Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h

VI Encontro de casas de terreiro de comunidades quilombolas conta com palestras e rodas de conversa

Por Vitor Manoel

O VI Encontro de casas de terreiro de comunidades quilombolas promovido pelo Grupo de Pesquisa Dinâmicas Socioambientais e Desenvolvimento Semiárido da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), campus Professor Barros Araújo, na cidade de Picos contou com minicursos, palestras, oficinas e rodas de conversa voltadas ao combate ao preconceito e a intolerância religiosa praticada contra as comunidades quilombolas.

Palestrante discursa durante o evento

A professora Janaína Alvarenga, organizadora do evento destaca que o principal objetivo da ação é fazer uma ligação entre a Universidade e os povos tradicionais, tentando levar aos jovens de comunidades quilombolas para o seio da instituição. “Nossa meta é fazer com que eles possam fazer cursos dentro da Universidade e voltem para suas comunidades com os cursos concluídos. Ou seja, eles podem agregar ainda mais conhecimentos para suas comunidades e mesclarem o conhecimento científico com o conhecimento de suas comunidades tradicionais”, afirma.

A Pró-Reitora Adjunta de Ensino e Graduação (PREG), Mônica Gentil comenta que o encontro visa combater o preconceito com a consequente erradicação da intolerância religiosa que tem sido uma forte bandeira de luta erguida pelas comunidades quilombolas de todo o Brasil. “É uma oportunidade de reunir diversas casas, de matrizes africanas, junto a acadêmicos de partilhar ideias e fortalecer essa luta, sendo também um momento celebrativo para a comunidade e para os alunos que queiram se apresentar”, encerra.

O evento abordou temas como intolerância Religiosa, identidade, racismo, Direitos humanos, Religião de Matriz africana, cultura e ancestralidade.