Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h

UNATI realiza atividades de exercício de memória com alunos

Por Maria Visgueira

Harmonia, ritmo, divertimento e felicidade  foram os sentimentos que marcaram presença no encontro especial da Universidade Aberta a Terceira Idade (UNATI), realizado na última quinta-feira (27). A atividade teve o objetivo de trabalhar o exercício da memória dos estudantes.

O encontro contou com a presença de Vagner Ribeiro, músico,professor no Instituto Federal do Piauí-IFPI, que tem como pesquisa cultura popular. “Recebi o convite, através do coordenador para ter esse momento de conversa sobre cultura, e o público é muito sábio. Eu trouxe o tema ‘Desafios de memórias’, que é uma pesquisa onde eu trabalho a memória, por versos populares, não são necessariamente do repente popular, é algo mais cotidiano. E a nossa história tem muito disso, nós não podemos perder essa sabedoria dos antepassados de criar as coisas dentro dessa inteligência musical, por trabalhar com sons e memorização com certa harmonia e ritmo então acaba sendo música”, ressalta o professor.

Vagner Ribeiro cantando para a turma da UNATI

O docente apresenta uma forma diferente de aprender. Ele acrescenta que o público da UNATI é animado, cheio de cultura e experiência. “É um privilégio me apresentar para a turma da UNATI, só tenho de agradecer o convite, é um público que tenho maior respeito, sei que eles têm muita bagagem de experiência. E eles merecem ser valorizados, o país poderia admirar mais nossos idosos, trazendo para a cena da educação e da cultura, onde nós tivemos mais oportunidade de promover troca de experiências.”

Roda de ciranda feita pelo alunos

O Repente é uma arte de improvisação, através de cantoria comum na região do Nordeste, caracteriza-se pela forma repentina de criar estrofes, ou seja, pela sua composição no momento da apresentação. O evento foi marcado de cantoria e aprendizado, motivando a memória através do ritmo, da poesia.

O objetivo do encontro foi alcançado com êxito, a aluna Maria das Dores Gomes que gostou da metodologia utilizada pelo professor, relata: “Aprendi a ler dessa forma, devido ao meu pai, que gostava de tocadores de viola. Ele pedia para eu ler literatura de cordel, e foi assim que fui aprendendo. Com essa aula eu voltei no tempo”.

A aluna Maria do Carmo enfatizou que a universidade proporciona esses momentos únicos. “A UNATI fantástica por nos proporcionar essas atividades maravilhosas, são tantas novidades. Voltei no passado porque ele trouxe isso, me identifiquei com a história de infância dele, pois também cresci na roça. Eu estou apaixonada com o que a UNATI e a coordenação proporcionam para nós”, afirma.

A reunião foi encerrada com uma ciranda, onde o músico cantou diversas músicas infantis, como ciranda, cirandinha, e era acompanhado pelos alunos que fizeram uma roda para se divertirem. Vagner Ribeiro não é repentista, mas ousou em deixar uma estrofe de gratidão para a UNATI:

Gratidão

Agradeço a UNATI de todo meu coração
que eu possa ir e vir
sempre que estiver na solidão
para que minha
alegria possa vim desse rincão
que a UNATI é um povo maravilhoso cheio de energia e alegria” repente Vagner Ribeiro

Momento de confraternização professor e aluno