Uespi

Brasão_da_UESPI.512x512-SEMFUNDO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

Brasao_Pi_h-1

Curso de Pedagogia: alunos e professor promovem debates sobre “Juventude e Diversidade”

Por João Fernandes

As turmas do segundo, sexto e oitavo período do curso de Pedagogia da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), campus Dom José Vasquez Diaz, em Bom Jesus, promoveram o projeto de ação extensionistas “Juventude e Diversidade” aberto aos grupos sociais da cidade. 

A ação aconteceu no auditório da Universidade entre os dias 12 e 19  com jovens da cidade com o intuito de debater sobre as diversidades dos grupos sociais que caracterizam as juventudes no contexto sociocultural da cidade.

Estiveram em pauta nas discussões formas para compreender as diversidades que marcam as juventudes na atualidade; conhecer grupos sociais da juventude constituídos na cidade, além de relacionar categorias sociológicas com a formação e caracterização dos grupos sociais representados.

Glecia Martins, discente do sexto período de pedagogia, acredita que os encontros mostram a importância das discussões para incentivar a inclusão social. “ O evento trouxe muitos ensinamentos. Descobrimos talentos de muitos jovens de dentro da nosso município, que procuram e defendem algo melhor para toda a sociedade. Os debates nos ensinam coisas que não conhecíamos antes ou que conhecíamos, mas tínhamos um certo preconceito”, conclui a aluna.

Dentro da programação foram apresentadas palestras, rodas de conversa, debates e discussões com grupos convidados: representantes LGBTQIA+, jovens evangélicos, jovens dançarinos e meninas do futebol.

Segundo o professor Dr. Valdeney Lima da Costa, um dos coordenadores e organizador do projeto, a ação reforça a importância de debates sobre as diversidades socioculturais, isso porque, considera a diversidade como algo positivo e benéfico para seu desenvolvimento individual e social  

“Consideramos importante debater com a comunidade acadêmica sobre o tema juventude e as diversidades por vários motivos, entre os quais, citamos o surgimento de grupos sociais diversos na cidade de Bom Jesus, cujos protagonistas são adolescentes e jovens. São gostos, comportamento, culturas e movimentos diferentes que demonstram a diversidade que marca essa fase da vida. A universidade precisa dar espaço e dialogar com esses grupos”, destaca o professor.

Por fim, os encontros serviram para refletir sobre os desafios inerentes as juventudes em diferentes contextos socioculturais e territorial.

Confira mais momentos da ação