Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h

Medicina UESPI: aluno ganha Prêmio Destaque na Iniciação Cientifica e Tecnológica CNPq

O aluno Rafael Everton Assunção Ribeiro da Costa, do 8° período do curso de Medicina da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Campus Poeta Torquato Neto, conquista premiação no 19º Prêmio Destaque na Iniciação Cientifica e Tecnológica CNPq.

Rafael Everton Assunção Ribeiro da Costa, aluno do 8° período do curso de Medicina.

Rafael Everton Assunção Ribeiro da Costa, aluno do 8° período do curso de Medicina.

Anualmente, são premiados 06 (seis) projetos do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic) e do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Pibiti). O projeto do aluno, “Morbimortalidade por doenças diarreicas agudas em crianças menores de 5 anos nos municípios do estado do Piauí: 2009 a 2018”, desenvolvido pelo PIBIC-Fiocruz/CNPq, sob a orientação da Profa. Dra. Beatriz Fátima Alves de Oliveira, que é pesquisadora vinculada à Fiocruz-Piauí, está entre os premiados.

O evento da premiação acontece na 74ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), realizada em parceria com a Universidade de Brasília (UnB), entre os dias 24 e 30 de julho, de forma híbrida, com atividades presenciais e virtuais. O tema central desta edição é “Ciência, Independência e Soberania Nacional”. As categorias Bolsista de Iniciação Científica e Bolsista de Iniciação Tecnológica garantem ao premiado o valor bruto de R$ 7.000,00 (sete mil reais), uma bolsa de Mestrado ou Doutorado, no país, e uma passagem aérea e hospedagem para permitir a participação dos agraciados na 74ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em caso de entrega presencial.

Para Rafael Costa, a pesquisa científica, além de uma realização pessoal, significa a possibilidade de sua futura prática profissional como médico, dispondo de mecanismos para respaldar ações sempre nas melhores evidências e realizar um melhor trabalho junto à comunidade, uma vez que o grande objetivo da pesquisa é melhorar a qualidade de vida da humanidade.

“Sinto que a premiação no 19º Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica do CNPq, muito mais que a avaliação superior da qualidade e relevância do relatório de PIBIC 2020-2021 apresentado, foi o reconhecimento de uma trajetória acadêmica como estudante de Medicina diferenciada, pautada em um olhar amplo sobre a Medicina e a ciência no geral, ainda mais levando em consideração algumas dificuldades que temos no Estado para pesquisar. Sem dúvida, todo o corpo da Fiocruz-Piauí, incluindo minha orientadora Beatriz Fátima Alves de Oliveira e co-orientadora Kerla Joeline Lima Monteiro, foram essenciais para uma conquista desta magnitude à nível de graduação”, destaca.

O aluno também pontua a contribuição de sua orientadora na realização desta conquista. “Minha orientadora na Fiocruz-Piauí, Profa. Dra. Beatriz Fátima Alves de Oliveira, como pesquisadora experiente e renomada internacionalmente, foi fundamental na vigilância da condução da pesquisa no sentido de manter os resultados sempre com alto nível de qualidade, o que, com certeza, pesou bastante na avaliação do CNPq, além dos preciosos conselhos e dicas ao longo do período”, finaliza.

A bolsa de Iniciação Científica é uma modalidade concedida pelo CNPq desde 1951 com o objetivo de despertar jovens talentos para a ciência.