Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h

Alunos destacam a importância dos Programas de Assistência Estudantil

Por Leonardo Dias

Muitos estudantes universitários precisam de assistência estudantil, tanto de acompanhamento social, pedagógico e psicológico, como por meio de programas que proporcionem a entrada do discente no mercado de trabalho e até mesmo subsídios financeiros para auxiliar os alunos na manutenção de despesas nas cidades onde estudam. Na Universidade Estadual do Piauí (UESPI), a responsável por essas questões é a Pró-reitoria de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários (PREX).

Atualmente, a PREX conta com os seguintes programas sociais: Programa Auxílio Moradia, Programa Bolsa Trabalho, Programa Estágio Não-obrigatório, Programa Apoio Pedagógico e Programa Auxílio Alimentação Estudantil.

Os objetivos principais desses recursos são atender alunos uespianos com alguma situação de vulnerabilidade, regularmente matriculados em qualquer campi da instituição, e  promover o encontro do discente com empresas parceiras para que haja já uma experiência do aluno no mercado de trabalho.

Programa Auxílio Moradia

O programa Auxílio Moradia é para o discente em situação de vulnerabilidade social que reside fora do seio familiar ou em localidade diferente de onde estuda. O valor do auxilio financeiro é de 200,00 (Duzentos Reais) e ele esta previsto na resolução Resolução Programa Auxílio Moradia CONDIR Nº 002/2013, em 20 de fevereiro de 2013,  e Resolução CONDIR Nº 004/2021.

Carlos Henrique Morais da Paz é beneficiado com o Auxílio Moradia

Carlos Henrique Morais da Paz é beneficiado com o Auxílio Moradia

O aluno do curso de Ciência da Computação no campus Torquato Neto, Carlos Henrique Morais da Paz, participa do Programa Auxílio Moradia e confirma a importância dessa bolsa para ele se manter longe de casa e seguindo seus estudos.

“Fiquei sabendo do Auxílio Moradia através de uma amiga que estuda lá e assim que soube fiquei interessado, já que eu atendia a todos os requisitos. Quando fui aprovado fiquei muito feliz, pois foi justamente quando já estávamos em aulas remotas, estava sendo muito difícil manter a casa que eu moro em Teresina. Melhorou muito minha vida porque temos uma vida acadêmica e pessoal, quando somos assistidos por programas como esse temos um problema a menos na vida pessoal e conseguimos focar melhor na vida acadêmica, o que nos ajuda quanto a termos uma  qualidade de ensino melhor”, afirmou o discente.

Programa Bolsa Trabalho

A Bolsa Trabalho está previsto na Resolução CONSUN Nº 002/2011, Resolução Programa Bolsa Trabalho CONSUN Nº 029/2003 em 22 de julho de 2003.

A bolsa assiste o discente com uma complementação  de recurso financeiro no valor de 400,00 (quatrocentos reais). “A bolsa ajudou e tem me ajudado bastante, faz parte da minha fonte de renda e com ela eu realizo gastos com o curso, por exemplo as impressões de livros e listas de exercícios e mais algumas coisas em relação ao curso”, relata o aluno Michael Henrique, do curso Matemática no campus Torquato Neto.

Programa Estágio Não-obrigatório

Constantemente, a PREX lança editais de fluxo contínuo para estágio não-obrigatório com o objetivo de proporcionar aos discentes experiências profissionais no mercado de trabalho. O estagio não obrigatório pode ser realizado pela UESPI onde a bolsa é custeada pela própria instituição no valor de 934,00 (Novecentos e trinta e quatro reais) como também pelas próprias empresas conveniadas na Universidade, onde a contra -prestação financeira fica a cargo da unidade concedente, previsto na Resolução Programa de Estágio CEPEX Nº 004/2021 em 10 de fevereiro de 2020.

Hilzadora Lima Silva, aluna de Engenharia Elétrica, Campus Poeta Torquato Neto

A estudante Hilzadora Lima Silva, do 6° Período do curso de Engenharia Elétrica, Campus Poeta Torquato Neto, conta que o estágio tem sido uma experiência muito importante na sua formação profissional e o valor que recebe no programa ajuda nas despesas da vida  acadêmica.

“O estágio permite colocar em prática os conhecimentos absorvidos e habilidades desenvolvidas durante a graduação. Isso contribui imensamente para a evolução e aperfeiçoamento do aprendizado de cunho técnico, como também desperta uma percepção acerca do exercício da profissão que vai além da sala de aula. É de extrema felicidade a oportunidade que a UESPI tem concedido aos seus discentes com a oferta das bolsas de estágio, promovendo não somente uma formação pautada no conhecimento técnico-prático, mas também ajudando seus alunos no âmbito financeiro, principalmente àqueles naturais de outras cidades, que é o meu caso, e precisam se deslocar visando uma graduação como alternativa de transformação de vida”, explica a estudante.

Programa Apoio Pedagógico

O Programa de Apoio Pedagógico é voltado para garantir um auxílio aos discentes que possuem deficiência  física, auditiva e/ou visual. São selecionados candidatos com disponibilidade para assessorar um aluno com a deficiência e assim preservar seu direito de integração  no meio acadêmico.

A bolsa é no valor de 400,00 (Quatrocentos reais) e esta previsto na resolução programa de Apoio Pedagógico CONSUN Nº 030/2003, em 22 de julho de 2003, Resolução Programa de Apoio Pedagógico CONSUN Nº 003/2011, em 16 de março de 2011 resolução Programa de Apoio Pedagógico CONDIR 003/2016, em 18 de março de 2016.

 

Carlos Augusto Fernandes de Medeiros, aluno do curso de Pedagogia, do campus Heróis do Jenipapo

O aluno Carlos Augusto Fernandes de Medeiros,  do 6º período do curso de Pedagogia, do campus Heróis do Jenipapo, em Campo Maior,  que tem uma deficiência visual, afirma que o programa é muito relevante porque ele sente mais seguro com o apoio do bolsista para fazer as leituras.

“O apoio desse auxilio tem me ajudado a trazer melhor equidade no processo de ensino e aprendizagem, se não fosse esse apoio não estaria conseguindo fazer as leituras de textos que o mundo acadêmico exige. Mesmo com a deficiência visual, eu tenho regularidade dentro do propósito de ensino, tenho conseguido me sobressair e não fico atrasado em relação aos meus colegas”, explica.

Programa Auxílio Alimentação Estudantil

O Auxilio Alimentação tem o objetivo de garantir pelo menos uma refeição diária por meio de auxílio financeiro durante todo o período letivo ao discente em situação de vulnerabilidade social com bolsas de 200,00 (Duzentos reais) e esta prevista na Resolução Programa Auxílio Alimentação Estudantil CONDIR Nº 001/2021, em 25 de março de 2021, Lei n° 7.536, de 29 de julho de 2021 – Programa Auxílio Alimentação Estudantil.

Glaucilene da Silva Borges, aluna do curso de Letras Espanhol, campus Campos Poeta Torquato Neto

“Tem sido de grande importância o auxílio alimentação porque conforme a minha necessidade é exatamente este papel que o auxílio tem exercido. Há poucos dias, recebi duas parcelas creio que dois meses, e neste dia o gás havia acabado e como hoje esta um valor exorbitante não poderia comprar, mas com a bolsa pude comprar como também os alimentos da qual havia falta em casa”, explica a aluna Glaucilene da Silva Borges, do 6° período de Letras Espanhol, campus Campos Poeta Torquato Neto, em Teresina

Para a aluna Francisca Cardoso da Silva Lopes, do 2º período Letras Espanhol e também do campus Poeta Torquato Neto, o auxílio alimentação chegou no momento certo.  “Algo que esta me ajudando bastante e chegou no momento em meio as dificuldades financeiras. Estou desempregada há alguns anos e o auxílio tem me ajudado em alguns itens de alimentação, muitas vezes até em matéria para meus estudos”, afirmou.

Todos os programas de Auxílio Estudantil tem uma resolução específica e de acordo com o calendário da Universidade as seleções acontecem através de editais divulgados pela PREX.