Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h

Ginástica Postural para os alunos da UNATI

Por Maria Visgueira

 A Atividade busca promover o fortalecimento da musculatura, assim como contribuir para uma consciência corporal, proporcionando aos alunos melhor compreensão dos segmentos corporais para as atividades diárias. Portanto, é fundamental a presença da disciplina “Ginástica Postural” na grade curricular da Universidade Aberta a Terceira Idade-UNATI, da Universidade Estadual do Piauí- UESPI.

Aula para a Unati/Nuti da UESPI

Êneas de Freitas, professor e especialista em Educação Física, está lecionando as aulas, nas quintas-feiras. As aulas pretendem conscientizar os alunos e alunas a respeito da postura.  “A proposta é fazer um trabalho de conscientização à  respeito de determinados movimentos, para que eles façam de forma correta e eficiente. Os exercícios são pensados para que também possam fortalecer alguns músculos de forma que ajude a realizar movimentos da vida diária”.

Ginástica postural difere do pilates. O professor Êneas de Freitas trabalha com os alunos dando ênfase nas atividades diárias. “O pilates aplica-se de uma forma generalizada, com um todo, não é um foco as atividades diárias. A nossa atividade é trabalhar a ginástica no dia-a-dia dos idosos, como pegar um neto, varrer a casa, subir uma escada as atividades são desenvolvidas para isso”, explica o educador.

Alunas aproveitam a aula para as atividades diárias em casa

Para as alunas Maria da Inatividade Pereira e Maria das Dores Gomes, as duas relatam que estão gostando da disciplina pelo fato do estímulo a musculatura. “Estávamos com os músculos atrofiados e agora com o trabalho que o professor está desenvolvendo começamos a ter mobilidade e estamos melhorando”,  afirma a aluna Maria Inatividade Pereira. A aluna Maria das Dores entrou para a UNATI esse ano de 2022 e está aproveitando as aulas para melhorar de um problema de equilíbrio. “Tomei conhecimento do programa este ano e estou aproveitando para melhorar um problema de equilíbrio que eu tenho. Os exercícios eles trazem para os alunos bem-estar e gradualmente vai melhorando”, finaliza Maria das Dores Gomes.