Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h

Conta pra Gente: Conheça o aluno que desenvolve pesquisa sobre Literatura de Cordel no Processo de Alfabetização

“A Influência do Cordel no Processo de Alfabetização”, pesquisa desenvolvida pela estudante Carlos Daniel, do curso de Letras-Português, foi tema do Conta pra Gente dessa quarta-feira (17). O estudante destacou a importância do gênero literário no ensino pedagógico.

O discente do campus Poeta Torquato Neto faz parte do Programa de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC/UESPI) e desenvolveu um estudo que buscou analisar de que forma a leitura de cordéis pode influenciar no processo de alfabetização, bem como auxiliar na realização de leituras e construções de sentidos de textos literários, em especial, da literatura de cordel.

Discente fala sobre a Literatura de Cordel e o ensino

“Literatura, poemas, cordel e essa cultura sempre foram minha paixão. Então, desenvolver um trabalho nessas áreas é muito gratificante. Quando a gente faz algo que gosta, se torna mais prazeroso”, relata.

Sobre o impacto do cordel no ensino e no processo educacional, Carlos afirma que o cordel é um grande gênero literário de leitura dinâmica. Com versos e rimas que despertam o interesse pela leitura, dentro da sala de aula, o ensinar e o aprender criam forma e se tornam mais divertidos. “O cordel tem ganhado mais espaço na sala de aula, mas ele ainda tem muito para ser explorado. Temos muito conteúdo para ser visto e desenvolvido no ensino, existem estratégias de utilização do cordel que podem ajudar muito nesse processo”.

Além disso, o graduando do curso de Letras/Português deixa um recado para os estudantes que desejam ingressar na carreira científica. “A universidade nos oferece muitas possibilidades. Temos o PIBIC, PIBID, a Residência Pedagógica, dentre outros programas que nos estimulam a produzir ciência. Então, primeiramente, devemos identificar o que gostamos, os temas e nossa afinidades e, a partir disso, começar a desenvolver trabalhos”, conta.

A transmissão completa está disponível no canal no Youtube da UESPI: