Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h

Volta às aulas da Uespi 2022.1: calouros e veteranos recebem as boas vindas da comunidade acadêmica

Por Anny Santos, Giovana Lopes e Vitor Gaspar

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI) retornou suas aulas nesta segunda-feira (03).O período corresponde ao semestre 2022.1. Cerca de 9.440 alunos estão matriculados, sendo 1612 calouros na graduação. O novo período seguirá até 11 de fevereiro de 2023. 

Professor Paulo Henrique, Pró-Reitor de Ensino e Graduação.

O professor Paulo Henrique, Pró-Reitor de Ensino e Graduação (PREG), dá boas-vindas para os calouros e veteranos que chegam neste período e destaca recomendações.

“Primeiro quero começar desejando boas vindas a professores, técnicos e estudantes. A Universidade sempre vive um momento de festa no inicio de cada período letivo com expectativas de que a gente possa da continuidade a missão de está sempre formando profissionais de qualidade aptos a enfrentar o mercado de trabalho. Para o retorno as recomendações é a anexação do cartão de vacina atualizado no sistema Aluno Online, o uso de máscara para pessoas com alguma comorbidade ou sensibilidade a virose, e naquilo que puder deixar janelas ou porta aberta para que haja uma circulação de ar dentro da sala.

Ele acrescenta que a Universidade está atuante para proporcionar um ensino de excelência e de oportunidades para todos. “Agora a universidade irá iniciar dois projetos muito importante, O reitoria itinerante, em que os membros da administração superior irão visitar todos os campis ouvindo demandas, realizando palestras no sentindo de aproximar cada vez mais a acadêmica da administração, outro projeto é o Conecta ENADE que vai da todo suporte para os estudantes que estão saindo, para manter os indicadores de qualidade dos nossos cursos sempre em alta como sempre foram”.

Conheça nossos calouros

São mais de 1.000 calouros no nossa universidade, com eles novos sonhos e histórias. Ana Clara Abreu, caloura do curso de História, campus Poeta Torquato Neto, veio do município de Buriti, no Maranhão, acompanhada por sua mãe, Selene Abreu. Para ela, o curso é a primeira experiência com a Educação Superior, sendo a primeira de sua família a ser aprovada em uma universidade pública. “Espero somar cada vez mais, não me desenvolvendo apenas enquanto profissional, mas contribuindo para a sociedade. O que acontece aqui hoje, nesse primeiro dia de aula, tem um significado muito grande para mim. Espero poder somar na educação do nosso estado e país”.

Para Selene Abreu, mãe de Ana Abreu, é uma experiência gratificante poder acompanhar sua filha logo no primeiro dia de aula. Além disso, Selene sente-se bem ao perceber que Ana está sendo acolhida por bons professores e novos amigos. Algo importante para alguém que trocou recentemente de rotina ao mudar de cidade e estado.

“Tenho fé que dará tudo certo. Estou feliz por ver minha filha trilhando esse caminho e sendo bem recebida. Saber que ela foi a primeira da família a conseguir alcançar esse sonho é felicidade em dobro. A coordenadora do curso e vários outros professores nos receberam muito bem, tenho certeza que os novos alunos estão em boas mãos”.

Ana Clara e Selene Abreu

Naysa Lima, caloura do curso de Química, campus Poeta Torquato Neto, pontua que essa experiência de voltar a estudar após a pandemia é muito significativa. A aluna, como grande parte da população, possuía incertezas em relação a adaptação de uma nova realidade. Além disso, cursar Química abre, segundo ela, caminhos que almeja trilhar.

“É muito bom poder voltar a ter um convício mais próximo como era antes da pandemia. As minhas expectativas com o curso são as melhores possíveis e fomos muito bem recebidos pelos professores e pela Coordenação. Também nos informaram sobre os programas da instituição, além de se colocarem a nossa disposição”.

Naysa Lima e Colegas do curso, Antônio Brito e Geraldo Neto

Maria Leal, mais nova aluna do curso de Zootecnia, acredita que o curso é um oportunidade de aprender e desenvolver suas habilidades, com retorno social. Para ela, o curso representa uma escolha e mantém boas expectativas com as próximas semanas de aula. “Costumo dizer que o curso me escolheu. acredito que vou descobrir novos caminhos e ter uma perspectiva melhor sobre diversas coisas. Me identifico com a área animal, então essa é uma ótima oportunidade de desenvolver isso”.

Maria Leal

Professores e coordenações desenvolvem ações de boas vindas

Durante o primeiro dia de aula do semestre 2022.1 Coordenadores, Professores e Diretores de diferentes cursos, prepararam recepções para os calouros, explicando o funcionamento da Instituição, apresentando as salas e destacando o que eles podem esperar ao longo do período.

No Centro de Ciências Humanas e Letras (CCHL) a direção preparou um evento de recepção para os calouros, com cada coordenação estando responsável por fazer uma organização de uma aula inaugural para cada curso. Para o Prof. Omar Albornoz, Diretor do Centro, e Professor de Letras/Espanhol, os calouros sempre entram com um grande ânimo por estarem entrando na Universidade pela primeira vez, destacando o acolhimento organizado para eles.

“O que nós fizemos ajudam a manter esse espírito e esse desejo de estudar, se integrar e estar presente da Universidade. Esse encontro também não foi feito somente para os calouros, como também para as turmas de outros blocos, porque o que procura precisamente é fazer uma integração entre todos os alunos de todos os cursos do CCHL, pois penso que é importante manter essa unidade”.

Prof. Omar Albornoz

A coordenadora do curso de Licenciatura Plena em Letras/Espanhol, Laura Torres destaca que os calouros podem esperar uma grande recepção e destaca o valor de todo o corpo docente que compõe o curso. “O nosso aluno já vai entrar muito no curso, pois a nossa instituição é formada de professores muito capacitados e que amam o Espanhol. Eu sempre utilizo uma frase dentro da coordenação que o curso é feito colaborativamente entre os professores e alunos”.

Prof. Laura Torres

Segundo Márlia Riedel, Coordenadora do Curso de Licenciatura Plena em Letras/ Inglês o sentimento é de felicidade, pois o curso está sendo reaberto para a entrada de novos alunos, demostrando um sinal de renovação.” O meu sentimento é de esperança, os calouros podem esperar compromisso em primeiro lugar, por parte dos professores para formar excelentes profissionais para entregarmos para a sociedade piauiense”.

Prof. Márlia Riedel

No Auditório do Núcleo de Ensino À Distância (NEAD), as coordenações dos cursos de Zootecnia e de Ciências Agronômicas, com o apoio da Pró-Reitoria de Ensino e Graduação (PREG) e da Pró-Reitoria de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários (PREX), realizaram uma palestra para a inauguração dos cursos, recepcionando os calouros e apresentando a eles todas as faces e interfaces que vão marcar o percorrer de suas trajetórias na Universidade Estadual do Piauí.

A Coordenadora de Zootecnia, Dinnara Silva, destaca que há um grupo muito bom de ingressantes agora, e que já existem ações programadas ao longo do semestre para que os alunos possam participar e se envolver, no sentido de que eles possam se identificar com a profissão de fato. “Hoje eles estão sendo recepcionados com o apoio da PREG e da PREX e foi muito bom apresentar a nossa UESPI para esses alunos que estão entrando agora e com essas ações a gente reduza o quadro de evasão, que acabou se intensificando durante o período pandêmico.

Prof. Dinnara Silva durante palestra

Representando o Curso de Licenciatura Plena Matemática, o Coordenador Alessandro Wilk destaca que o curso é um dos mais oferecem profissionais para o mercado de trabalho do Estado. “O nosso curso de Matemática aqui na Universidade Estadual do Piauí está entre os melhores segundo a avaliação do INEP. A expectativa para receber esses calouros é a melhor possível”, encerra.

Prof. Alessandro Wilk