcionar um movimento de política positiva que trata sobre a temática LGBTQI+, com a finalidade de estimular técnicas de visibilidades dessas identidades consideradas “não normativas”.

O evento vai dar destaque aos escritores e escritoras, pesquisadores e pesquisadoras, além de artistas com atuações em outros setores, conectados com o público LGBTQI+, isto é, a organização considera de relevante importância, na atualidade dias atuais que vivenciamos, divulgar com maior ênfase nomes importantes independente da sua orientação sexual e/ou identidade de gênero.

Segundo a Profa. Algemira Mendes, Coordenadora do NELIPI e uma das organizadoras do evento, é importante apresentar para a Universidade e o meio acadêmico as discussões de pautas em prol da diversidade. “Essa feira vai ser uma forma de avançarmos em políticas que ajudem a reduzir discursos excludentes e patriarcais existentes na sociedade. Vamos contribuir na luta pela redução dessas assimetrias nas relações de gênero”, comenta.

Para a editora da Avant Garde Edições, Marleide Lins e uma das organizadoras da ação, A ideia da FLID surgiu com objetivo de dar visibilidade para a produção literária e acadêmica LGBTQI+, assim como para as diversas linguagens de arte e cultura deste segmento. “Acreditamos que nesses tempos de retrocesso que vivenciamos, a feira tem um papel importante como estratégia de resistência à esta sociedade androcêntrica e LGBTFÓBICA”, encerra.

Programação:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A FLID divulga a CULTURA LGBTQI+ por meio de atividades como conferências e mesas em diálogo com a comunidade acadêmica, artistas e segmento LGBTQI+ entre outros. A organização divulga o Link de inscrição para participação com certificação UESPI.