Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h-1

Parte IV da série: “A Educação que transforma: “O Parfor funciona, transforma e amplia o desenvolvimento educacional do nosso País”

Por João Fernandes

Na data dedicada a celebrar o Dia Internacional da Educação (24/01), a Universidade Estadual do Piauí (UESPI) reforça a importância da educação no desenvolvimento humano em diversos aspectos. Por isso, mantém seu compromisso em promover o processo permanente e constante na formação profissional com turmas ofertadas por meio do Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor)

O Programa já ajudou a formar milhares de piauienses que atuam na educação básica, como é o caso da professora Géssica Carvalho, egressa do curso de Letras-Parfor. Ela já chegou a ministrar aulas no Programa e conta, com satisfação, o desenvolvimento educacional recebido pelo Parfor.  

O Parfor foi um divisor de água em minha vida. Ele me proporcionou não só me aperfeiçoar na área em que já ministrava aula, como também a realizar um grande desejo que era adentrar no curso de Letras. O PARFOR também me permitiu continuar com esse sonho, pois a competência dos profissionais que atuam nesse programa permitem que todas as nossas habilidades sejam desenvolvidas, nossa segurança seja ampliada e nossas metas alcançadas”, destaca a professora.

A professora formou-se no Curso de Letras do Parfor em 2013, fez mestrado no PROFLETRAS -UESPI, entre 2018 e 2020 e, atualmente, ministra a disciplina de Literatura Infanto Juvenil no curso de Letras do Parfor em Uruçuí.

Para a professora a  ideia basilar do Programa é atualizar e melhorar as capacidades das pessoas ou de equipes de trabalho visando garantir uma educação de qualidade. “Ratifico que o Parfor funciona, transforma e amplia o desenvolvimento educacional do nosso País, saímos dele com mais ´bagagem` para transformar nossas salas de aula, desenvolvendo novas formas de ensinar que só é permitida através do conhecimento”, destaca.

Professora Géssica Carvalho, egressa do curso de Letras-Parfor

O programa oferta cursos de Educação Superior para os professores em exercício na rede pública de Educação Básica no Estado do Piauí. Essa ação possibilita que estes profissionais possam obter a formação exigida pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB.

Capacitações que geram mais desenvolvimento e fomentam o ensino/aprendizagem

Para o professor Pitágoras Pinheiro de Carvalho, coordenador do curso de Matemática do Parfor, o Programa cumpre um dever social, uma vez que capacita os profissionais levando em consideração as constantes mudanças sociais, conceituais e especialidades científicas. 

“Formar professores qualificados e atuantes através de práticas docentes contínuas tem um peso transformador na relação professor e aluno. Em todos os cursos ofertados pelo Parfor a qualificação dos docentes é inquestionável. Contamos com professores especialistas, mestres e doutores”, destaca o professor.

O Programa tem como objetivo contribuir para a educação de professores em serviço na rede pública de educação básica  por meio da oferta de cursos  de licenciatura correspondente à área em que atuam. O Professor destaca ainda que o Parfor permite a valorização da vivência educativa do docente, principalmente por enfatizar a prática em sala de aula. “O Parfor leva formação docente a diversos municípios, melhorando significativamente a qualidade dos docentes em suas localidades e proximidades, consequentemente, uma imediata melhoria do aproveitamento discente”, completa o Prof. Pitágoras.

Dentre os principais objetivos do programa destaca-se a promoção de cursos de licenciatura para servidores que atuam em áreas cujas propostas pedagógicas atendam as especialidades da formação inicial dos professores, além de estimular a aproximação entre educação superior e educação básica, tendo a escola onde o professor trabalha como espaço privilegiado de formação e pesquisa.

Benefícios do Programa

Segundo a Prof. Francisca Cunha, Coordenadora Geral do Parfor-UESPI, o programa  contribui de forma excepcional para fornecer uma formação adequada aos profissionais da educação básica ou de profissionais que atuam em uma área diferente da sua, visando a implementação e consolidação da Educação de qualidade. 

“A UESPI cumpre um papel importantíssimo dentro do Parfor, entregando para a sociedade piauiense milhares de profissionais formados em suas áreas de atuação. O Parfor ainda garante que estes alunos permaneçam e concluam o curso com qualidade, com a finalidade de aprimorar os indivíduos e, consequentemente ,melhorar os índices de educação estadual”.

A professora ainda reforça a importância da qualificação profissional adequada aos professores, tendo em vista que estes são os  gestores da sala de aula, sendo agentes que organizam o ensino junto ao aluno e fazem a Educação acontecer, para isso o profissional precisa estar dotado dos conhecimentos teóricos e metodológico, especialmente, de conhecimentos que possibilitem a eles ressignificarem a prática a partir do que a ciência tem produzido de mais moderno. “Não podemos pensar em promover uma Educação de qualidade e melhorar os índices da qualidade  sem diversos fatores que contribuem para isso e um desses fatores é a formação de professores”, reforça a coordenadora.

A coordenadora ainda destacou a importância do Parfor/UESPI para induzir e fomentar a oferta de educação superior, gratuita e de qualidade. “Capacitamos os profissionais de diversas áreas para que ele possa trabalhar e atender demandas da escola, mas também as demandas das individualidades dos alunos considerando os objetivos do cidadão que queremos formar para sociedade que temos”, finaliza.

Prof. Francisca Cunha, coordenadora geral do Parfor-UESPI

Como Funciona?

Anualmente, a Capes divulga o Calendário de Atividades do Programa. Nele estão definidos os prazos e as atividades a serem realizadas pelas secretarias de educação estaduais, Municipais e do DF, os Fóruns e as IES e o período das pré-inscrições.

Para concorrer à vaga nos cursos ofertados, os professores devem: a) realizar seu cadastro e pré- inscrição na Plataforma Freire; b) estar cadastrado no Educacenso na função Docente ou Tradutor Intérprete de Libras na rede pública de educação básica; e c) ter sua pré-inscrição validada pela Secretaria de educação ou órgão equivalente a que estiver vinculado.